Regulamento Copa Futsal Cut 2014

 
 
TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO /2014 EM COMEMORAÇÃO AOS 30 ANOS DA CUTSP
 
“HOMENAGEM DA CLASSE TRABALHADORA DE SÃO PAULO AOS 30 ANOS DA CUT/SP"
 
BASES DE ELABORAÇÃO DO REGULAMENTO GERAL
  
ORIENTAÇÕES IMPORTANTES AOS SINDICATOS E SUBSEDES DA CUT:

APRESENTAÇÃO

 
O Projeto 30 anos CUT/SP, formado pela parceria entre: a  Central Única dos Trabalhadores – CUT/SP e o Serviço Social da Indústria – SESI/SP apresentam as bases técnicas de elaboração do Regulamento Geral Do Torneio de Futebol de Salão “Prof. Carlos Ramiro” em comemoração aos 30 anos da Central Única dos Trabalhadores de São Paulo.
 
O documento apresentadoé àbase do regulamento desta edição, que deverá ser analisado, adequado e elaborado pelos coordenadores da competição.
Na parceria CUT/SP e SESI-SP, ficou à Divisão de Esporte e Lazer do SESI-SP a missão de ceder instalações esportivas e infraestrutura de apoio e acompanhar a execução do “TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO DA CUTSP 2014” dentro dos moldes modernos da administração esportiva, possibilitando que uma competição esportiva seja muito mais que apenas uma série de jogos entre equipes.
 
PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS
 
Foram apresentadas 19 regiões administrativas da CUT no Estado de São Paulo que deverão participar deste projeto.
 
As 19 regiões administrativas foram agrupadas em 8 (oito) grandes macro regiões esportivas. São elas:
 
Macro Regiões CUT Centros de Lazer e Esporte do
SESI-SP
1 - São Paulo A E Carvalho e Catumbi
2 - Ribeirão Preto 1, Ribeirão Preto 2,
São Carlos e São José do Rio Preto
Ribeirão Preto, São José do Rio Preto,
São Carlos, Araraquara e Matão
3 - Baixada Santista e Osasco Osasco, Cotia e Cubatão
4 - Itapeva, Sorocaba 1, Sorocaba 2 e
Vale do Ribeira
Tatuí, Itapetininga, Votorantim e Sorocaba
5 - ABC Mauá, Santo André, São Caetano do Sul
e São Bernardo do Campo
6 - Araçatuba, Bauru, Ourinhos e
Presidente Prudente
Presidente Prudente, Bauru, Araçatuba
e Ourinhos
7 - Campinas e Jundiaí Campinas I, Campinas II e Jundiaí
8 - Guarulhos, Mogi das Cruzes,
Vale do Paraíba 1 e Vale do Paraíba 2
Guarulhos, Cruzeiro,
Mogi das Cruzes, Jacareí e Taubaté
 
 
Macro Esportiva 1 (um) – São Paulo
 
Representada pela Subsede de São Paulo que poderá inscrever 2, 4, 8, ou 16 equipes no masculino e 2, 4 ou 8 equipes no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 1(um).
 
Macro Esportiva 2 (dois) – Ribeirão Preto
Representada pelas Subsedes de Ribeirão Preto 1, Ribeirão Preto 2, São Carlos e São José do Rio Preto que poderão inscrever 2 ou 4 cada no masculino e 2 cada no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 2 (dois).
 
Macro Esportiva 3 (três) ) – Baixada Santista
Representada pelas Subsedes da Baixada Santista e Osasco que poderão inscrever 2, 4, ou 8 equipes cada no masculino e 2 ou 4 equipes cada no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 3(três).
 
Macro Esportiva 4 (quatro) - Sorocaba
Representada pelas Subsedes de Itapeva, Sorocaba 1, Sorocaba 2 e Vale do Ribeira que poderão inscrever 2 ou 4 cada no masculino e 2 cada no feminino e que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 4 (quatro).
 
Macro Esportiva 5 (cinco) - ABC
Representada pela Subsede do ABC que poderá inscrever 2, 4, 8, ou 16 equipes no masculino e 2, 4 ou 8 equipes no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 1(um).
 
Macro Esportiva 6 (seis) – Presidente Prudente
Representada pelas Subsedes Araçatuba, Bauru, Ourinhos e Presidente Prudente que poderão inscrever 2 ou 4 cada no masculino e 2 cada no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 6(seis).
 
 
 
Macro Esportiva 7 (sete) – Campinas
Representada pelas Subsedes de Campinas e Jundiaí que poderão inscrever 2, 4, ou 8 equipes cada no masculino e 2 ou 4 equipes cada no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 7 (sete).
 
Macro Esportiva 8 (oito) – Vale do Paraíba
Representada pelas Subsedes de Guarulhos, Mogi das Cruzes, Vale do Paraíba 1 e Vale do Paraíba 2 que poderão inscrever 2 ou 4 cada no masculino e 2 cada no feminino, que farão jogos eliminatórios entre si e as equipes vencedoras, no masculino e no feminino, seguem na competição representando a Macro Região 8 (oito).
 
Obs 1:As 8 (oito) equipes finalistas, no masculino e feminino serão informadas posteriormente, ao final da 1ª fase, quais os locais e horários que as  equipes se  enfrentarão nas semifinais da competição.
 
Obs 2:Como serão selecionadas as equipes que formam as macro regiões esportivas?
Ficará a critério de cada Subsede e Sindicatos.
 
Obs 3:Como os sindicatos selecionarão suas equipes para o TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO DA CUTSP 2014?
Isso fica ao critério de cada sindicato. Ele pode fazer um festival interno ou até mesmo um sorteio. Contudo, as equipes e os atletas devem seguir o regulamento do TORNEIO. Equipe por empresa, atleta sócio do sindicato no mínimo 30 dias antes do início das inscrições da competição. Asinscrições vão do dia 21 de janeiro a 20 de fevereiro de 2014.
 
Obs 4:A CUT vai ajudar na seleção das equipes dos sindicatos?
Não. Favor seguir observações 2 e 3 deste Regulamento.
 
Obs 5:O TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO DA CUTSP 2.014  inicia-se no dia 08 de março de 2014, nas 8 (oito) macros regiões, e finaliza-se no dia 27 de abril de 2014, na cidade de São Paulo.
 
Obs 6:As inscrições para equipes de futebol de salão masculino e feminino serão realizadas na mesma data, bem como os jogos.
 
Obs 7:É de fundamental importância que os coordenadores e funcionários das Subsedes tenham conhecimentos do Regulamentos do TORNEIO  de FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO DA CUTSP 2.014.
 
 

BASES PARA ELABORAÇÃO DO REGULAMENTO GERAL

 
Existem artigos e parágrafos que serão de UTILIZAÇÃO PADRONIZADA OBRIGATÓRIA, pois tem como finalidade conservar a uniformidade dos Jogos em todo o Estado, garantindo a igualdade de regulamentação aos participantes.
 
 
R E G U L A M E N T O  G E R A L  TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO
 
ARTIGO 1º -ESTE REGULAMENTO É O CONJUNTO DAS DISPOSIÇÕES QUE REGEM AS COMPETIÇÕES DO TORNEIO PROF.CARLOS RAMIRO DA CUTSP, SERVINDO TANTO PARA O MASCULINO BEM COMO O FEMININO.
 
ARTIGO 2º -É DE COMPETÊNCIA DA CUT/SP A REALIZAÇÃO DO TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO DA CUTSP, COM APOIO DE INFRAESTRUTURA DO SESI-SP.
 
ARTIGO 3º -A SUPERVISÃO, E ORGANIZAÇÃO DOS JOGOS REGIONAIS SERÃO DOS COORDENADORES DAS SUBSEDES DA CUTSP NAS RESPECTIVAS REGIÔES, CABENDO A CUT/SP ESTABELECER AS NORMAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO E AO SESI-SP A ORGANIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DISPONÍVEIS NOS CENTROS DE LAZER E ESPORTE DAS MACRO REGIÕES DO EVENTO.
 
ARTIGO 4º -O TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO TEM POR FINALIDADE ENVOLVER OS TRABALHADORES DO ESTADO DE SÃO PAULO NAS COMEMORAÇÕES DOS 30 ANOS DA CUT/SP; PROMOVER, INCENTIVAR E AUMENTAR AS OPÇÕES DE ENTRETENIMENTO ESPORTIVO E O INTERCÂMBIO DOS TRABALHADORES.
 
ARTIGO 5º -A DISPUTA DO TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO É FACULTADA OS TRABALHADORES MAIORES DE 18 ANOS FILIADOS AOS SINDICATOS CUTISTAS NO ESTADO DE SÃO PAULO.
                                                                                                                                                     
Artigo 6 - EM QUALQUER PARTIDADO TORNEIO, O CONCORRENTE QUE PROVOCAR A INTERRUPÇÃO DA DISPUTA, POR INDISCIPLINA COLETIVA DE TORCEDORES, ATLETAS E/OU DIRIGENTES, POR MAIS DE 10 (DEZ) MINUTOS E DEVIDAMENTE RELATADO EM SÚMULA PELA ARBITRAGEME/OU REPRESENTANTES DA CUT OU SESI-SP, SERÁ CONSIDERADO VENCIDO E DESCLASSIFICADO DA COMPETIÇÃO, SEM NECESSIDADE DE REUNIR A COORDENAÇÃO DO TORNEIO PROF. CARLOS RAMIRO.
 
PARÁGRAFO 1º - Caso o ato ou fato de agressão seja generalizado, relatado pela arbitragem e/ou responsável pela modalidade, fica(m) a(s) equipe(s) excluída(s) automaticamente da participação na referida modalidade.
 
PARÁGRAFO 2º - Caso a equipe indicada pelo sindicato não esteja em conformidade com o Regulamento do Torneio de Futsal PROF.CARLOS RAMIRO, não poderá ser inscrita na competição.
 
Artigo 7º -Os Jogos DA primeira FASE DO TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO serão realizados em todas as cidadescom centro de lazer e esportes do SESI-sp e nas demais cidade, a critério da organização local.
 
Artigo 8º - AS EQUIPES FORMADAS POR TRABALHADORES NO SETOR PRIVADO SERÃO OBRIGATORIAMENTE FORMADAS POR EMPRESA.
 
PARÁGRAFO 1º - Trabalhadores de empresas de um mesmo grupo, com razão social diferentes poderão associar-se para disputar os jogos.
 
PARÁGRAFO 2º -Poderão participar, conforme aprovação, trabalhadores de empresas com filiais na mesma região. Terão que comprovar através da razão social idêntica e/ou CNPJ, com os oito ou nove primeiros dígitos iguais à empresa matriz.
 
ARTGIGO 9º -AS EQUIPES FORMADAS POR TRABALHADORES NO SETOR PÚBLICO PODERÃO SER FORMADAS POR TRABALHADORES DE LOCAIS DE TRABALHO DIFEREnTES, DESDE QUE, ESTES LOCAIS ESTEJAM NO ÂMBITO do mesmo MUNICIPio. eXEMPLO: PROFESSORES DA CIDADE DE SÃO PAULO, Municipais de são josé dos campos.
 
Artigo 10º -Somente poderão participar dos Jogos DO TORNEIO de futsal prof. CARLOS RAMIRO atletas ASSOCIADOS AOS SINDICATOS DA CUT NO MÍNINO 30 DIAS ANTES DAS INSCRIÇÕES PARA A primeira FASE DA COMPETIÇÃO, ou seja, 21 de DEZEMBRO de 2013.
 
PARÁGRAFO ÚNICO – O TORNEIO de futsal prof.CARLOS RAMIRO inicia-se no dia 08 de março de 2014, nas 8 (oito) macros regiões, e finaliza-se no dia 27 de abril de 2014, tanto no masculino como no feminino, em cidade escolhida pelos seus organizadores. 
 
Artigo 11º - o ATLETA DESLIGADO DA EMPRESA, POR DEMISSÃO, PODERÁ CONTINUAR PARTICIPANDO DO TORNEIO DE FUTSAL prof.CARLOS RAMIRO, CONTANDO QUE O RESPONSÁVEL PELA EQUIPE MANIFESTE ESTE INTERESSE POR ESCRITO, RESPONSABILIZANDO-SE POR TODAS AS AÇÕES DO RESPECTIVO PARTICIPANTE.
 
ARTIGO 12º -O ATLETA QUE SE DESLIGAR DA EMPRESA OU DER BAIXA NA MATRÍCULA SINDICAL APÓS O INÍCIO DO TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO PODERÁ CONTINUAR PARTICIPANDO DA COMPETIÇÃO.
 
ARTIGO 13º - O ATLETA QUE DER BAIXA NA MATRÍCULA SINDICAL APÓS O INÍCIO DO TORNEIO PROF.CARLOS RAMIRO DA CUT PODERÁ SER SUBSTITUÍDO IMEDIATAMENTE POR OUTRO TRABALHADOR DA MESMA EMPRESA QUE ESTEJA EM CONFORMIDADE COM ESTEREGULAMENTO.
 
Artigo 14º -Antes de cada partida o atleta E COMISSÃO TÉCNICA, deverÃO se identificar através da apresentação de documento pessoal de identidade.
 
Parágrafo 1º -Serão considerados documentos válidos para identificação no TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO: Carteira Profissional - CPTS, Registro Geral - RG, Carteira Nacional de Habilitação (com foto), Passaporte, Carteira Funcional (crachá da empresa contendo obrigatoriamente foto e RG) e documentos oficiais constantes na lei nº 6.026 (07/05/75)(ex. CREA, CRM, OAB, CREF...)., devendo os documentos conter descrito o nº do RG e a foto do participante.
 
PARÁGRAFO 2º -Em hipótese alguma, será aceita Xerox de qualquer documento, mesmo autenticado.
 
ARTIGO 15º -AS INSCRIÇÕES ESTARÃO ABERTAS A PARTIR DO DIA 21 DE JANEIRO E ENCERRADAS EM 20 DE FEVEREIRO DE 2014.
 
Parágrafo 1º -As equipes participantes dos jogos do Torneio de Futsal Prof.CARLOS RAMIRO deverão se inscrever, utilizando os formulários especiais (ficha de inscrição fornecida pelas Subsedes da CUT e pela Sede Central da CUT/SP).
 
Parágrafo 2º -As inscrições deverão ser preenchidas com letra legível.
 
Parágrafo 3º -Na ficha de inscrição deverá constar nome, RG, nome da empresa em que o atleta trabalha, comprovante do vínculo empregatício, o nome do sindicato ao qual é filiado, nº da matrícula sindical, carta assinada e carimbada pelo sindicato comprovando a autenticidade do nº da matrícula sindical, endereço completo, função, telefone de contato e nome da equipe;
 
ARTIGO 16º - A NÃO APRESENTAÇÃO DA RELAÇÃO NOMINAL E DOS DOCUMENTOS SOLICITADOS AOS ATLETAS IMPLICARÁ NA NÃO ACEITAÇÃO DA INSCRIÇÃO DO MESMO NA COMPETIÇÃO.
 
ARTIGO 17º- AS EQUIPES TERÃO OBRIGATORIAMENTE DE APRESENTAR A DOCUMENTAÇÃO DE NO MÍNIMO 8 (OITO) ATLETAS E NO MÁXIMO 10 (DEZ) ATLETAS.
 
Artigo 18º -Um atleta não poderá ser inscrito em MAIS DE UMAequipe.
 
PARÁGRAFO ÚNICO - Caso haja constatação que o atleta participou em mais de uma cidade/sede na mesma modalidade/categoria, o mesmo e a equipe serão desclassificados, mantendo-se somente a equipe na competição da cidade em que participou pela primeira vez.
 
ARTIGO 19º - NA SEGUNDA FASE, OU SEJA, QUANDO O TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO ESTIVER COM APENAS 16 EQUIPES; AS EQUIPES PODERÃO SUBSTITUIR ATÉ DOIS ATLETAS, SENDO QUE OS SUBSTITUTOS SEJAM DA CATEGORIA A QUAL A EQUIPE FINALISTA REPRESENTA E ESTEJAM EM CONFORMIDADE COM ASNORMAS ESTABELECIDAS NESTE REGULAMENTO.
 
Parágrafo 1º -A substituição ou inclusão deverá ser solicitada através de carta dirigida à Coordenação do Torneio de Futsal Prof.CARLOS RAMIRO 5 (cinco) dias antes de início da Segunda Fase, citando especificamente o nome e RG  do atleta a ser excluído e apresentando o nome, RG e  comprovante de sindicalização do novo atleta.
 
Parágrafo 2º -Não poderão ser incluídos atletas punidos por indisciplina.
 
ARTIGO 20º- AS SUBSEDES DEVERÃO FORMAR PARA A PRIMEIRA FASE DO TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO O TOTAL DE EQUIPES MASCULINAS E FEMININAS CONFORME SOLICITADO NAS BASES OPERACIONAIS DE REGULAMENTO.
 
PARÁGRAFO ÚNICO -As Subsedes poderão optar por um número menor de equipes, desde que sigam os seguintes critérios: 8 equipes, 4 equipes ou 2 equipes no masculino, e 4 equipes e 2 equipes no feminino.
 
ARTIGO 21º -A REGIÃO QUE NÃO ATINGIR O MÍNIMO DE 4 (QUATRO) EQUIPES INSCRITAS, PODERÁ TER SUA DISPUTA REGIONALIZADA EM OUTRA SUBSEDEDACUT, OU CANCELADA A SUA PARTICIPAÇÃO NA COMPETIÇÃO.
 
ARTIGO 22º - O CRITÉRIO DE ELIMINAÇÃO SERÁ O CHAMADO MATA-MATA. QUEM GANHA SEGUE NA COMPETIÇÃO.
 
PARÁGRAFO ÚNICO – em caso de empate no término do tempo regulamentar fica decido o seguinte:“3 (TRES) COBRANÇAS ALTERNADAS DE TIRO LIVRE DIRETO PARA CADA EQUIPE; PERSISTINDO O EMPATE COBRANÇAS DE 1 (UMA) PENALIDADE PARA CADA EQUIPE ATÉ QUE UMA VENHA  OBTER A VANTAGEM,  SEMPRE OBEDECENDO A SEQUÊNCIA DOS ATLETAS RELACIONADOS NA SUMULA, FICANDO APENAS 5 (CINCO) COBRANÇAS ALTERNADAS NOS JOGOS DE DISPUTA FINAIS (1º E 2º LUGARES NO FEMININO E NO MASCULINO) SEGUINDO A ANTERIOR REGRA NA PERSISTÊNCIA DE EMPATE”.
 
Artigo 23º - Qualquer reclamação sobre irregularidades nas inscrições de atletas e nas disputas só será considerada mediante representação escrita junto à coordenação DO TORNEIO, com citação de todos os detalhes para que possa esclarecer e provar a denúncia.
 
PARÁGRAFO 1º - Somente a equipe/sindicato participante do jogo em questão poderá impetrar representação escrita.
 
PARÁGRAFO 2º - Para cumprimento deste artigo serão aceitas representações escritas contra qualquer equipe 2 (dois ) dias antes  da partida, e que serão recebidas somente nas Subsedes da CUT ou na Sede Central.
 
PARÁGRAFO 3º - A Coordenação dos jogos poderá antes, durante e após a competição, exigir a apresentação da carteira profissional, carteira de filiação sindical e/ou outro comprovante de vínculo empregatício, referente ao atleta inscrito, estabelecendo prazo de 48 horas para esta comprovação. Neste caso, o não atendimento implicará na desclassificação da equipe ou do atleta pela coordenação da competição.
 
Artigo 24º - Devido ao caráter específico da competição SERÁ constituída uma comissão disciplinar temporária - Cdt, presididA pelo(a) Diretor(a) DA CUTSP.    A cdt será constituída de 3 (TRÊS) a 5 (CINCO) membros. A comissão será convocada pelo presidente toda vez que se fizer necessário, atuando no mínimo com 3 (TRÊS) membros com o presidente.
 
Parágrafo 1º- O CDT será formado obrigatoriamente pelo diretor(a) da CUTSP, por mais um membro do SESI-SP e por três membros da CUT/SP.
 
Parágrafo 2º - No caso de impedimento ou não comparecimento dos 3 (três) membros mínimos necessários para o andamento dos trabalhos, o presidente poderá convidar outras pessoas a participarem interinamente da CDT.
 
Parágrafo 3º - Das decisões da Comissão Disciplinar Temporária - CDT não cabem recursos e suas resoluções são definitivas.
 
Artigo 25º  - Quando solicitado a julgar recursos, o presidente da comissão disciplinar temporária - Cdt, após a leitura dos fatos PERTINENTES, dará 10 (dez) minutos para exposição de cada parte. Em seguida os membrosdo conselho se reunirão em sala secreta parao veredicto final. Após o anúncio da sentença não mais caberá recurso.
 
Artigo 26º - EM QUALQUER COMPETIÇÃO, O CONCORRENTE QUE PROVOCAR A INTERRUPÇÃO DA DISPUTA, POR INDISCIPLINA COLETIVA DE TORCEDORES, ATLETAS E/OU DIRIGENTES, POR MAIS DE 10 (DEZ) MINUTOS E DEVIDAMENTE RELATADO EM SÚMULA PELA ARBITRAGEME/OU REPRESENTANTE DO SESI-SP, SERÁ CONSIDERADO VENCIDO E DESCLASSIFICADO DA COMPETIÇÃO, SEM NECESSIDADE DE REUNIR A CDT.
 
PARÁGRAFO ÚNICO - O disposto neste artigo também se aplicará, a critério do árbitro, em caso de indisciplina coletiva de equipes, atletas ou dirigentes, independentemente daquele prazo de advertência.
 
Artigo 26º -Das decisões dos árbitros não cabem recursos e suas resoluções serão definitivas.
 
Parágrafo único- Não caberá veto de arbitragem pelas equipes participantes.
 
Artigo 27º - O atleta ou dirigente que cometer ato de agressão física OU MORAL aos árbitros, representantes das equipes ou da organização e outros participantes durante uma competição, fica excluído automaticamente de qualquer promoção esportiva dA CUT/SP pelo prazo de 01 (um) ano.
 
PARÁGRAFO 1º - Caso o ato ou fato de agressão seja generalizado, relatado pela arbitragem e/ou responsável pela modalidade, fica(m) a(s) equipe(s) excluída(s) automaticamente da participação na referida modalidade, cabendo ainda decisão julgada pela CDT.
 
PARÁGRAFO 2º- As Subsedes se responsabilizarão pelo controle das pessoas penalizadas e impedidas de participar dos eventos esportivos promovidos pela CUT/SP.
 
ARTIGO 28º - A EQUIPE CAMPEÃ DO TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO, A SEGUNDA, A TERCEIRA E A QUARTA COLOCADA RECEBERÃO O TROFÉU E AS MEDALHAS DE POSSE DEFINITIVA NO DIA 27 DE ABRIL DE 2014, AO FINAL DA COMPETIÇÃO.
 
Artigo 29º - O PROJETO 30 ANOS CUT/SP E O SESI-SP, não se responsabilizarÃO por acidentes que ocorram antes, durante ou depois das competições, bem como quaisquer processos de âmbito jurídico futuro.
 
Artigo 30º - O PROJETO 30 ANOS CUT/SP E O SESI-SP, não se responsabilizaRÃO por perdas de salários ou vantagens de suas atribuições profissionais que qualquer trabalhador venha a sofrer por participar DO TORNEIO DE FUTSAL PROF. CARLOS RAMIRO.
 
Artigo 31º - Os casos omissos no presente regulamento serão decididos, sem apelação, pela comissão ORGANIZADORA, que os resolverá dentro do espírito de confraternização dos trabalhadores, o mesmo que inspira as competições DA CUT/SP e de acordo com as normas da ética esportiva.
 
Artigo 32º - O torneio será regido pelos regulamentos oficiais das respectivas federações especializadas.
 
Artigo 33º - OS PARTICIPANTES (ATLETAS) DEVERÃO APRESENTAR-SE DEVIDAMENTE UNIFORMIZADOS PARA AS DISPUTAS A PARTIR DA PRIMEIRA FASE, CONFORME DETERMINAÇÃO DA RESPECTIVA FEDERAÇÃO.
 
Parágrafo 1º- A CUT/SP fornecerá uniformes para todas as equipes selecionadas nas regiões para a Primeira Fase da competição.
 
Parágrafo 2º- Em última instãncia, a critério do representante do Torneio, fica permitida a utilização de coletes que diferenciem as equipes.
 
Artigo 34º - OS HORÁRIOS DOS JOGOS SERÃO RIGOROSAMENTE OBSERVADOS, HAVENDO SOMENTE 15 (QUINZE) MINUTOS DE TOLERÂNCIA PARA INÍCIO DA PARTIDA.
 
PARÁGRAFO ÚNICO -As partidas terão duração de 15min x 15min cronometrados com 05 minutos de intervalo.
 
ARTIGO 35º -NÃO HAVERÁ ACORDO ENTRE AS EQUIPES PARA A REALIZAÇÃO DE PARTIDA, POR MOTIVO DE ATRASO, FALTA DE DOCUMENTO OU OUTRA RAZÃO.
 
ARTIGO 36º -A COORDENAÇÃO DO TORNEIO DE FUTSAL PROF.CARLOS RAMIRO SE RESERVA O DIREITO DE MUDAR O LOCAL, DATA OU HORÁRIO DOS JOGOS, DE ACORDO COM A NECESSIDADE DA COMPETIÇÃO, DANDO SEMPRE CIÊNCIA 48 HORAS ANTES DA PARTIDA AOS PARTICIPANTES.
 
ARTIGO 37º -O ATLETA QUE CHEGAR ATRASADO PODERÁ ENTRAR NO JOGO EM QUALQUER PARTE DOMESMO, INDEPENDENTE DE CONSTAR OU NÃO NA SÚMULA NO INÍCIO DA PARTIDA, PORÉM, O REFERIDO JOGADOR DEVERÁ ESTAR DEVIDAMENTE INSCRITO NA "FICHA DE INSCRIÇÃO" E PORTAR DOCUMENTAÇÃO DE IDENTIDADE EXIGIDA NESTE REGULAMENTO.
 
ARTIGO 38º -EM CASO DE TEMPOINSTÁVEL, SOMENTE APÓS VISTORIA DO(S) REPRESENTANTE(S) DA CUT/SP E DA EQUIPE DE ARBITRAGEM, NOS LOCAIS DOS JOGOS, NESTE DIA E HORÁRIO, SERÁ DETERMINADO O ADIAMENTO, CANCELAMENTO OU REALIZAÇÃO DA COMPETIÇÃO.
 
PARÁGRAFO 1º - No dia dos jogos poderão circular pela área de competição, além dos atletas inscritos, apenas 02 (dois) representantes por equipes, devidamente identificados através de documentação exigida pelo regulamento.
 
PARÁGRAFO 2º -Poderão permanecer no banco de reservas os atletas regularmente inscritos, médicos, técnico, massagista e dirigente devidamente identificado.
 
PARÁGRAFO 3º -Todo atleta que for desqualificado (expulso) estará suspenso automaticamente da próxima partida, caso sua equipe continue na competição.
 
PARÁGRAFO 4º - Vigoram dentro da competição as suspensões decorrentes de acúmulos de cartões, obedecendo a seguinte qualificação:
a)  02 cartões de cor amarela (advertência) - 1 partida
01 cartão de cor vermelha (expulsão) - 1 partida
 
PARÁGRAFO 5º -A suspensão se aplicará também para a Comissão Técnica, somente no caso da apresentação do cartão vermelho.
 
Artigo 39º -TODAS AS EQUIPES que participarem DO TORNEIO DE FUTSAL PROF.carlos ramiro serão consideradas conhecedoras das regras e regulamentos das federações esportivas do estado de São Paulo e deste regulamento e assim se submeterão sem reserva alguma a todas as conseqüências que delas possam emanar.
 
Artigo 40º - A comprovação de QUAISQUER irregularidades no tocante ao disposto nos artigos DO presente regulamento implicará também a penalidade de eliminação automática da equipe infratora.
 
 
 
 
PROJETO 30 ANOS CUT/SP
2014

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440