1ª COPA CARAPICUIBA DE FUTEBOL SUB 20

 CAPÍTULO I – Das Disposições Preliminares e Realização:
Art.1º: O presente regulamento será adotado na 1ª COPA CARAPICUIBA DE FUTEBOL SUB 20, que tem aorganizaçãoda Secretaria de Esportes e Lazer em conjunto com a Liga de Futebol Amador de Carapicuíba e deverá ser de conhecimento de todos os participantes.
CAPÍTULO II – Dos Objetivos:
Art.2º: A 1ª COPA CARAPICUIBA DE FUTEBOL SUB 20 tem como objetivos principais: Promover o intercâmbio desportivo e cultural, competitividade, preparação para a vida, desenvolvimento de futuros desportistas e promover a integração entre todos os participantes.
CAPÍTULO III – Da Participação:
Art.3º: A copa será disputada em categoria única, com atletas nascidos até 1998 (SUB-15). A delegação de cada equipe deverá ser composta por no máximo de 30 (trinta) atletas, podendo ser inscritos cinco integrantes da comissão técnica e diretoria.
CAPÍTULO IV – Das Inscrições:
Art.4º: As inscrições, mediante convite, deverão ser efetuadas junto à Comissão Organizadora.
CAPÍTULO V – Dos Documentos:
Art.5º: Todas as equipes inscritas deverão enviar via e-mail até o dia 29 de Outubro de 2014 juntamente com a ficha de Inscrição de atletas, que será OFICIAL e definitiva, com todas as informações de atletas e dirigentes integrantes da delegação.
Parágrafo Primeiro: Para plenas condições de participação, a entrega de uma Camisa Oficial do clube é parte integrante da inscrição.
Parágrafo Segundo: Qualquer alteração na relação de atletas durante a competição, por motivo relevante, será analisada e decidida pela Comissão Organizadora.
Parágrafo Terceiro: Obrigatoriamente ao menos 02 (dois) representantes de cada equipe deveram participar do Congresso Técnico.
Parágrafo Quarto: O clube deverá entregar a relação nominal de atletas no dia do Congresso Técnico que será realizado no dia 29/10/2013 (Terça - Feira).
Art.6º: A veracidade das informações contidas na ficha de inscrição será de inteira responsabilidade do técnico e do diretor da equipe.
Art.7º: Será obrigatória a apresentação de RG original, Cartão de atleta FPF ou Passaporte, de todos os integrantes da equipe, antes de todas as partidas da 1ª COPA CARAPICUIBA DE FUTEBOL SUB 20. Qualquer outro documento não terá validade.
Paragrafo Único: Em hipótese alguma será aceito RG “NÃO ALFABETIZADO”.
Art.8º: A comprovação de irregularidade na documentação de inscrição acarretará a imediata desclassificação da respectiva equipe.
Art.9º: As partidas obedecerão às regras oficiais de futebol, salvo o que se dispõe neste regulamento.
Art.10º: 1ª FASE:- As partidas terão a duração de 70 minutos, divididos em dois períodos de trinta e cinco minutos cada, com um intervalo de 5 minutos.
SEMIFINAL e FINAL = 40 X 40 minutos com intervalo de 10 minutos.
Art.11º: Haverá tolerância de 15 (quinze) minutos, apenas no primeiro jogo de cada rodada.
Parágrafo único: A equipe que não comparecer no horário determinado para a partida, será considerada perdedora por 03 (três) a 00 (zero), e estará automaticamente ELIMINADA da competição estando sujeita a outras penalidades julgadas pela Comissão Organizadora.
Art.12º: Cada equipe deverá possuir 02 (dois) uniformes de cores distintas para cada partida. Em caso de coincidência de cores entre as equipes, será realizado sorteio e o perdedor deverá efetuar a troca do mesmo.
Art.13º: A equipe que por qualquer motivo, for responsável pelo encerramento da partida, será considerada perdedora por 03(três) a 00 (zero), salvo se estiver perdendo por um placar superior, estando ainda sujeita a outras penalidades julgadas pela Comissão Organizadora.
Art.14º: Se devido ao mau tempo ou outro motivo a partida for interrompida, o resultado será mantido se houver decorrido 2/3 (dois terços) do tempo regulamentar. Em caso contrário a partida terá continuidade em dia, hora e local, marcados pela Comissão Organizadora.
Art.15º: Alterações na tabela, somente poderão ser feitas pela Comissão Organizadora, por motivos excepcionais, com notificação às equipes.
Art.16º: Para início ou continuidade da partida, cada equipe deverá ter no mínimo 07 (sete) jogadores em campo.
Parágrafo primeiro: Cada equipe poderá inscrever até 20 atletas por partida.
Parágrafo segundo: A equipe terá direito a realizar até 9 (nove) substituições por partida.
Parágrafo terceiro: No banco de suplentes, além dos atletas inscritos poderão permanecer até 3 pessoas devidamente credenciadas, a saber: técnico, prep. físico, massagista.
CAPÍTULO VII – Da Classificação e Desempate:
Art.17º: Os critérios de classificação e desempate para a primeira fase serão pela ordem:
1) Número de pontos ganhos;
 a) Vitória - 03 pontos;
 b) Empate - 01 ponto;
 c) Derrota - 00 ponto.
2) Confronto direto (somente entre duas equipes);
3) Maior número de vitórias;
4) Maior saldo de gols;
5) Maior número de gols marcados;
6) Menor pontuação no Troféu Fair Play;
7) Sorteio.
Art.18º: Nas partidas a partir da segunda fase (Semifinal e Final) havendo empate, a decisão será feita através de cobranças de tiros livres da marca penal, conforme a Regra.
CAPÍTULO V III – Dos Recursos:
Art.19º: Após o final da partida a equipe terá 30 (trinta) minutos para impetrar recurso, em formulário apropriado, juntamente com o pagamento da taxa de R$500,00 (quinhentos reais).
Parágrafo único: A taxa de recurso será restituída à equipe reclamante, caso seja julgado procedente o recurso impetrado.
Art.20º: A equipe que impetrar recurso terá até 06 (seis) horas após o final da partida para apresentar as provas devidas. Esgotado este tempo a comissão dará o recurso como improcedente.
CAPÍTULO IX– Das Penalidades:
Art.21º: O atleta advertido com cartão amarelo perderá condição de jogo a cada série de 03 (três) advertências, ficando suspenso por 01(uma) partida.
Parágrafo único – Caso o mesmo atleta receba cartão amarelo e, na mesma partida, receba posteriormente cartão vermelho, o cartão amarelo não será computado para efeito do art.22º, sendo considerado apenas para pontuação no Troféu Fair Play.
Art.22º: O atleta que receber cartão vermelho será expulso do jogo e perderá condição de jogo para a próxima partida de sua equipe (suspensão automática), podendo esta punição ser agravada conforme a intensidade da ocorrência.
Parágrafo único: O atleta que agredir qualquer pessoa poderá ser eliminado da competição.
Art.23º: A equipe, ou parte dela, que provocar distúrbio e/ ou agressões a qualquer pessoa em qualquer lugar da área em que estiverem sendo realizados os jogos e /ou as atividades promocionais, poderá ser eliminada da competição e/ou outras sansões aplicáveis pela Comissão Organizadora.
Art.24º: Será de inteira responsabilidade da equipe, os conflitos e distúrbios provocados pela sua torcida, atletas, comissão técnica e dirigente na área dos jogos, de alimentação e de alojamento da copa, ficando sujeitos à aplicação da penalidade do Art.24.
CAPÍTULO X– Da Premiação:
Art.25º: A Comissão Organizadora oferecerá ao final da competição, a seguinte premiação:
Equipe campeã: Troféu e medalhas e um jogo de camisa completo;
Equipe vice-campeã: Troféu e medalhas;
Equipes 3ª e 4ª colocadas: Medalhas;
Artilheiro: Troféu;
Goleiro menos vazado: Troféu;
Jogador revelação: Troféu Chuteira de Outro;
Equipe mais disciplinada: Troféu FAIR PLAY.
Parágrafo primeiro: Artilheiro – será premiado o atleta que marcar o maior número de gols durante toda a competição.
Parágrafo segundo: Goleiro menos vazado – será contemplado o goleiro que tiver o menor coeficiente de gols sofridos (divisão do nº de gols pelo nº de jogos).
Parágrafo terceiro: Jogador revelação – será considerado aquele que somar mais pontos, através votação dos técnicos das equipes participantes, em formulário apropriado a ser entregue à Comissão. A pontuação será a seguinte:
 a) 1º Lugar - 13 pontos;
 b) 2º Lugar - 08 pontos;
 c) 3º Lugar - 05 pontos.
O técnico não poderá votar em atletas de sua equipe.
*Havendo empate o desempate será feito pelos votos de 1º, 2º e 3º lugares respectivamente.
Parágrafo quarto: Troféu Fair Play – será entregue à equipe que tiver menor coeficiente na divisão do nº de pontos pelo nº de jogos, ao final da competição. Cada equipe iniciará o torneio com zero ponto, sendo penalizada com soma de pontos a cada cartão amarelo ou vermelho e expulsão de membros da Comissão Técnica, da seguinte forma:
 a) Cartão Amarelo - 05 pontos;
 b) Cartão Vermelho - 10 pontos;
 c) Expulsão de Comissão Técnica - 15 pontos.
Serão computados os jogos de todas as fases.
CAPÍTULO XI – Troféu “CIDADE DE CARAPICUIBA”.
Parágrafo único: O Troféu “CIDADE DE CARAPICUIBA”, instituído como galeria de honra da COPA CARAPICUIBA DE FUTEBOL SUB 20 terá a placa do campeão de cada edição inserida em sua base.
CAPÍTULO XIII – Das Disposições Gerais:
Art.26º: Cada equipe será responsável pelo seu transporte para o local e durante o evento.
Art.27º: A Comissão Organizadora não se responsabiliza por qualquer acidente ocorrido com atletas, técnicos ou dirigentes, antes, durante ou depois das partidas no período em que o torneio estiver sendo realizado.
Art.28º: As medidas disciplinares serão da competência da Comissão Organizadora.
Art.29º: Os casos omissos deste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora.
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440