Bola Cheia - 18/05

Bola Cheia, mas única e exclusivamente pela classificação na Copa do Brasil, e muito pouco pelo futebol apresentado, especialmente no setor defensivo, Palmeiras 5x1 Sampaio Correia  tiveram mais uma vez um excelente publico na Arena Palestra e que, mesmo com  o mau futebol das equipe na primeira etapa, perdendo por 1x0, não deixou de empurrar o “azulão” em busca da vitória. Quem somente soube do resultado final talvez possa imaginar uma exibição de gala, mas nada disso aconteceu. Os visitantes tiveram gol anulado, chutaram duas bolas na trave e travessão, e mostraram “uma Pimentinha” que fez a maior “Arrelia” na defesa palmeirense. Fabio Filipus apenas regular, pouco exigido, mas “afinou” aos 39 minutos do primeiro tempo ao não mostrar Cartão Vermelho para Válber por pontapé em Gabriel.
 
Bola Cheia mesmo foi a atuação do Assistente paranaense Sidmar dos Santos Neurer  em Palmeiras x Sampaio Correia, Acionado constantemente nas duas etapas de jogo mostrou condição e conseguiu acertar todas as suas decisões. Felizes ficamos cada vez que alguém, para nos desconhecido, mostra trabalho de alto nível.
 
Cruzeiro 1x0 São Paulo repetiram ás avessas o resultado da primeira partida e foram ás cobranças do ponto penal para decidir que ficava e quem saia da Libertadores da America. Partida tensa, primeiro tempo altamente nervoso, segundo tempo mais tranqüilo e ligeiro predomínio dos mineiros. Duas equipes iguais e qualquer uma poderia ter saído com a vitória que acabou sorrindo ao Cruzeiro nos tiros penais. O uruguaio Andrés Cunha conduziu com mais acertos que erros, foi muito tranqüilo em suas decisões, mas poderia na primeira etapa ter mostrado o segundo Cartão Amarelo para Reinaldo do São Paulo e por conseqüência o Cartão Vermelho. Deixou de observar também (como muitos outros) as cobranças irregulares de arremessos laterais executadas por Reinaldo.
 
Bola Cheia para a torcida do Corinthians que, esportivamente, sem invasões ou agressões aceitou a eliminação de sua equipe da Libertadores. Sofreu, chorou, lamentou, mas se comportou com absoluta correção.
 
Já no final de semana, mesmo não jogando bem, Corinthians 1x0 Chapecoense serviu para acalmar um pouco os ânimos após eliminação. Teve a felicidade de “achar” o gol em chute de Fabio Santos que bateu na cabeça de Mendoza enganando o goleiro, mas não sofreu grandes perigos para conseguir os três pontos. Marcelo de Lima Henrique também teve uma partida de fácil condução, com mínimos erros técnicos e sem problemas no campo disciplinar.
 
Bola Cheia para o Atibaia 1x0 Barretos na partida que, decidida aos 46 minutos (acréscimos) da segunda etapa levou o Falcão á Série A2 em 2016. Partida que teve tranqüilidade de disputa na maior parte de seu tempo de jogo, mas que, na segunda etapa teve um expediente equivocado do Barretos, “não querendo mais jogo”, propiciando a chamada “cera” em inúmeras situações e sendo castigados dentro dos corretos sete minutos acrescidos pela arbitragem. Marcelo Rogério conduziu com sua experiência sem nenhum erro técnico e expulsando na fase crítica da partida a tres jogadores do Barretos e dois do Atibaia.
 
Bola Cheia para Votuporanguense, Juventus, Taubaté e Atibaia que conseguiram o acesso á Série A2 em 2016. Votuporanguense e Taubaté farão a finalissima para se apurar o Campeão.
 
Mais uma vez o Santos 1x0 Cruzeiro se aproveita do fator mando de campo e, na Vila Belmiro continua quase imbatível. Teve domínio das ações, e poderia ter vencido por mais gols. Arbitragem de Péricles Bassols, naquilo que chamamos de “meia boca”, ou seja, nem muito bem e nem muito mal, porém deixando de marcar penalidade máxima a favor do Santos ainda na primeira etapa cometida por Fabrício que, aliás, não poderia atuar com suas meias arriadas como atuou, e sem proteção. E foi mais um a permitir que o Peixe tivesse “dois treinadores” passando instruções, ao mesmo tempo, na sua área técnica. Rodrigo Pereira Jóia errou na marcação de dois impedimentos do ataque do Cruzeiro.
 
 
 
 
“VOCE DECIDE O QUE FALAR, E EU DECIDO SE VOU ACREDITAR...”

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440