SÓ “JESUS CRISTO”?

Mas será mesmo que “só Jesus Cristo resolve” o que acontece na arbitragem da CBF? Entenderam bem, o “da CBF” não é? Nos estaduais existem erros, no mundo todo existem erros, mas onde existem como aqui TANTOS ERROS?
 
Claro que a tecnologia avançou e complicou a vida dos árbitros, claro que o futebol mudou e complicou a vida dos árbitros, mas “só Jesus Cristo” é demais. Claro que a tecnologia ajudaria e sempre fomos favoráveis, mas sair de mais essa celeuma toda jogando a culpa todinha nela é desrespeitar o bom trabalho de muitas comissões, no Brasil e no mundo, A tecnologia e para lances de exceção e não para lances comuns como a grande maioria são ou por ma orientação ou por falta de qualidade.
 
Seria “Jesus Cristo” quem coloca as bolinhas para sorteio? Teria sido “Jesus Cristo” quem orientou, equivocadamente, as questões de bola na mão ou mão na bola? Seria “Jesus Cristo” quem escala repetidamente os mesmos árbitros parecendo não ter mais opções? Seria “Jesus Cristo” quem “escala” o mesmo árbitro na mesma equipe uma rodada depois? Seria “Jesus Cristo” quem da entrevistas técnicas e contrariando os vídeos da CBF com as “aulas” de Ana Paula Oliveira? Seria “Jesus Cristo” quem não manda para a geladeira apenas os amigos? Seria “Jesus Cristo” quem “mascara” números que impressionam leigos, mas descumprem as determinações das regras para obter? Seria Jesus Cristo, sem aspas, aquele que usa vídeos nos vestiários antes da partida, e justamente quando o arbitro necessita de buscar concentração para arbitrar? Teríamos tantas perguntas a fazer...
 
Tem razão a CBF quando fala da tecnologia, mas ela é usada no mundo todo e não se vê tanto erro como aqui. Se quem fala repensar nos seus conceitos, se quem fala atentar mais apuradamente para o tipo de instrução que da, se quem fala analisar a qualidade de quem da as instruções, se quem fala acordar para o motivo das notas altas dos observadores, ou vedores que não querem perder a boquinha, quem sabe muito rapidamente  deixe “Jesus Cristo” fora disto e enxergue, se é que já não enxergou e é teimoso, onde estão os problemas.
 
 
Independentemente de qualquer coisa gostaríamos de usar sempre este nosso espaço para elogios á arbitragem, e seja quem for seu comandante, mas no momento atual não nos movem razões para elogios, pela experiência que adquirimos no assunto, e por acompanharmos cada um dos detalhes que hoje são utilizados. Ela somente está “doente”, mas não é de “Jesus Cristo” que está precisando para ser curada...  
 
Gustavo Caetano Rogério

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440