BOLA CHEIA - 25/02/2019


BOLA CHEIA
 
Jogos como fizeram Corinthians e o surpreendente Avenida, pela Copa do Brasil, são aqueles que fazem o torcedor ser cada vez mais um amante do futebol. Independente de se sua equipe foi bem ou foi mal, o resultado final após tudo que se viu em noventa minutos é o que o encheu de medos no inicio, esperança na sequencia, e extrema alegria ao final. E antes de maiores analises uma palavra de reconhecimento a uma equipe até então por nós desconhecida que, por muito pouco não proporcionou uma das maiores "zebras" da Copa do Brasil. Dominado territorialmente, mas com uma postura defensiva e de contra ataques muito eficientes fez 2x0 no Timão, deixando Itaquera sem acreditar no que via. E o Corinthians não se encontrava, sofria... Mas o aspecto mìstico alvi negro reapareceu e o fez "virar" e vencer por 4x2. Lutou, sofreu, teve sorte, mas com méritos acabou vencendo.
E com muita alegria assistimos aqui uma arbitragem de alto nível de Caio Max Augusto Vieira, do Rio Grande o Norte. Foi tecnicamente perfeito, um sentido de aplicar vantagens muito apurado, colocação e movimentação quase sem restrições. Se tivesse aplicado dois Cartões Amarelos necessários a jogadores do Avenida, e um por simulação a Gustavo sairia, pelo menos para nós, com nota máxima.
 
Se não foi um classico jogado com grande futebol e categoria, acabou mexendo emotivamente em varios momentos, até isolados, e com gols perdidos. Até 40 minutos da etapa inicial "um tinha medo do outro e o outro tinha medo do um" pois as grandes preocupações eram somente defensivas com a melhor defesa "parando" o melhor ataque, trocas de bola cansativas, nenhuma inspiração. Do outro lado um ataque "morto" facilitando a defesa adversária. Depois dos 40 minutos se viu um melhor futebol e prenunciando um segundo tempo mais bem jogado. O Santos continuou igual, mas o Palmeiras melhorou seu futebol e se não fosse a dispersividade e afobação quando "na cara do gol" poderia ter vencido a partida. Verdade que o goleiro santista Everson fez, pelo menos, três milagres mas os atacantes verdes andam brigados com os gols. Como resultado final foi melhor para o Peixe que "folga" na liderança, mas liga sinal de alerta no Verdão em grupo "embolado". Foram jogados 59 minutos efetivos, marcadas 35 faltas (18 a 17) e mostrados 5 Cartões Amarelos.
 
Flavio Rodrigues de Souza arbitrou, acabou não se compromentendo e tendo erros  normais das arbitragens. Algumas faltas não marcadas, Tiro de Meta para o Palmeiras virou Tiro de Canto para o Santos e ainda rendeu Cartão Amarelo para Weverton, inverteu falta importante cometida sobre Moisés, não viu tapa na cara de Gustavo Henrique neste mesmo jogador e com o jogo parado. Poderia ter marcado penalidade máxima de Gustavo Gomes por mão na bola. Comportamento arrogante na primeira etapa, maneirou na segunda. Alex Ang Ribeiro com um erro em marcação de impedimento do Palmeiras e Tatiane Sacilloti Camargo com trabalho normal.
 
Em Ribeirão Preto o Corinthians manteve uma longa invencibilidade contra o Botafogo vencendo-o pela contagem mínima e o empurrando  ainda mais na zona de rebaixamento. Jogo igual, mas o Pantera teve Plinio expulso ainda no primeiro tempo o que dificultou enormemente sua missão. Poucas oportunidades de gol, aqui também futebol de baixa qualidade e digno de mais um "oxo" mas decidido com gol legitimo do Timão apesar dos reclamos botafoguenses. Passou a liderar seu grupo e deixar seu torcedor mais tranquilo. 3 Cartões Amarelos (1 a 2), 1 Cartão Vermelho (BFC), 20 faltas marcadas (9 a 11) e... "63,65" (?) de jogo efetivo.
Raphael Claus mesmo não errando em situações determinantes desta feita não nos agradou, com alguns erros em lances simples, e erros não comuns em suas arbitragens. Expulsou com acerto a Plinio do Botafogo e aplicou bem os Cartões Amarelos. Trabalho normal de Danilo Roberto Simon Manis e Alberto Andrini Nogueira.
 
 
 
 
"SER BONZINHO É FACIL, DIFICIL É SER JUSTO"

Leia mais
  1. BOLA CHEIA 10/03
  2. BOLA CHEIA - 04/03
  3. BOLA CHEIA - 18/02/2019
  4. BOLA CHEIA - 11/02/2019
  5. BOLA CHEIA - 04/02/2019
  6. BOLA CHEIA - 28/01/2019
  7. BOLA CHEIA - 21/01/2019
  8. BOLA CHEIA - 03/12/2018
  9. BOLA CHEIA - 26/11/2018
  10. Bola Cheia - 19/11
  11. BOLA CHEIA - 12/11/2018
  12. BOLA CHEIA - 05/11/2018
  13. BOLA CHEIA - 29/10/2018
  14. BOLA CHEIA - 22/10/2018
  15. BOLA CHEIA - 15/10/2018
  16. BOLA CHEIA - 08/10/2018
  17. BOLA CHEIA - 01/10/2018
  18. BOLA CHEIA - 24/09/2018
  19. BOLA CHEIA - 17/09/2018
  20. BOLA CHEIA - 10/09/2018
  21. BOLA CHEIA - 03/09/2018
  22. BOLA CHEIA - 27/08/2018
  23. BOLA CHEIA - 20/08/2018
  24. BOLA CHEIA - 13/08/2018
  25. BOLA CHEIA - 06/08/2018
  26. BOLA CHEIA - 30/07/2018
  27. BOLA CHEIA - 23/07/2018
  28. BOLA CHEIA - 18/06/2018
  29. BOLA CHEIA - 11/06/2018
  30. BOLA CHEIA - 04/06/2018
  31. BOLA CHEIA - 28/05/2018
  32. BOLA CHEIA - 21/05/2018
  33. BOLA CHEIA - 14/05/2018
  34. BOLA CHEIA - 07/05/2018
  35. BOLA CHEIA - 23/04/2018
  36. BOLA CHEIA - 16/04/2018
  37. BOLA CHEIA - 09/04/2018
  38. BOLA CHEIA - 09/04/2018
  39. BOLA CHEIA - 02/04/2018
  40. BOLA CHEIA - 26/03/2018
  41. BOLA CHEIA - 19/03/2018
  42. BOLA CHEIA - 12/03/2018
  43. BOLA CHEIA - 05/03/2018
  44. BOLA CHEIA - 26/02/2018
  45. BOLA CHEIA - 19/02/2018
  46. BOLA CHEIA - 14/02/2018
  47. BOLA CHEIA - 05/02/2018
  48. BOLA CHEIA 29/01
  49. BOLA CHEIA - 22/01/2018
  50. BOLA CHEIA 15/01/2018
Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Próximo

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440