Bola Cheia - 25/05

Bola Cheia para o ASA de Arapiraca que, no Barradão, eliminou o Vitória da Copa do Brasil numa partida que, pelos detalhes poderia consagrar a um bom árbitro. Mas como Jean Pierre Gonçalves não o é, acabou sendo indiretamente o responsável pela eliminação dos baianos. Partida em que aconteceram cinco penalidades máximas que ninguém contestaria pela clareza de cada uma delas e que consagraria a arbitragem, teve duas marcadas a favor dos locais, uma a favor dos visitantes e mais duas não marcadas para o time baiano. Numa delas o zagueiro faz a defesa com as mãos, impedindo a bola de entrar e o mau arbitro mandou seguir. Detalhe é que o lance aconteceu no primeiro tempo e se marcado exigiria inclusive a expulsão do infrator e onde o zagueiro executa a ação isoladamente quase dentro do gol e sem mais jogadores na sua proximidade. Vitoria 2x2 ASA classificou o time de Arapiraca que agora enfrentará o Palmeiras.
 
Bola Cheia para Sport 2x1 Santos pela Copa do Brasil em partida muito bem jogada, agradável para ser assistida, sem indisciplinas, poucas faltas e com as duas equipes sem retrancas e buscando a vitória. E na arbitragem também uma surpresa positiva nesta ocasião, pois Claudio Francisco Lima e Silva, do Sergipe, que em anos anteriores não saia das Bolas Murchas mostrou que evoluiu e teve bom nível em seu trabalho. Poucos erros, ótimas vantagens concedidas e condição física acima da média. Somente seu Assistente dois, Eric Nunes Costa, não mostrou estar condicionado para tais jogos errando em impedimentos, tiros de canto e arremessos laterais especialmente na primeira etapa.
 
Bola Cheia para River Plate 0x1 Cruzeiro no Monumental de Nunes. Estádio lotado, comportamento perfeito dos torcedores que aplaudiram sua equipe ao final, em campo respeito mutuo e nenhuma indisciplina, enfim, uma noite em que somente o futebol ganhou. Bola Cheia para a vitoria Cruzeirense e Bola Cheia para a arbitragem irrepreensível de Enrique Osses.
 
Bola Cheia para São Paulo 3x0 Joinville, um resultado clássico e obtido com muita facilidade pelo tricolor. Em momento algum o Joinville chegou a ameaçar o resultado e mostrou enorme fragilidade e já podendo, se nada mudar, ser um dos candidatos ao rebaixamento. Wagner Reway não teve problemas na arbitragem apesar de alguns erros de seus assistentes, especialmente Paulo Cesar Silva Faria no gol de Doria, onde entendemos existir a participação ativa de Luis Fabiano.
 
Bola Cheia é o que ele sempre foi e especialmente para a cidade e para o futebol de Capivari, Bola Cheia é o que ele sempre foi pela lealdade no trato com os amigos, e com quem convivemos por mais de vinte anos. Ex Prefeito, Ex Presidente, faleceu Osvaldo Ricomini, o Vadinho. Que Deus o tenha...
 
Fluminense 0x0 Corinthians fizeram partida igual, poucos atrativos e com resultado totalmente justo. Pouco a se dizer, tática ou tecnicamente as equipes se equivaleram. Heber Roberto Lopes iniciou deixando de marcar faltas claras, equilibrou-se na seqüência e fez bom trabalho. O mesmo não se pode dizer de Alessandro Rocha Matos, um assistente que teve alguns erros não condizentes com sua condição.
 
Cruzeiro 1x1 Ponte Preta foi uma excelente partida de futebol, com o Cruzeiro e sua equipe reserva, mas jogando ótimo futebol. O mesmo pode-se dizer da apresentação da Macaca que poderia inclusive ter vencido a partida. E para coroar o jogo bom, uma excelente arbitragem de Anderson Daronco.
 
 
 
“QUEM CANSA DE TUDO QUE FAZ, NÃO ESTÁ PREPARADO PARA FAZER NADA”

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440