Você acredita em pesquisas?

 Como aqui se discorre sobre coisas, situações ou fatos curiosos, observe a curiosidade sobre algumas pesquisas, e... pense nelas:
 
 
  1. Falar com mulheres deixa homens mais burros
Duas pesquisas publicadas no Journal of Experimental Social Psycology, (Paises Baixos), serviram para mostrar que interações entre sexos causam uma queda temporária das funções cognitivas do cérebro. Nos testes, homens e mulheres tiveram que conversar com estranhos de ambos os sexos e, ainda, preencher testes matemáticos e de associação de palavras antes e depois da interação. O publico masculino apresentou uma sensível queda em sua performance depois de conhecer mulheres e quanto mais atraente for a moçoila, maior o declínio nos resultados. O efeito é o mesmo seja o homem casado, solteiro ou comprometido.
 
 
  1. Ser malvado ajuda você a ganhar mais
Pesquisadores da Universidade de Essex, Inglaterra, estudaram a personalidade de três mil homens e descobriram que os que tinham comportamento mais agressivo e predatório ganhavam em média 6% a mais que os colegas considerados legais.
 
 
  1. Pessoas feias ganham menos
Nos testes realizados, a produtividade das pessoas consideradas bonitas foi a mesma que as “comuns”, mas elas mostraram muito mais confiança, característica atraente para os empregadores, informa a pesquisa da Why Beauty Matters, publicada pelos economistas norte-americanos Markus M. Mobius e Tanya Rosenblat na revista American Economic Review. A avaliação final mostra que de 15% a 20% da vantagem da beleza provém da autoconfiança. A comunicação oral contribui com 40%, e a visual com outros 40%.
 
 
  1. Fumantes têm filhos mais agressivos
Além de todos os males que o cigarro causa, pesquisadores agora descobriram que filhos de mães fumantes podem ser mais agressivos que outras crianças. O estudo, conduzido por cientistas da Universidade de Montreal, Canadá, constatou que aquelas que fumam mais de dez cigarros por dia têm chances  67% maiores de ter um filho violento. O uso de drogas e atitudes anti-sociais também são comportamentos comuns encontrados nessas crianças. O estudo faz parte de uma investigação maior feita sobre a situação das crianças canadenses.
 
 
  1. Fanatismo por futebol pode prejudicar futuro profissional
Pesquisa feita entre novecentos gerentes de empresa pela agência de emprego TheLadders.Co.Uk. aponta que pessoas podem ter problemas com seus chefes se expressarem seu amor ao time no trabalho, principalmente se não for o mesmo de seu superior. A mencionada agencia, que opera na Internet, adverte que mostrar de forma pública um interesse particular por um time de futebol pode fazer com que o funcionário leve um “Cartão Vermelho”. Por outro lado, ter o chefe no mesmo lado da torcida pode representar uma eventual promoção.
 
 
Pensou profundamente em cada uma delas?
 
 
                                                                                 
                                                                                     Surpreso não é?

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440