NÃO HÁ VÍDEO QUE RESOLVA...

Sempre fomos favoráveis á utilização da tecnologia, desde que usada LEGALMENTE E COM INTELIGENCIA, para que mais se legitime os resultados de partidas e campeonatos e sejam minimizados os erros que são inerentes aos Árbitros de Futebol que, antes de tudo, são SERES HUMANOS FALÍVEIS.
 
O avanço da tecnologia no futebol com as inúmeras câmeras de TV espalhadas em todos os cantos do campo e do estádio, tipo câmeras (irregulares) dentro das metas, câmeras que “rodam sobre trilhos” lateralmente ao campo e mostrando a linha do impedimento, a “lupa” que aproxima diferentes situações que podem não ser vistas pelo olho humano, e mais uma infinidade de câmeras que a tudo “vêem” e mostram é, a principio, uma ação desigual para com os Árbitros no futebol.
 
Porém o que esta acontecendo na arbitragem brasileira é, antes de mais nada, uma mostra total de incompetência, calcada no descaso, calcada na má formação, calcada na má instrução, calcada no protecionismo, calcada nos interesses pessoais e nunca de uma causa. Gráficos portentosos, estatísticas de toda ordem, números, números e mais números que daqui a trinta anos, e para quem não viveu a atual realidade, serão dados e números extraordinários e que hoje “enganam” a quem os mantém no comando. E quem os mantém no comando sempre foi leigo nas questões da arbitragem e continua, acho que de forma inocente, “acreditando em papai Noel”
 
Nosso problema é de incapacidade na formação, instrução, direção e escala. Temos ótimos Árbitros, mas obrigados por manias e egocentrismo a inclusive não praticar o que as Regras do Jogo determinam e praticar o que não determinam e que assim agem para que se mantenham nas escalas. Temos bons Árbitros que, com um pouco mais de boa orientação, com seqüência gradativa de escalas e em jogos “escolhidos a dedo” cresceriam rapidamente se transformando em ótimos Árbitros. E como em todo setor de atividade temos também péssimos Árbitros, aqueles que numa direção séria não poderiam estar num Campeonato Nacional, mas lá estão pelas interferências políticas, pela amizade e/ou interesses de ordem pessoal e particular, esperando um “grande contra pequeno” para ser escalado. E como hoje em dia não existe mais, pelo equilíbrio, grande contra pequeno é nesses jogos que as maiores lambanças acontecem.
 
Tutores, Vedores, Delegados, Observadores, Analistas, Analistas de Vídeo, ou seja, lá qual ou quais forem as denominações se agarram com “unhas e dentes” a tais funções que antes eram exercidas única e exclusivamente dentro de seus estados e hoje os fazem conhecer as belezas de nosso país viajando para lá e para cá, são aqueles que analisam e dão a média 8,28 informada pela CBF aos Árbitros do Campeonato.  Quem os escala para lá e para cá é o mesmo que “escala” os Árbitros e recentemente um deles a mim confidenciou “Jamais imaginei que um dia iria rodar e conhecer todo Brasil”.  Pode até existir, mas qual deles daria um 5,28 no lugar de 8,28? 
 
O descaso citado anteriormente refletiu-se em várias ocasiões, mas para poder ser entendido usarei um exemplo, entre muitos outros, ocorrido na ultima rodada e deu-se em Avaí x Vasco da Gama, duas equipes na luta contra o rebaixamento. É a partida para se ter o máximo cuidado na escala pelo respeito á competição e ás equipes envolvidas. Pois bem, foram para “sorteio” Anderson Daronco, Árbitro FIFA e com 20 jogos na Série A neste ano, e Luis Teixeira Rocha que somente havia apitado uma partida na Série A, aliás, e curiosamente do próprio Avaí contra o Atlético Mineiro. Que critério é esse de responsabilidade para se “sortear” dois Árbitros com tanta distancia de experiência? Deu no que deu...
 
A má formação e a má orientação refletiram-se claramente em todas as atitudes tomadas por todos da arbitragem na partida entre Chapecoense x Palmeiras, e aqui inclusive do Delegado Sr. Marco Antonio Martins, aliás, Presidente da ANAF e Delegado da CBF... Inúmeros jogos poderiam ser citados aqui e relacionados á má formação e má orientação, mas neste especificamente TODOS os envolvidos mostraram pelas atitudes ABSURDAS que foram tomadas. E a falta de competência foi “dirigida” mais uma vez ao pobre do “bode expiatório” chamado Rádio Comunicador.
 
Poderíamos aqui citar muito mais de Dirigentes, Jogos, Atitudes, Determinações, etc., mas seria um artigo sem fim. Porém se tudo for “como dantes no quartel do “seu” Abrantes:
 
 
                                                                  NÃO HÁ VIDEO QUE RESOLVA
                                                                          
 
ET. Como todo artigo tem de ter um fim, e se você amigo que nos lê quer entender muito mais claramente quais as razões desta situação, é muito simples: Passe a fazer um acompanhamento de nomes, equipes, escalas, Árbitros, Delegados, etc. a partir dos sorteios e escalas definitivas, que você encontrara situações que “até Deus duvida”...
 
 
Gustavo Caetano Rogério
Leia mais
  1. UM ERRO
  2. DE NOVO O VIDEO ?
  3. COMPLICANDO O VIDEO
  4. Inversão de Mando
  5. MAS... QUEM ′FEZ O GATO′ ?
  6. HORA DE REPENSAR?
  7. OLHA O VÍDEO AÍ.....
  8. ′′OBRIGADO CHAPE..′′
  9. ESSAS REGRAS....
  10. MASOQUISTAS
  11. REGRAS ESQUECIDAS
  12. O USO DE IMAGENS
  13. COBRANÇA LEGAL, GOL IRREGULAR
  14. UM ANO DIFICIL DO APITO
  15. SÓ “JESUS CRISTO”?
  16. MAIS ENGANAÇÃO?
  17. ARBITRAR NÃO É ISSO
  18. O PAÍS DO FAZ DE CONTA
  19. E VOCÊ, FARIA O QUE?
  20. QUEM MAIS, QUEM MENOS?
  21. O ERRO DE LUIS FLAVIO...
  22. TORCIDA MISTA?
  23. SOU CHATO, EU SEI...
  24. Para parar e.......pensar
  25. UM LANCE DIDATICO (Correção)
  26. Um lance didatico
  27. A BOLA AO CHÃO...
  28. QUEM MANDOU NASCER COM BRAÇOS?
  29. E AGORA, CORINTHIANS?
  30. PAGAR DIVIDAS OU GANHAR TITULOS?
  31. COMANDO EQUIVOCADO, ARBITRAGEM RIDICULA...
  32. EDUARDO JOSE FARAH
  33. TEREMOS DUAS COPAS DO MUNDO?
  34. Que absurdo...
  35. O caso Icasa...
  36. FUTEBOL PAULISTA PREOCUPA
  37. A MÃO NA BOLA E A BOLA NA MÃO
  38. VALEU, E COMO VALEU A PENA...
  39. E agora Lusa
  40. AMADORISMO PURO
  41. FINAL DA COPA PAULISTA
  42. NA VARZEA ATÉ QUE SE ACEITA...
  43. ÉTICA DESPORTIVA?
  44. OPORTUNISTAS DE PLANTÃO
  45. O DIA 9 DE JULHO
  46. Epa... Só Tem Árbitro “Velho”...
  47. Que acontece seleção?
  48. O Caso Braghetto
  49. Uma Formula Para o Paulistão
  50. Algumas “Irrisórias Diferenças”
Anterior 1 2 Próximo

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440