Bola Cheia - 13/01/2014

 Howard Webb foi eleito o melhor arbitro do mundo em 2013. O inglês superou Nicola Rizzoli, da Itália e Viktor Kassai, da Hungria, segundo e terceiro respectivamente. Entre os dez primeiros, nove são europeus. Nenhum brasileiro ou sul-americano aparece entre eles.
 
Um trabalho sem problemas de Ilbert Estevam da Silva em Piauí 2x3 Palmeiras. Marcou bem penalidade máxima para o Palmeiras e em lance que, conforme informou, acabou torcendo seu tornozelo esquerdo. Curioso que o fato se deu aos 14 minutos de jogo e ele o conduziu ate o final da primeira etapa. No retorno as câmeras do SPORTV mostraram o mesmo sendo atendido no gramado pelo médico do Palmeiras. Qual razão por não o fazer nos vestiários? Reiniciou a partida mancando e avisou ao reserva para que alongasse. Levou a partida até o final e ainda acresceu mais cinco minutos. Nesta etapa praticamente não mancou mais. Entrevistado ao final, emocionou-se, saiu chorando e... mancando demais (?).
 
Para a diretoria do Palmeiras que vem fazendo um trabalho “de pés no chão”, não comprometendo as finanças do clube, contratando vários jogadores, e definindo premiações por objetivos. Para o futebol que hoje se pratica nos clubes brasileiros estejam certos de que o resultado, dentro e fora de campo, será positivo. Diferentemente o Santos, ao contratar Leandro Damião, assume uma divida muito alta para nossos padrões e o futuro mostrará as conseqüências.
 
Pelo menos ate a segunda feira (13) a Portuguesa Desportos é integrante da Serie A do Brasileiro, e por conseqüência o Fluminense, nas mesmas condições, está rebaixado. A Justiça concedeu liminar determinando o retorno dos quatro pontos retirados pelo STJD, não somente da Portuguesa, mas também do Flamengo. Mas não imaginem que a brincadeira chegou ao fim. Só está começando, pois mais de 150 ações já foram protocoladas na justiça em diferentes estados.
 
Muito bom trabalho de Fabio de Jesus Volpato Mendes em Santos 3x1 Criciúma. Decisões técnicas e disciplinares com correção, nenhuma polemica estabelecida, enfim um trabalho de absoluta correção.
 
Vai ficar na Bola Cheia pelo fato de ter tido uma arbitragem repleta de acertos, mas por uma decisão errada (e para nos deliberada) mereceria uma Bola Murcha se o resultado da partida interferisse diretamente na classificação, em Taubaté 1x2 Cruzeiro. Colocou-se e movimentou-se com correção, assumiu “logo de cara” a disciplina para o jogo, aplicando dois cartões amarelos com quatro minutos de partida, não marcou penalidade máxima reclamada pelo Taubaté, e para nos acertou, como acertou também na anulação de gol do Cruzeiro.  É arbitra de condição, inclusive fisicamente e diferentemente de muitas na arbitragem, mas não poderia, e para nós “malandramente” (e isto não cabe na arbitragem) deixar de aplicar o segundo cartão amarelo e conseqüentemente o cartão vermelho ao jogador Gabriel do Cruzeiro e aos 41 minutos do primeiro tempo. Assim foi Regildenia de Holanda Moura.
 
Trabalho dentro de total normalidade foi de Gilmar Pedroso Rocha em Osasco 0x0 Botafogo. Nenhuma situação que merecesse contestação numa partida em que o empate garantiu classificação das duas equipes á fase seguinte da Copinha. Também Nacional e Atlético Mineiro aproveitaram-se e ao empatarem em 1x1 se classificaram.
 
Com o inicio do Paulistão desejamos ás equipes de arbitragem um bom trabalho na competição. Boa sorte a todos...
 
 
 
NÃO ACEITE CRITICAS DE QUEM NÃO CONHECE SUAS LUTAS...

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440