COPA PIRITUBA 2013

  
 
 

 
 
 
ASSOCIAÇÃO ZONA OESTE E NOROESTE DE FUTEBOL DE VÁRZEA
 
 
 
COPA PIRITUBA 2013
 
 

REGULAMENTO GERAL

 
I.Das Disposições Preliminares

Artigo 1– Este regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Pirituba, sempre comemorativa ao aniversário do Bairro.

 
Artigo 2– A Copa Pirituba será dirigida pelo seu idealizador Sr. Cleto Vitor da Silva, pelo Sr. Jusevaldo B. Nascimento(nenê), Presidente da AZON,   em conjunto com a Secretaria Municipal de Esportes,  representantes da subprefeitura de Pirituba/Jaraguá e lideranças esportivas comunitárias da região.
 
Artigo 3– As entidades esportivas comunitárias que participarem do evento serão conhecedoras deste regulamento e assim se submeterão, sem reserva alguma, a todas as conseqüências que dele possam emanar, respeitando as decisões que a legem.
 
Artigo 4– Idealizada em 2004 pelo Sr. Cleto Vitor da Silva, a copa tem como objetivo a comemoração do aniversário do bairro de Pirituba, resgatar sua história, ativar a integração comunitária de seus habitantes, incentivar o convívio social, estimular a cultura da paz, colaborar para o fortalecimento do futebol varzeano e incrementar as relações de solidariedade.
 
II.Das categorias
Artigo 5– Apenas a categoria esporte poderá participar da Copa Pirituba.
Paragráfo Único – podendo se inscrever atletas amadores ou profissionais a partir de 18 anos de idade, os atletas com menos de 18 anos de idade serão de responsabilidade da equipe, acompanhada da autorização do pai ou responsável.(Idade mínima 14 anos).
 
III.Da Participação e Inscrições da Entidade
Artigo 6– Poderão participar da Copa Pirituba os clubes esportivos, escolas, entidades religiosas, estabelecimentos comerciais, industrias e de serviços sediados pelo bairro de Pirituba, Jaraguá, Taipas, Parque São Domingos, Lapa, Freguesia do Ó, Morro Doce, Perus, entidades convidadas.
 
Artigo 7– A inscrição deverá ser feita e preenchida em formulário próprio da copa que esta disponível no site www.copapirituba.com.br, expedida e assinada pela coordenação, devendo ser cuidadosamente sem rasura, dobra e abreviatura do nome,
Artigo 8– A entidade não poderá inscrever atletas já inscritos em outras entidades e nem atletas suspensos conforme relação em poder da comissão.
Artigo 9 – caso ocorra a infração mencionada no artigo 8 e o jogador atue por duas equipes,o atleta será eliminado do campeonato e a equipe em que atuou pela segunda vez, perderá os pontos da partida, e em caso da participação de atleta suspenso a equipe em que ele atuou perderá os pontos da partida, o atleta será eliminado da competição e não poderá participar em eventos realizados pela AZON em 2013 e 2014.(entende-se atleta inscrito aquele que conste o nome e sua assinatura na relação de atletas, mesmo que esse não conste em súmula).
 
Artigo 10– a entidade participante será responsável pela idoneidade dos documentos dos atletas e das informações enviadas a coordenação da copa.
 
V.Da participação e inscrição dos atletas
Artigo 11– São condições fundamentais para o atleta participar do jogo da Copa Pirituba:
 
A-    Seu nome estar constando na ficha de inscrição da entidade expedida pela coordenação da copa e na relação de atletas.
B-    Apresentar a carteirinha do campeonato expedida pela coordenação.
C-    Não estar cumprindo punição imposta pela justiça da copa.
D-    A assinatura do atleta deverá ser igual: da sumula, da carteirinha, ficha de inscrição da equipe e da relação de atletas.
E-     A equipe deverá enviar relação nominal, com nº do RG, n° de inscrição da carteirinha conforme o modelo anexo ao regulamento, e o atleta somente poderá participar da partida se seu nome e assinatura constar na relação, caso atue sem essas condições, a equipe perderá os pontos da partida e o atleta será eliminado da Copa Pirituba 2013.
F-     As carteirinhas serão confeccionadas somente até 7 dias que antecedem o início da primeira fase e,  somente serão aceitas novas inscrições, no término da primeira fase, e  7 dias antes do início da segunda fase.
 
VI. Da Participação da entidade no jogo
Artigo 12– cada equipe poderá fazer até 6 (seis) substituições de jogadores de linha, podendo permanecer no banco de reserva até 7 (sete) atletas uniformizados, o técnico, o auxiliar técnico, e o massagista, todos devidamente identificados com carteirinhas ou crachás, fornecidas pela comissão organizadora. Poderá ter presença de um médico, desde que apresente o seu CRM.
Parágrafo único – os membros da comissão técnica deverão apresentar carteirinha ou crachá, e na súmula deverá conter o nome completo e RG, e seu nome deverá constar na ficha de relação de atletas como membro da comissão técnica.
Artigo 13– A equipe que estiver do lado esquerdo da tabela é, considerada a mandante do jogo, estrutura do espaço, segurança dos árbitros.
Parágrafo único – é de responsabilidade da equipe mandante, possuir dois uniformes, e em caso de coincidência nas cores, e se for exigida a mudança pela arbitragem terá o tempo de 10 (dez) minutos para fazê-la.
Artigo 14– É obrigatório que as equipes disponibilizem de produtos de primeiros socorros para melhor atender seus atletas.
Artigo 15– O atleta substituído ou expulso deverá se retirar do campo e não poderá permanecer no banco de reservas.
Artigo 16– A entidade não poderá participar da partida, se não houver em campo pelo menos um responsável devidamente inscrito na copa.
Artigo 17– A entidade só poderá participar do jogo se houver no mínimo 7 (sete) atletas, menos que esse número caracteriza-se “W.O” administrativo.
Parágrafo único- Após iniciada a partida será autorizada a entrada de atletas que complete número de 11 (onze) jogadores, após completado os 11 jogadores, os demais que chegarem para compor o banco, poderão entrar a qualquer momento do jogo, mediante a apresentação da carteirinha, e o nome deverá constar na relação de atletas, sendo proibida a inscrição de atletas no campo, caso ocorra e o mesmo jogar, a equipe perderá os pontos, passando os mesmos para a equipe adversária.
 
VII.Da duração do tempo de jogo e da bola
Artigo 18– O tempo do jogo será 2(dois) tempos de 35 minutos cada, com 10 minutos de intervalo, em caso de empate no tempo normal haverá cobrança de penalidades máximas em número de 3, e em caso de empate, deverão ser cobradas as penalidades de forma alternada, até que um dos batedores erre, e o outro converta para definição do vencedor.
 
Artigo 19– É obrigatório que cada equipe apresente duas bolas em condições de jogo nas partidas, ficando uma na mesa, e sendo de responsabilidade das equipes a manutenção das mesmas nos jogos bem como sua perda. Caso a equipe não apresente as duas bolas para iniciar o jogo, a partida não terá início e a equipe será considerada perdedora.
 
Artigo 20 – Todas as equipes deverão inscrever uma representante da entidade para o evento em homenagem as mulheres: o desfile das Musas da Copa Pirituba 2013, onde será escolhida a representante da AZON em eventos. (Obs: a data e as inscrições do evento serão divulgadas posteriormente.
 
VIII.Da forma da disputa
Artigo 21– Será através de grupos de 4 (quatro) equipes classificando 2 (duas) primeiras colocadas de cada grupo, da seguinte forma dentro dos grupos: os vencedores da primeira partida se enfrentam na segunda rodada e o vencedor desse confronto será considerado o primeiro do grupo; já o perdedor deverá enfrentar o vencedor da partida entre os perdedores da primeira rodada para ser definido o segundo da chave(Obs: As equipes que tiverem duas vitórias no grupo, passarão para a fase seguinte), seguindo nesse sistema até a fase oitavas de final, quando haverá reunião da comissão organizadora e dirigentes para iniciar a fase de eliminatória simples, onde os grupos serão definidos por sorteio independente da colocação na fase classificatória, ou seja todos em igualdade de condições, e para as fases seguintes(quartas de final, semi final e final) seguirá o seguinte critério: fase quartas de final: venc jogo 1 x venc jogo8, venc. jogo 2 x venc jogo 7, venc jogo 3 x venc. jogo 6 e venc. do jogo 4 x venc jogo 5.; fase semi final:venc. do jogo 1 x venc jogo 4 e venc. jogo 2 x venc jogo 3, e os ganhadores da fase semi final, jogam a final.
Parágrafo 1º – Em caso de o campeonato não ter 64 equipes participantes, para concluirmos a fase 2 com trinta e duas equipes, serão classificadas as equipes melhores terceiros colocadas por índice técnico, até concluirmos  as trinta e duas equipes. As fases serão:   classificatória 1, classificatória 2, 8ª de finais, 4ª de finais, semifinal e final.
 
Artigo 22 – A formação dos grupos da primeira fase será por sorteio e  para a 2ª fase será estabelecida a seguinte ordem de cruzamento: o 1° colocado do grupo um enfrentará o 2° colocado do último grupo, o segundo do grupo 2 enfrentará o primeiro do penúltimo grupo, formando um grupo, e assim sucessivamente. Caso classifiquem-se alguns terceiros colocados ,estes serão distribuídos em grupos por sorteio.
 
Artigo 23– A pontuação para efeito de classificação será seguinte: vitória 3 pontos, empate 1 ponto e derrota e WO 0(zero ponto). Obs: o empate soma um ponto, mesmo a equipe perdendo nos pênaltis; porem só tem validade para classificação por índice técnico, caso necessário, para compor os grupos das fases seguintes, ou caso alguma equipe seja eliminada pela comissão organizadora.
 
Artigo 24– Em caso de empate pelo número de pontos conquistados deverão ser observados para ordem de desempate os seguintes critérios:
 
A – maior número de vitórias no tempo normal
B - maior números de vitórias na fase
C - maior saldo de gols na fase
D - maior número de gols marcados na fase
E – menor número de cartões vermelhos na fase
F – menor número de cartões amarelos na fase
G – sorteio
Parágrafo único – Nas partidas de eliminatória simples ocorrer empate no tempo normal de jogo, haverá disputa de 5 pênaltis, e persistindo o empate haverá cobranças alternadas, até que uma equipe esteja em vantagem de 1 gol..
 
IX.Das tabelas, desenvolvimento e horários dos jogos
Artigo 25– As tabelas serão emitidas pela coordenação da copa e nelas constará o local, dia e horário das partidas, que cada entidade realizará bem como espaço disponível para relatório e sugestões a respeito da copa, arbitragem e outros.
Artigo 26– Depois de feitas as tabelas, não serão permitidas alterações, cabendo a coordenação da copa as necessárias alterações.
Parágrafo único – Haverá tolerância de 15 minutos para inicio da partida, se a equipe não se apresentar em campo dentro desse horário será considerada perdedora, salvo as partidas realizadas na seqüência de outra onde não haverá tolerância, devendo as equipes entrarem em campo, logo após o término da partida.
Paragrafo 1º - A Copa Pirituba 2013, terá a maioria das partidas realizadas em final de semana. Em caso de marcação de jogos em horário noturno durante a semana, as equipes deverão comparecer ao jogo, e caso não compareça será considerado WO.
Artigo 27– A equipe que não comparecer para participar do jogo será considerada perdedora pelo placar de 1 x 0,(wo) e estará automaticamente eliminada da Copa Pirituba 2013,  e conseqüentemente suspensa dos eventos da AZON em 2013, 2014, 2015, juntamente com os jogadores inscritos na mesma(Obs: o wo administrativo será considerado no caso da equipe chegar com os atletas atrasados ou em número insuficiente, e assim somente perderá os pontos da partida.)
 
 
 
X-Da arbitragem
 
Artigo 28– Caberá as equipes custearem as despesas com arbitragens em valores a serem definidos no congresso técnico. O pagamento da taxa de arbitragem deverá ser feito NA TERÇA FEIRA ANTERIOR A PARTIDA DO FINAL DE SEMANA AO SR. ROUSE, TESOUREIRO DA AZON(Obs: em caso de aprovação do convênio Copa Pirituba 2013 pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, através do Secretário Municipal de Esportes, e por intermédio de emenda parlamentar do Vereador Paulo Frange, as equipes não pagarão taxa de arbitragem).
 
Artigo 29– É de responsabilidades da coordenação da copa aprovação da empresa de arbitragem, afirmação e manutenção contratual.
 
Artigo 30– durante os jogos da copa as equipes poderão sugerir a mudança de árbitro de seus jogos, somente em casos graves e por escrito.
 
XI.Das condições dos campos e segurança dos jogos
Artigo 31– As equipes mandantes deverão apresentar as seguintes condições mínimas em suas praças de esporte para a realização dos jogos.
a)      Receber adversário, árbitro e auxiliares.
b)      Oferecer adequadamente vestiários para adversários, árbitros e auxiliares.
c)      O campo deverá ser previamente aprovado pela coordenação da copa.
d)     O campo deverá estar devidamente demarcado.
e)      As traves deverão estar dimensionadas e as redes em estado de uso.
f)       Deverá apresentar um representante devidamente instalado, quando não for designado representante da coordenação da copa.
 
Artigo 32– Compete ao árbitro designado para a partida a fiscalização do cumprimento dos itens do artigo 31, e relatar qualquer ocorrência.
Parágrafo único – É de competência da coordenação nas realizações dos jogos solicitar apoio da Policia Militar do Estado de São Paulo e da G.C.M. Guarda Civil  Metropolitana, em solicitação feita à subprefeitura de Pirituba/Jaraguá.
 
XII- Das penalidades e recursos
Artigo 33– Para julgamento dos recursos e penalidades da Copa Pirituba, serão obedecidas às normas previstas no Código de Justiça Desportiva, de acordo com suas respectivas jurisdições.
Parágrafo único- Todo recurso deverá ser redigido e assinado pelo representante legal da entidade. Deverá ser entregue e protocolado na coordenadoria da copa Pirituba  na reunião seguinte em que ocorreu a suposta irregularidade.
Artigo 34 – Qualquer tipo de agressão física ao árbitro, pessoas vinculadas a Copa Pirituba, dirigentes ou atletas, realizadas por atletas, dirigentes ou torcedores, antes, durante e após as partidas, os envolvidos serão eliminados da competição, a equipe perderá os pontos da partida, e perderá o direto as cobranças de pênaltis sendo considerada perdedora em caso de empate nos jogos na fase, nas fases seguintes, e no jogo da semifinal, e também poderá ser eliminada da Copa Pirituba 2013.
Obs: Caso haja agressão de dois ou mais atletas ou dirigente ao árbitro e a partida for interrompida, a equipe será eliminada da copa 2013 e estará impedida de participar de eventos da AZON nos ano de 2013, 2014 e 2015, juntamente com os atletas envolvidos.
Artigo 35 – Os torcedores que causarem tumultos que resultem no cancelamento da partida, a equipe da qual fazem parte perderá os pontos da partida e perderá o direto as cobranças de pênaltis sendo considerada perdedora em caso de empate nos jogos, na fase e fase seguintes, até o jogo da semifinal; e se a torcida agredir fisicamente a arbitragem, dirigentes, atletas ou diretores da AZON, a equipe que fazem parte, será eliminada da competição e estará impedida de participar de eventos da AZON em  2013, 2014 e 2015, juntamente com os atletas e dirigentes envolvidos.
Artigo 36 – A equipe que causar tumulto dentro do campo, com pressão, desrespeito  ao árbitro e auxiliares, atletas da equipe adversária, e pessoas vinculadas a copa, os envolvidos serão eliminados e a equipe será considerada perdedora, e em caso de agressão física ao árbitro e auxiliares, atletas da equipe adversária, e pessoas vinculadas a copa, a equipe será eliminada da copa, e estará impedida de participar da copa do ano de 2014 e 2015, juntamente com os jogadores inscritos na equipe infratora. Obs: Em caso de briga ou tumulto entre altletas ou torcedores, as equipes em que fazem parte serão eliminadas da competição, e os atletas envolvidos não poderão participar dos eventos da AZON nos anos de 2014, 2015.
Parágro 1º - Os jogadores que estiverem inscritos por uma entidade suspensa, e não estiverem suspensos poderão jogar em equipes diferentes no ano seguinte, desde que somente 5 (cinco) atletas sejam inscritos em uma mesma entidade.
 
XIII.Das premiações
Artigo 37– A premiação se dará da seguinte forma:
a)      Troféu para o campeão e vice-campeão.
b)      30 (trinta) medalhas para os atletas campeões e 30 (trinta) medalhas para os vices.
c)      Troféu para artilheiro e melhor goleiro (que sofre menos gols).
d)     Troféu personalidades da copa.
e)      Uniforme para a equipe campeã.(O uniforme composto de 18 camisas, 18 calções e 18 pares de meias e será entregue na abertura da copa Pirituba 2014) desde que a equipe esteja inscrita na copa Pirituba 2014.
XIV.Das disposições gerais.
Artigo 38– A coordenação da copa de Pirituba não se responsabilizará por acidentes ocorridos com atletas, dirigentes e membros da comissão técnica antes, durante ou após o término da partida.
Artigo 39– A participação dos atletas será de inteira responsabilidade da entidade da qual fizer parte.
Artigo 40– Os casos omissos nesse regulamento serão resolvidos nos congressos técnicos, em assembléia com a participação de todos representantes, como a coordenação da copa e representantes da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação.
Artigo 41– A Copa Pirituba terá um tribunal de justiça composto no mínimo por 3(três) e no máximo 5(cinco) membros, que não tenham vínculo com as equipes em julgamento.
 
 
“ Brasil do povo para o povo. Futebol o esporte de todos.”
 
(AZON)

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440