Epa... Só Tem Árbitro “Velho”...

A Copa das Confederações mostra á arbitragem brasileira o absurdo que foi a limitação de idade de seus árbitros, para entrarem ou permanecerem no Quadro Nacional.
E antes que sejamos mal entendidos já deixamos claro que somos totalmente favoráveis ás renovações, porém com critérios absolutamente definidos e sem que se despreze o mais experiente que, para a CBF, são “velhos”.
Não se pode entregar a administração de uma empresa ao jovem “Office boy” que esta iniciando sua carreira. O tempo o fará experiente e se tiver qualidade chegará aos postos mais altos da administração.
Se formos entendidos dir-se-ia que enquanto os boys amadurecem, os “velhos” é que tocam a empresa, e a mostra aí está na Copa das Confederações.
Dez árbitros selecionados, e selecionados pela entidade que a cada ano mais fala em redução de idade para aposentadoria do árbitro de futebol, mas que na pratica também está mostrando que a experiência vence a juventude nesta questão.
Mas não é incoerente falar em redução de idade e mandar ao Brasil os “velhos”?
Perguntaríamos então: Onde estão os jovens árbitros FIFA? Não seria o momento de fazer a tal “renovação” e verificar a real condição de cada um desses jovens?
Até ela se contradiz? Ou não... Um único árbitro com 35 anos, dois com 38, um com 39 e seis acima dos 40 anos de idade serão os responsáveis pelas arbitragens...
A menos que nos mostrem o contrário não conseguimos entender essa tal “renovação”; a menos que nos mostrem ao contrário não conseguimos entender como alguém, beirando os 40 anos, é “velho” demais para a função; a menos que nos mostrem ao contrário não conseguimos entender qual a razão de, ao mesmo tempo não se aproveitar a experiência dos “velhos”, e ir apostando nos “boys” gradativamente.
 
Atenção CONAF: Viram quantos “velhinhos” a FIFA mandou para cá? E para vocês não servem mais né?
 
Um árbitro de 40 anos e que não mais pode ir ao Quadro Nacional, teria ainda 5 anos de carreira para emprestar sua experiência aos Campeonatos Nacionais. Dissemos 5 anos e não 5 dias ou 5 semanas, ou 5 meses, entenderam não é?
 
E entre nós até mais jovens que os quarentões não são mais admitidos...
 
Mas, como já escrevemos em outras colunas a vaidade de quem dirige é maior que a razão, e a vaidade precisa mostrar sua força, mesmo que prejudique e contrarie a razão.
 
 
Gustavo Caetano Rogério

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440