Bola Cheia - 06/07

Bola Cheia para o Peru que mesmo eliminado pelo Chile “vendeu caro” a derrota e jogando com dez jogadores desde os vinte minutos iniciais além de, atentem para o fato, que mostrou um Treinador, no Brasil desprezado, mostrando competência. Já dissemos que perder ou ganhar são contingências e, diferentemente de nossa seleção, existem derrotas que devem ser aplaudidas. Parabéns Ricardo Gareca, Parabéns Peru.
 
Bola Cheira para Argentina 6x1 Paraguai num resultado que mostrou, e nos entendam, toda a ruindade da Seleção Brasileira. Mas há males que vem para bem não é mesmo? Já imaginaram se num golpe de sorte tivéssemos ganhado do Paraguai indo enfrentar a Argentina? Se quem nos eliminou tomou de seis, sei lá por que acabamos lembrando os 7x1. Valeu Paraguai, você quebrou nosso galho... E pelas facilidades apresentadas ate Sandro Meira Ricci nem foi notado no apito.
 
Bola Cheia para Palmeiras 2x0 Chapecoense com a equipe esmeraldina novamente realizando uma boa exibição, percebendo-se mais uma vez nas mãos de Marcelo Oliveira uma equipe onde cada um sabe qual é sua função, maior comprometimento, menos  firulas e muito mais objetividade. Apesar de enfrentar uma ótima equipe como é a Chapecoense teve tranqüilidade absoluta para fazer o resultado. E aquele que reclamávamos lhe fosse dado oportunidade, assim o foi com o novo Treinador e Andrei Girotto (é craque) já apareceu na equipe. Não gostamos no todo da arbitragem de Pablo dos Santos Alves, com pequenos erros, mas incompatíveis á árbitros de ponta, passando algum desinteresse, além de que foi mal assessorado em algumas oportunidades por seus assistentes.
 
Bola Cheia par a Corinthians 2x0 Ponte Preta, mas num resultado que não refletiu o que se viu em campo especialmente na segunda etapa, com a Ponte bem melhor, porém sem que o mérito corintiano merecesse contestação. Partida agradável de ser assistida, de boa técnica, ótima disciplina e muito boa arbitragem de Thiago Duarte Peixoto. Ficamos felizes, pois percebemos um árbitro muito mais “centrado” em relação ao inicio de carreira, mais equilibrado, sem os gestos robotizados, e ate que enfim um árbitro que nos pareceu por alguém bem orientado.
 
Bola Cheia para o Chile legitimo Campeão da Copa America. Quem tão bem nos tratou na Copa do Mundo de 1962 já merecia, por seu povo, esta conquista e sua primeira estrela. Um povo sofrido por repressões liberta-se através de seu futebol, e no dia exato (4 de julho) que a Argentina de “nuestros queridos hermanos” completou exatos vinte e dois anos “sin ganar nadie”...
 
Goiás 0x0 Corinthians não chegou a ser uma Bola Cheia, mas também esteve distante da Bola Murcha que, neste jogo deve ser creditada aos dois treinadores, Augusto e Tite, por se encarregaram de enfraquecer suas equipes com as substituições feitas durante a partida. Pela situação das duas equipes o resultado tem de ser considerado negativo, com o Corinthians não entrando no G4 e o Goiás saindo do rebaixamento somente graças á derrota do Santos. Heber Roberto Lopes que fazia uma ótima arbitragem acabou, para nós, pisando na bola no minuto final ao não marcar penalidade máxima de Gil para o Goiás.
 
Bola Cheia novamente para Ponte Preta 0 x 2 Palmeiras com domínio palmeirense na primeira etapa e mais equilíbrio na segunda. A Bola Cheia cresce mais ainda por ser a terceira vitoria consecutiva, oito gols marcados e nenhum gol tomado. A manutenção de uma equipe titular, o que não acontecia anteriormente, é um dos segredos desta evolução e a tendência é ainda um maior crescimento. Foi bem na arbitragem Vinicius Gonçalves Dias Araujo pecando apenas na não marcação de algumas faltas existentes, aliás, o que mais acontece na arbitragem do Campeonato Brasileiro.
 
 
NÃO DEPENDA DE NINGUEM, SEJA FELIZ SOZINHO...

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440