Regras em 1916 (Sétima Parte)

Para o jogo de foot-ball associação
Traduzidas do original inglez pelo Dr. Mario Cardim
Revistas pelo Snr. Charles Miller


TEXTO DAS REGRAS


7ª. REGRA


O GOAL-KICK


Quando a bola for jogada além da linha do gol por um jogador do partido que ataca, será novamente jogada ao campo, por qualquer dos jogadores do partido a que pertence esse goal de um ponto, não distante mais de 5,48m do poste de goal por cujo lado sahiu.

O CORNER-KICK


Si, porém, a bola tiver sido jogada fora da linha deste, por qualquer dos jogadores que o defendem, um seu adversário a jogará novamente para dentro de um ponto não distante mais de 0,92m da estaca do canto mais próximo.
Em qualquer destes casos nenhum jogador adversário áquelle que joga a bola póde se aproximar da bola a uma distancia menos de 9,20m antes que ella seja jogada.


                                               COMMENTARIOS PARA A REGRA 7ª.

A bandeira de canto não poderá ser removida para facilitar-se um ponta-pé de canto. Compete ao juiz zelar para que o goal-kick ou o córner-kick seja convenientemente feito e pelo lado por onde a bola saiu.
Quando um jogador fizer um goal-kick ou um córner-kick e a bola bater no poste, não poderá tocal-a outra vez, antes que ella tenha sido tocada por algum outro. Ao fazer-se o goal-kick ou o córner-kick, o adversário deve achar-se a uma distancia mínima de 9,20m.


8ª. REGRA


O goal-keeper, dentro de sua própria área de penalidade, tem o direito de usar das mãos em defesa do goal, mas não póde dar mais de 2 passos com a bola nas mãos.

A CHARGE CONTRA O GOAL-KEEPER

Não é permitido carregar contra o goal-keeper, salvo quando elle tiver a bola nas mãos, estiver impedindo um adversário, ou quando sahir da área do goal.

SUBSTITUIÇÃO DO GOAL-KEEPER

O goal-keeper póde ser substituído durante o jogo, mas o juiz deve ser primeiramente avisado.

                                                     COMENTÁRIOS PARA A REGRA 8ª.

Se entrar um novo goal-keeper sem prévio aviso ao juiz e este tocar na bola, um ponta-pé de penalidade tem que ser concedido. Não se deve permitir que qualquer jogador venha a exercer as funções de goal-keeper sem ter a devida autorização do juiz.


São Paulo Março de 1916


NA PRÓXIMA SEMANA ABORDAREMOS A REGRA 9ª.

Obs. Os textos foram reproduzidos do ‘GUIA UNIVERSAL DE FOOTBALL ASSOCIAÇÃO editado em março de 1916 e a ortografia utilizada é a original da época.


Gustavo Caetano Rogério

Leia mais
  1. Regras em 1916 (Parte Final)
  2. Regras em 1916 (Penúltima parte)
  3. Regras em 1916 (Décima Parte)
  4. Regras em 1916 (Nona Parte)
  5. Regras em 1916 (Oitava Parte)
  6. Regras em 1916 (Sexta Parte)
  7. Regras em 1916 (Quinta Parte)
  8. Regras em 1916 (Quarta Parte)
  9. Regras em 1916 (Terceira Parte)
  10. Regra em 1916 (Segunda Parte)
  11. Regra em 1916 (Primeira Parte)

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440