Bola Cheia - 11/11

 E não é que o “papai” Joel Santana ainda tem a Bola Cheia? O interminável acaba de assinar contrato para dirigir a seleção de Angola, na África. E com mais uma vantagem: lá se fala...Português. Enquanto isso, no Japão, o Amigo Nelsinho Batista é mais uma vez Campeão Japonês pelo Kashiwa.
 
Para Flamengo e Atlético Paranaense que estarão fazendo a grande final da Copa do Brasil. O Flamengo em mais uma final e o Atlético em sua primeira. Jogão de bola que se avizinha, certamente mais um show da torcida do Flamengo, mas cuidado com o time de Wagner Mancini. Aliás, o Mengo já perdeu uma dentro do Maracanã lotado e para o Santo André. Elogios para a bela campanha do Goiás e novamente o Grêmio decepcionando seu torcedor.
 
Para o São Paulo que passa mais uma fase da Sul-americana ao empatar na Colômbia em um jogo de, no mínimo, arbitragem estranha de Enrique Osses. A falta de critério foi o “critério” adotado para punições ou não punições de infrações e aplicação de cartões. Se assistirem com absoluta atenção e detalhamento á partida irão perceber a razão do “estranha”. Aliás, foi o mesmo árbitro da final no ano passado, na mesma competição, entre São Paulo e Tigre em partida que teve somente um tempo de jogo. Lembram?
 
E da mesma forma que o São Paulo, mas aqui com o futebol mostrando toda sua imprevisibilidade, a Ponte Preta elimina o Vélez Sarsfield dentro da Argentina por 2x0 e cria a semifinal brasileira  da Copa Sul-americana, com boa arbitragem de Wilmar Roldan. Bola Cheia para São Paulo e Ponte Preta que levarão um deles á grande final. Mas como o futebol é dinâmico os dois no domingo levaram “cacetadas”.
 
Os “meninos” da Nigéria conseguiram seu quarto titulo mundial no Sub 17 ao derrotarem o México por 3x0. Brasil com três títulos e México com dois vem a seguir. E quem se deu bem neste Mundial foi Heber Roberto Lopes que foi muito bem utilizado e, para nós, arrumou uma “vaguinha” no Mundial de 2014. È só conferir quando se chegar lá...
 
Numa das semifinais do Paulista Sub 20, foi de muito boa qualidade o trabalho de Leandro Carvalho da Silva. Corinthians 0x0 Mogi Mirim tiveram uma arbitragem segura e qualificada. Decisões técnicas corretas em sua maioria, Cartões Amarelos bem aplicados e duas expulsões (uma de cada equipe) sem contestações. Ainda jovem e podendo ter melhores oportunidades.
 
Rodrigo Nunes de Sá houve-se muito bem em Palmeiras 3x0 Joinvile no Pacaembu. Tecnicamente com decisões acertadas, procurando sempre o melhor posicionamento em campo, aplicou bem os Cartões Amarelos e expulsou com acerto a Leandro, do Palmeiras. Muito ruim o trabalho do Assistente Antonio Luis Guimarães, do MS.
 
Nenhum comprometimento na arbitragem de Paulo Henrique Bezerra em Atlético 3x0 São Paulo. Mínimos erros, mais acertos, disciplina mantida, e em resumo uma arbitragem normal.
 
Tecnicamente com pequenos problemas especialmente na primeira etapa, penalidade máxima bem assinalada ao final da partida, e para o Corinthians, mas ficou devendo na disciplina omitindo-se em situações para Cartão Amarelo, e até mesmo Cartão Vermelho no “relacionamento” Emerson Sheik e Gum. Foi como vimos André Luis Freitas Castro em Corinthians 1x0 Fluminense e que fizeram uma partida com poucos atrativos.
 
 
 
O PRIMEIRO PASSO PARA A VITÓRIA É NÃO TER MEDO DA DERROTA...

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440