Bola Murcha - 28/07

É seu Ronaldo, na verdade não se faz Copa com hospitais, mas atendimento benemerente também não se faz com Copa do Mundo. A Santa Casa de Misericórdia, em São Paulo, acaba de fechar as portas de seu Pronto Socorro depois de tanto ajudar aos carentes por mais de um século. Alguma declaração a dar para o povo, Ronaldo? Verbas da Saúde foram para os estádios? Obs. O Governo no dia seguinte liberou verba de três milhões de reais, e estará realizando auditoria nas contas.
 
E a Lusa se afundando na Série B do Brasileiro? Na terça feira jogando contra o Icasa levava o 0x0 até os últimos minutos, marcou ai um gol mal anulado por impedimento inexistente, e levou dois depois dos quarenta minutos. O árbitro Arilson Bispo da Anunciação de pouca condição, mas não interferiu diretamente, coisa que coube ao assistente Adson Lopes Leal na anulação do gol da Portuguesa.
 
Ponte Preta 0x0 Vasco da Gama fizeram uma partida sonolenta, de arbitragem sonolenta, e com pouquíssimos atrativos. Com a “bolinha” que apresentaram podem “tirar o cavalinho da chuva” com relação á subirem de divisão. No mesmo ritmo da partida esteve Jailson Macedo Freitas que, mesmo não interferindo ou foi contaminado pelo “sono”, ou não estava muito a fim de arbitrar. Andou e trotou noventa minutos, acompanhando de longe aos ataques, mas com sorte pela inexistência de lances de área, ou polêmicos.
 
Um clube muito grande, mas de dirigentes pequenos, um clube profissional, mas de dirigentes amadores, aliás, varzeanos. Clube grande demais para ter direção tão pequena. O Clube não merece isso. Coisa de dirigente pequeno, dirigente inconseqüente, sem respeito pelo semelhante, fomentador de discórdias, Desrespeitarem seu adversário, como desrespeitaram ao Palmeiras, não inserindo no placar o distintivo palmeirense é uma ofensa não somente a uma equipe, mas sim uma ofensa ao esporte de uma maneira geral. Lamentável, apesar de que alguém com bom senso corrigiu após o intervalo da partida.
 
“Estamos aqui porque somos profissionais e por vocês torcedores” foi o que dizia faixa levada á campo pelos jogadores do Botafogo, no Rio de Janeiro. Cinco meses de direitos de imagem, três meses de salários, são o tamanho da Bola Murcha á diretoria botafoguense. Detalhe: o protesto teve a conivência do próprio clube...
 
 
“E DURO ESCONDER A NOSSA TRISTEZA, ATRAS DE UMA FELICIDADE QUE NÃO EXISTE...”

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440