BOLA MURCHA 29-07-13

E olha ele aí de novo. Arbitrando Icasa 2x1 Joinvile novamente Francisco Carlos Nascimento deu “o ar de sua graça” ao marcar penalidade máxima, para nós inexistente, e favorável ao Joinvile. Jogo fácil de ser arbitrado, erros primários de seus dois Assistentes, e é de impressionar o que o “FIFA” Chicão comete de erros em lances de áreas penais. Não esteve mal na partida como um todo, mas faltaram critérios definidos nas questões disciplinares.
 
Duas penalidades máximas não marcadas sobre Jô, uma aos cinco minutos de jogo e outra no minuto final da partida foram os “crimes” de Vilmar Roldan em Atlético Mineiro 2x0 Olímpia. Pouco vimos ou ouvimos falar da primeira, mas aconteceu muito claramente, pelo menos para nós, quando Jô é deslocado, faltosamente, com o zagueiro jogando seu corpo contra o atacante impedindo-o de finalizar. A segunda, curiosamente menos clara, mas muito comentada, tem também Jô sendo agarrado pelo zagueiro no momento da finalização.  Não nos pareceram erros dolosos, mas                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            poderiam mudar o resultado da partida. Sua “grande malandragem” foi ganhar todo tempo possível em cobranças de bolas paradas e atendimento de contusões. Nos tiros desde o ponto penal “devolveu os favores”  não mandando voltar a cobrança defendida por Vitor que, abusivamente adiantado defendeu e em tese deu o titulo ao Atlético Mineiro.   
 
E não é que a Comissão de Arbitragem da CBF conseguiu escalar o mesmo árbitro, no mesmo dia, no mesmo horário e em estados diferentes? Flavio Henrique Coutinho Teixeira, de Minas Gerais, tinha jogos em São Paulo e Minas Gerais no mesmo dia e horário sendo um como Arbitro Central e outro como Quarto Arbitro. Aliás, vocês já prestaram atenção nas escalas de Quarto Árbitros no estado de São Paulo? É o samba do crioulo doido...
 
Um lance ao final da primeira etapa de Guaratinguetá 1x1 Palmeiras mostraram Vinicius Furlan, bom árbitro, mas ainda longe da total maturidade. Não marcou penalidade máxima claríssima sobre Valdivia, “percebeu a mancada” e “fugiu” para o meio de campo na seqüência da jogada. Para piorar ainda puniu o atacante com Cartão Amarelo absolutamente sem nexo. No lance, ruim a participação também do Assistente Bruno Salgado Rizzo que tinha total condição de assinalar a infração e se consagrar. Aqui cabe bem a máxima: “Se viu, assinala meu filho que a TV mostra tudo”. Faltou personalidade a Arbitro e a Assistente. Na segunda etapa errou em varias infrações, fez vistas grossas em vários arremessos laterais irregulares cobrados pelo Palmeiras, “amarelou” demais a jogadores, mas expulsou corretamente um de cada lado. Pareceu-nos intranqüilo especialmente na segunda etapa, tentando mostrar “força” com as advertências.
 
Com a queda de Edson Pimenta, na Portuguesa, que ninguém se surpreenda se Vanderlei Luxemburgo (em baixa) pintar pelas bandas do Canindé. Sua amizade com Candinho é de longa data e poderá propiciar sua vinda. Daríamos oportunidade a Emerson Leão...
 
Ate aqui vai mal o Corinthians no Brasileirão. Nos últimos nove jogos empatou cinco, alem de ter o pior ataque da competição. Seis gols em nove jogos seria um desastre maior se a defesa não fosse a menos vazada com cinco gols. Pior ainda esta o Fluminense que acumulou neste final de semana cinco jogos sem vencer. Duas campanhas surpreendentes e na mesma medida das surpresas de Maicon Leite no Náutico e Luan no Cruzeiro, Um estréia arrebentando e outro jogando muito...
 
E a Dona Dilma parece que perdeu “o norte” depois dos protestos e queda de popularidade. Primeiro afirmou que seu falecido pai a levava ao Mineirão quando criança, e depois afirmou que Lula não pode voltar “porque nunca saiu”. Na primeira mentiu, pois seu pai faleceu dois anos antes da inauguração do estádio, e na segunda confirmou o que muitos têm certeza: “É a Rainha da Inglaterra”, ou seja: merece todo respeito, mas não “apita” nada...
 
Bola Murcha merecidissima para o SEV Hortolândia. Depois dos 10x0 na ultima rodada para o Nacional, perdeu a liderança, mudou de grupo perdendo vantagens, e logo de cara na abertura da fase seguinte “tomou 4x0 no lombo” dentro de casa para o Olímpia. Já dizíamos semana passada que Papai do Céu castiga...
 
 
 
 
CONFIANÇA VOCÊ TEM ATE TE DAREM MOTIVOS PARA NÃO TER MAIS...                
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440