Bola Murcha - 14/07

Infelizmente para a Seleção Brasileira que tomou a maior goleada de sua historia frente á Alemanha. Continuamos entendendo, e escrevemos logo no inicio que o grupo era formado por jogadores que, craques na acepção da palavra, mas mostrando em alguns momentos um alto descontrole emocional. O choro no hino do jogo de abertura, o choro no jogo contra o Chile, pelo menos a nós isso mostrou. E somente o descontrole emocional pode permitir que uma equipe de craques leve cinco gols em dezoito minutos, sendo quatro em seis minutos, ou seja, faltou controle emocional ao levar o primeiro gol e numa pequena faixa de tempo, quando tudo foi jogado na lata do lixo.
 
O que mais poderia explicar se estes foram os números do jogo?
Brasil 18 chutes a gol, Alemanha 14                            Brasil chutou 4 vezes a mais
Brasil 13 chutes no gol, Alemanha 12                          Brasil chutou 1 vez a mais no gol
Brasil cometeu 11 faltas e a Alemanha 14                  Brasil cometeu 3 faltas a menos
Brasil 52% de posse de bola, Alemanha 48%              Brasil teve mais a bola nos pés
Brasil cobrou 7 escanteios e a Alemanha 5                  Brasil cobrou 2 escanteios a mais
Julio Cesar fez 5 defesas, Neuer fez 12                         Neuer fez 7 defesas mais que Julio                     
Resultado final: Brasil 1 x Alemanha 7                          Alemanha marcou 6 gols a mais...
 
Para Wagner Ribeiro, empresário de Neymar, e de mais “um montão” de jogadores não convocados por Felipão. Discutir a qualidade do Treinador tem quem ser entendido, mas o chamar de “arrogante e asqueroso” mostra toda sua raiva pela não convocação de “seus menininhos protegidos’ como, por exemplo, Lucas e Robinho?
 
Se verdadeiro que os “olheiros” de Felipão aconselharam que o meio de campo devesse ser mais povoado conta a Alemanha, e com a entrada de William e saída de Fred, e não entrada de Bernard, a pisada de bola foi muito grande. Assim a Bola Murcha fica para o Treinador que, se não ouviu a Galo e Roque Junior, não os deveria ter chamado para a função. Para que “olheiros” então, meu Amigo?
 
Pelo que jogamos nesta copa deveremos agradecer a Deus pelo quarto lugar, mas na partida contra a Holanda deve esta agradecer ao péssimo arbitro Djamel Haimoudi. Numa Copa do Mundo de péssimas arbitragens o “fechamento” não poderia ter sido diferente e tão ruim. Penalidade máxima marcada com infração cometida fora da área e “esperteza” de Roben. Mas se marcou (graças á ação do assistente Abdelhak Etchiali) não poderia deixar de aplicar Cartão Vermelho á Thiago Silva. No nascedouro da jogada do segundo gol holandês a posição de impedimento era claríssima, e ele, o mesmo assistente não assinalou. Como se não bastasse existiu ainda uma penalidade máxima (mão na bola de maneira intencional) aos 20 minutos da segunda etapa e a favor de nossa seleção (novamente ao lado do mesmo assistente), e nem vamos comentar uma penalidade máxima cometida sobre Davi Luis, pois teríamos que destacar outra sofrida por Roben… Uma coisa é uma coisa, e outra coisa é outra coisa, mas esta derrota credite-se á arbitragem do mundial. Pior ainda é se observar, ao final, o árbitro argelino receber medalha pela participação, e das mãos do Presidente da FIFA...
 
BOLA MURCHA, MAS MUITO MURCHA MESMO, PARA PARREIRA LENDO A TAL CARTA DA DONA LUCIA... RIDICULO.
 
           
PREFIRA SEMPRE SAIR COMO ERRADO, MAS AGINDO CERTO, DO QUE SAIR COMO CERTO AGINDO ERRADO, POIS MASCARAS NUNCA DURAM PARA SEMPRE...

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440