BOLA CHEIA - 08/04/2019

BOLA CHEIA
 
Vai para o Athletico que pela Libertadores não tomou conhecimento do poderoso Boca Juniors vencendo-o pelo placar clássico de 3x0. Uma vitoria marcante e que junta-se aos  maiores resultados de sua historia. E quis o destino que um "hermano", Marco Ruben, fizesse os tres gols do furacão.
 
É bem verdade que foi desclassificado no placar agregado, mas merece todos os elogios o Vozão de Lisca Doido. Doido? é nada, o "cara" sabe muito, é inteligente e engoliu o Timão dentro de Itaquera. Quem esperava e apostava em goleada teve de engolir seco com o belo e competitivo futebol jogado pelo Ceará. Teve gol anulado (corretamente), fez seu gol aos 42 minutos finais, e por pouco não provoca um desastre corinthiano após seu gol, tendo uma bomba explodido no poste de Valter, e ainda obrigou ao mesmo fazer duas portentosas defesas nos minutos de acréscimo. Parabéns ao Vozão pela merecida vitória. E desta vez numa arbitragem de Rafael Traci não se viu trapalhadas tão comuns em jogos anteriores na sua responsabilidade. Aqui até salvou seu Assistente Thiaggo Americano Labes num erro absurdo em lance de impedimento.
 
Agua Santa e Rio Claro iniciaram com vitorias fora de seus dominios a fase de Quartas de Final da SérieA2 do Paulistão. O surpreendente time de Diadema foi a Taubaté e enfiou 5x0 no Burro da Central e praticamente se garantiu na Semi Final. Já o Rio Claro esteve em Santo André e venceu ao time local pela contagem mínima, adquirindo vantagem para a segunda partida decisiva que será em seus domínios. Douglas Marques das Flores e Thiago Duarte Peixoto dirigiram as partidas e se houveram muito bem.
 
E na quinta feira o XV de Piracicaba enfrentou e venceu ao Juventus pela contagem minima, no Barão de Serra Negra, em jogo de igualdade onde tanto um quanto o outro poderiam sair com a vitoria. O destaque negativo acabou sendo Ilbert Estevam da Silva que fazia bom trabalho mas, proximo ao final e pessimamente colocado na linha de tiro. quase na marca penal, levou uma bolada em suas costas indo ao solo, e o que é pior salvando o que seria o segundo gol do Nho Quim. Desestabilizou-se, fugiu de uma nova bolada logo depois, além de deixar de aplicar um Cartão Amarelo abolutamente necessário a jogador do Moleque Travesso.
 
Fechando os jogos de ida Internacional e Santista fizeram uma bela partida. cheia de alternancias, mas com um detalhe negativo: a arbitragem de Salim Fende Chaves. Melhor a Inter na primeira etapa e reação da Santista ma etapa final, mas sem transformar em gols sua superioridade. Ao final 2x0 para os locais acabou sendo justo, mas tenham certeza que não decidiu a classiicação.Num jogo basicamente sem violencia(37 faltas no total), mas com varias delas passíveis de cartão amarelo, Salim Fende fez questão de não punir a maioria e numa delas usou da "malandragem" quando jogador santista (Acleisson) agarrou acintosamente ao atacante e SSa. bem colocado nem a falta marcou pois marcando teria de expulsar. Aplicou quatro cartões amarelos por retardar jogo, discordar de decisão, impedir ataque promissor e um por ação temerária (Raylan da APS) quando o correto neste seria a expulsão. Conversou demais retardando reinicios, colocou-se e movimentou-se bem, mas bem posicionado para o lance marcou fora da área uma falta da APS, cometida dentro e portanto sendo penalidade máxima. Respeitamos o homem e o ser humano, mas como árbitro necessita certamente ser melhor avaliado e ter suas escalas repensadas, e aqui também respeitando quem o escala em jogos de forte apelo. Conseguiu desagradar a nós, a ambas equipes, ao narrador, reporter de campo, e comentarista do jogo e da arbitragem do Sportv. Detalhe: Salim foi novamente escalado na rodada seguinte da mesma A2 em Rio Claro x Santo André...
 
E como era de se esperar, jogando em seus domínios o Agua Santa confirmou sua passagem para a semifinal vencendo novamente ao Taubaté, agora por 2x0. Foi quase que um "amistoso de luxo" visto que a equipe de Diadema jamais seria surpreendida depois dos 5x0 na primeira partida em Taubaté. Nenhuma dificuldade, nenhuma indisciplina, e nenhum problema para Leandro Bizzio Marinho, Ricardo Pavanelli Lanutto e Thiago Henrique Almeida Alborghetti.
 
Na outra partida muita emoção ao final e decisão nos Tiros desde o ponto penal. Rio Claro 1 x2 Santo André determinaram o empate nos resultados agregados onde, vencendo por 2x0 e classificando-se com este resultado o Ramalhão acabou levando um gol aos "49" minutos da etapa final provocando os Tiros Penais. Mais feliz o Santo André fez 5x4 e eliminou ao Rio Claro. Preferiremos não analisar a arbitragem mais profundamente e em função do mau trabalho de Salim Fende Chaves na sua partida anterior de acordo com nossa análise, observando apenas algumas melhoras, e em jogo dificil, destacando que para Sandro Meira Ricci o primeiro gol do Santo André foi irregular e marcado com a mão. Não tivemos essa convicção mas um fato é verdadeiro: O Assistente Enderson Turbiani da Silva levanta seu intrumento de trabalho e se assim agiu deve ter observado alguma irregularidade. Porém o Árbitro, de frente e com visão do Assistente "corre para o meio" sendo acompanhado pelo mesmo que não manteve a bandeira erguida.
 
 
"A VERDADE É TÃO PRECIOSA QUE PRECISA DE TANTAS MENTIRAS PARA NÃO SER REVELADA"

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440