Bola Cheia - 26/10

Bola Cheia para o Santos, aliás, com cheirinho de “Santástico” como em tempos outros e pela bola redonda que vem jogando. Passou por cima do São Paulo como um trator mesmo o tricolor não jogando mal e é favorito na Copa do Brasil. Está dando gosto de ver mais uma “molecada” jogando futebol autentico e no velho estilo brasileiro. Muitos méritos ao trabalho de Dorival Junior neste momento de futebol quase perfeito.
 
Bola Cheia para a convocação do goleiro Cássio para a Seleção Brasileira. Vem jogando muito e mereceu totalmente a chamada. Se repetir o que tem feito pelo Corinthians será titular absoluto.
 
Bola Cheia para o bom Figueirense 0x0 Santos e com a equipe local sempre estando mais próxima da vitoria. Maiores chances de gol para os locais e com o goleiro santista Vanderlei impedindo com suas defesas em pelo menos duas situações. O Santos por sua vez não foi a mesma equipe das partidas anteriores, estando aqui bem abaixo de seu bom momento atual. Arbitragem mais uma vez muito ruim de Leandro Pedro Vuaden (o árbitro que quanto mais erra, mais aparece nas escalas) e especialmente na primeira etapa deixando de marcar infrações claras e acreditem se quiserem: Três penalidades máximas deixaram de ser marcadas, com duas favoráveis ao Santos e uma ao Figueirense. E a quem possa interessar, um detalhe: Em nenhuma delas seria necessário o replay, foram infrações vistas por todos, e nem mesmo seria necessário consultar Jesus Cristo...
 
Bola Cheia para o Sport de Paulo Roberto Falcão que veio á São Paulo e não tomou conhecimento do Palmeiras vencendo por 2x0 em pleno Pacaembu. Mereceu o resultado, pois foi mais equilibrado nos noventa minutos, apesar das inúmeras chances de gol perdidas pelo adversário que atuava apenas com dois titulares (para nós um erro estratégico). Arbitragem de Andre Luis Freitas Castro bem inferior a outras em que o vimos nesta competição, e aqui, como muitos, deixando de marcar faltas claras. Marcou corretamente penalidade máxima para o Sport e não interferiu no resultado numérico. Mas para mostrar onde anda o nível de orientação e conhecimento de nossa arbitragem anote ai: Quase ao final de jogo Cristaldo rente á linha lateral recebe carga faltosa de Samuel que o empurra violentamente jogando-o fora de campo, e com a bola saindo pela lateral. O árbitro chama o defensor e lhe aplica o Cartão Amarelo e se assim agiu é pelo fato de que marcou a infração correto? Acreditem se quiserem, mas ele reinicia a partida com Arremesso Lateral. Na sumula relata que aplicou o Cartão Amarelo por “dar uma carga no adversário de forma temerária”. Culpa da tecnologia, viu Jesus Cristo...
 
Bola Cheia para Noroeste 2x2 Fernandópolis num resultado que levou o “Norusca” á Série A3 do Paulistão 2016, Quem sabe seja o primeiro passo da equipe bauruense de muita tradição, e que nunca poderia ter caído tanto nos últimos anos e disputando a ultima divisão paulista. Partida onde o Fernandópolis esteve melhor e com o Noroeste não jogando bom futebol, mas fazendo o suficiente para o acesso já que sobe pelo saldo de gols, e terminando a competição com os mesmos pontos da Internacional de Bebedouro. Muito boa arbitragem de Leonardo Ferreira Lima, praticamente sem erros, e com comando absoluto da partida.
 
E a AAGSP cumprimenta a São Carlos, Olímpia, Fernandópolis e Noroeste pelo acesso á Série A3 de 2016. Fernandópolis e São Carlos agora decidem o titulo da Segunda Divisão. Parabéns á todos...
 
Bola Cheia para o São Paulo que foi a Curitiba e fez sua obrigação. Coritiba 1x2 São Paulo foi resultado totalmente justo e sem contestações, trazendo o tricolor de volta á briga pelo G4 e deixando cada vez mais o Coritiba afundado no rebaixamento. Marielson Silva teve bom trabalho técnico, com boas vantagens concedidas especialmente na primeira etapa, mas disciplinarmente apesar de expulsar Guilherme, na segunda etapa, permitiu logo de inicio uma troca de socos, empurrões e pontapés onde pelo menos três deveriam ser expulsos e nada fez, alem de deixar de aplicar mais alguns Cartões Amarelos. É bom árbitro, mas ainda parece muito inseguro ou inexperiente. Os dois assistentes “pararam” dois ataques com jogadores saindo na “cara do gol” e ambos em ataques do Coritiba. Foi bem antes do inicio solicitando troca de meias de jogadores do São Paulo, porém não deveria aguardar tal recomposição que atrasou em sete minutos o inicio da partida, errando, porém ao permitir vários jogadores do tricolor atuando com calções térmicos não permitidos pela regra.
 
 
“EM TODA PROMESSA EXISTE UM DESERTO. EM TODO DESERTO EXISTE UMA PROMESSA”

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440