Bola Murcha - 20/07

Bola Murcha para o Sindicato dos Atletas do Estado de São Paulo que encaminhou solicitação á FPF para que o Oswaldo Cruz (Quarta Divisão) seja punido com eliminação por estar a três meses sem pagar salários aos jogadores. Não ficamos malucos não, mas... e os outros da Primeira Divisão? Uma atitude totalmente incoerente do presidente Rinaldo Martorelli, não pela solicitação, mas sim pela omissão dos “mais fortes”...
 
Aliás, o Santos deve aos jogadores dois meses de salários, direitos de imagem e premiação pelo titulo no Paulistão, e Ricardo Oliveira até agora não recebeu “nem um tostão” desde que chegou ao clube. Clube grande pode?
 
É realmente espetacular o desempenho dos árbitros nas competições da CBF neste ano, senão vejamos: De 1.776 jogos até aqui, somente em 25 deles os árbitros obtiveram nota inferior a 7. Nos restantes 1,751 jogos a média espetacular de notas obtida foi 8,28. E um ano depois ainda alguns procuram razões para UM SETE (a) UM. Da mesma forma que a seleção brasileira ainda é a maior do mundo, claro que a arbitragem não poderia ser diferente, não é mesmo? Para quem leu a matéria UM SETE (a) UM, e depois desta noticia entendeu melhor agora como as coisas funcionam por lá?  Só rindo...
 
Bola Murcha para o “serio e organizado” futebol brasileiro. Vocês sabiam que quem escolheu Londrina para jogar a segunda partida contra o ASA, que tinha o direito do mando pela Copa do Brasil, foi o Palmeiras? O “laranja” da historia foi o ex jogador Roger, hoje empresário, que ofereceu 400 mil reais e “comprou o mando” que a seguir foi determinado para Londrina pelo Presidente Paulo Nobre. E sabem o que é pior nesta historia? Tudo foi dentro da legalidade...
 
E o Brasil não estará representado naquela que é tida a mais importante reunião da FIFA desde sua fundação. O Presidente Marco Pólo Del Nero desta vez alegou compromissos com a CPI do futebol, não podendo viajar á Zurique. É o Brasil que nem dentro e nem fora de campo mostra sua força. Só nos resta lamentar...
 
Bola Murcha para a lambança de André Luis Freitas Castro em Sport 2x0 São Paulo. Marcou corretamente penalidade máxima para o Sport, “fez a pose” e a seguir entrou no “bla bla bla” e ridiculamente voltou atrás. Para sua felicidade o Sport venceu e não necessitou dela. Não assistimos à partida, mas parece que as coisas andaram quentes por lá.
 
 
“SOMOS O QUE SOMOS, E NÃO O QUE NÃO SOMOS”

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440