Bola Cheia 01-07-2013

Para Rogério Ceni que semana passada completou vinte anos defendendo o São Paulo F.C. Adorado por muitos e criticados por alguns, mas é o tipo de jogador que todo clube gostaria de ter. Ás vezes de “gênio ruim”, sempre em defesa de sua equipe, é altamente profissional.
 
Enrique Osses necessitou mostrar todo seu controle emocional, toda sua experiência e todo seu condicionamento físico para levar a bom termo seu trabalho em Brasil 2x1 Uruguai. Partida nervosa e que necessitava de “cabeça fria” e assim foi o chileno. Penalidade máxima para o Uruguai marcada com acerto, cartões amarelos bem aplicados, não se impressionou com as “acrobacias” de Neymar. E aqui um jogador merece nosso destaque, e para quem conhece um pouco sua historia de vida, sabe de seu total merecimento: Paulinho.
 
Bola Cheia também para o Uruguai. Independentemente de catimba, de provocações, se entregam de corpo e alma por sua bandeira. Merecem nossos elogios.
 
Diferentemente de sua atuação, para nós abaixo de sua qualidade em Brasil x México, Howard Webb teve participação quase perfeita em Itália 0x0 Espanha. Curiosamente foi o único árbitro que adotou os padrões normais de colocação, movimentação e posicionamento, observando-se que os demais sempre trabalhavam muito á frente da linha da bola nas situações de ataque. Bem disciplinarmente e sem nenhum lance polemico no tempo regulamentar. Na prorrogação manutenção do mesmo bom trabalho. Na decisão, nenhuma irregularidade para Espanha 7x6 Itália.
 
E na decisão de terceiro e quarto lugares um “jogaço” de bola entre Uruguai e Itália. O 2x2 na partida poderia ate ter sido um quatro a quatro pelas oportunidades perdidas. Na decisão por tiros desde o ponto penal três defesas de Buffon levaram a Itália á vitória por 3x2. O argelino Djamel Haimodi esteve bem na arbitragem, com reclamações de penalidades máximas, mas ficamos com assuas decisões.
 
Mesmo não apresentando a mesma qualidade de sua apresentação anterior, Bjorn Kuipers levou a bom termo sua missão em Brasil 3x0 Espanha. Acomodou situações na primeira etapa, conversou e gesticulou demais, porem tecnicamente perfeito: aos 14 e aos 28 minutos brasileiros reclamaram expulsão de espanhóis, por situações claras de gol, mas Arbeloa e Sergio Ramos receberam corretamente advertências com Cartão Amarelo. Como penalidade máxima não requer pouco ou máximo rigor, foi bem também na marcada contra a seleção brasileira. Perfeito também, e agora sim por impedir situação clara de gol, na expulsão de Piquet. Boa colocação, boa movimentação e perfeito fisicamente.
 
Se levou Bola Murcha pela penalidade máxima feita contra o Uruguai, Bola Cheissima
para Davi Luis na partida contra a Espanha. Agora sim nos convenceu. Bola Cheia também para Luis Felipe Scolari que, queiram ou não, em curto espaço de tempo está devolvendo o orgulho e o respeito á nossa seleção.
 
 
 
 
 
CONSTRUIRAM ESTADIOS DE PRIMEIRO MUNDO. AGORA FALTA CONSTRUIR O PAÌS AO REDOR DELES...

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440