BOLA CHEIA E BOLA MURCHA - 01/08/2016

BOLA CHEIA
 
Bola Cheia para a Ponte Preta 5x0 Figueirense em resultado que classificou a "macaca" para a proxima fase da Copa do Brasil. Dominio pontepretano do primeiro ao último minuto e sem dar a mínima chance ao adversário, e este nem de longe parecido com aquele que empatou com o Corinthians. Arbitragem bastante deficiente de Paulo Henrique Volkopf na primeira etapa, deixando de marcar penalidade máxima para os campineiros por bola na mão, mas marcando outra inexistente e que foi erroneamente determinada, por ter acontecido a infração fora da área penal. Aplicou bem os cartões amarelos do jogo. Pareceu-nos "sentir" o jogo, ou nervoso pela oportunidade, ou desconcentrado. Na segunda etapa a partida em nada exigiu e ai se deu melhor. e não teve problemas maiores.
 
Bola Cheia para o Santos 3x0 Gama pela Copa do Brasil e levando o Peixe á próxima fase. Foi o Gama uma equipe esforçada, determinada, disciplinada, mas absolutamente insuficiente ante a enorme superioridade demonstrada  pelos santistas. Muitas chances de gol desperdiçadas, duas ou tres otimas defesas do goleiro brasiliense, e nenhum "susto" maior na área peixeira. E o Gama, agora eliminado, que é o Campeão de seu Estado ficará agora inativo até 2017 e sem nenhuma competição oficial. Arbitragem de Diego Pombo de nivel discutivel, marcou duas penalidades máximas para o Santos, e nós discutimos as duas marcações tanto na origem dos lances como no momento das decisões, pareceu-nos com deficiencias fisicas, mas as facilidades da partida não nos permitiram uma melhor análise a ele que pela primeira vez observamos atuando e é claro exceto nos dois lances capitais.
 
Bola Cheia para Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Grêmio e Internacional que fazem a fase seguinte da Copa do Brasil e enfrentarão, por sorteio a ser realizado, a Botafogo, Fluminense, Vasco da Gama, Atlético Paranaense, Botafogo da Paraiba, Ponte Preta, Juventude e Fortaleza na sequencia da competição. Depois de zebras em anos anteriores, pouco provaveis nesta edição, desta feita muitos classicos se avizinham e certamente lotarão nossos estádios.
 
Bola Cheia para Brasil 2x0 Japão numa partida que valeu pela primeira etapa e não pelo todo. Equipe se mostrou coesa, foi criativa e dentro da qualidade dos jogadores que a compõem. Atacou bastante e sempre com muitos jogadores mas não foi "testada" defensivamente. Na segunda etapa "virou amistoso" e muito pouco se viu. Para nós deixou boa impressão, mas  vamos aguardar quando os "pontinhos" serão para valer. Destaque-se o bom publico com mais de 33.000 pagantes
 
Bola Cheia para o Corinthians que no Beira Rio derrotou, sem passar grandes sustos, ao Internacional pela contagem mínima. Partida tecnicamente muito ruim na primeira etapa, pouco melhorou na segunda, valendo porém o resultado obtido e por consequencia a posição na tabela. É este um Internacional totalmente desfigurado, e como poucas vezes se viu, dificilmente Falcão segue seu trabalho. Elmo Resende Cunha foi um árbitro que a ninguém passou segurança, apitando, apitando e só apitando sem se impor perante os jogadores. deixando de marcar faltas, marcando outras inexistentes e, para nós diferentemente de outras opiniões deixou de marcar duas penalidades máximas,uma sobre Ariel do Internacional e outra sobre Romero, do Corinthians e ambas na mesma caracteristica:Foram tocados e "erraram" a bola ao finalizarem. Além destas houve mais uma sobre Ariel, e esta indiscutivel, e que não foi marcada. Complicou-se e muito...
 
 
NO MUNDO EM QUE VIVEMOS, TER OPINIÃO É SER DO CONTRA...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BOLA MURCHA
 
Bola Murcha para Argel e Cassio em suas entrevistas pós-jogo: Argel insiste repetindo várias vezes que Cassio deveria ter sido expulso no Corinthians x Figueirense por ser o ULTIMO HOMEM. Cassio por sua vez, também em entrevista pós-jogo e se referindo ao mesmo lance: Na verdade NÃO SEI COMO É A REGRA nestas situações e deixo isso para os árbitros explicarem. Um Treinador que não sabe inexistir a infração do ULTIMO HOMEM e um goleiro que diz NÃO CONHECER A REGRA e a gente ainda procurando explicações daquele 7x1... jÁ IMAGINARAM SE OS DOIS FOSSEM MÉDICOS?
 
E dias após, lá vem mais uma "perola" após Santos 5x0 Gama: Na penalidade maxima cometida pelo goleiro do Gama, Ricardo Oliveira reclama da abitragem que o mesmo deveria ser expulso, mas alertado depois vai ao mesmo pedir desculpas: "Eu não sabia que a regra tinha mudado". Mais uma mostra de como são "profissionais" e preocupados com o seu trabalho, e aliás este é mais um que defende a seleção 7x1...
 
Não se trata de uma Bola Murcha mas somente da confirmação, infelizmente e agora verdadeira, do falecimento do Presidente do Jabaquara A.C., Sr. Antonio Gilberto Amaral da Silva e na ultima terça feira em Santos. Na semana anterior, equivocadamente, seu falecimento havia sido anunciado e até minuto de silencio foi respeitado no Jabaquara x Gremio Prudente. Antes uma gafe, mas agora uma confirmação. Lamentamos...
 
Bola Murcha para Rogerio Micale, a quem vinhamos gostando demais por suas posições, mas que desta feita já comete seu primeiro erro grave: Neymar será o capitão da equipe na Olimpíada. Capitão é alguém que tem de servir de exemplo dentro e fora de campo, Capitão é alguem que tem de ser respeitado pelas ações e não pelo dinheiro que recebe, Capitão é alguém que uma criança tenta se inspirar, mas quando tem uma conduta reta e humilde e não "pela bola que joga". Capitão é alguém "verdadeiramente" comprometido com os objetivos do grupo, da equipe como um todo, ou de um país. Neymar representa isto tudo? Se você acha assim, lembre que já tivemos Capitães como Zito, Bellini, Dudu,Dunga, Luis Pereira, Cafú, Rai entre muitos outros e que, dentro e fora de campo eram respeitados pela postura e comprometimento. Neymar, para nós, não tem o minimo perfil que se requer de um verdadeiro lider. Errou também Micale ao dizer que "não tem troféu para ser erguido" como se o Capitão de uma equipe somente para isso se preste...
 
Bola Murcha para a fatalidade que acompanhou Fernando Prass na sua primeira convocação: Novamente fraturou o cotovelo, foi cortado, e não joga mais em 2016. Se o prejuizo pode ser grande para a Seleção Brasileira, será ainda muito maior para o Palmeiras no Brasileirão.
 
Bola Murcha para o São Paulo 2x2 Chapecoense com o Tricolor, perante 54.996 pagantes, (recorde de público) não conseguindo resultado para melhorar sua classificação e aproximar-se do G4. Partida dividida em duas etapas sendo que na primeira , apesar do dominio, os paulistas não conseguiram marcar e os catarinenses, em apenas duas chegadas á área até os onze minutos ja faziam 2x0. Mudança total na segunda etapa, com o São Paulo mais ofensivo e com mais atacantes pressionando até conseguir, dos males o menor, seu empate. Muito bom trabalho de Wagner Nascimento Magalhães, um árbitro tranquilo, sem maiores exposições, discreto e de minimos erros. Marcou penalidade máxima para o São Paulo que, no momento atual, "é penalti", mas perante as regras é lance de extrema discussão.
 
Bola Murcha para o Palmeiras em sua segunda derrota consecutiva e que lhe fez perder a liderança da competição, ao ser derrotado pelo Botafogo por 3x1. Um jogo até que igual, num gramado ruim, e de maior felicidade botafoguense que jogou sua melhor partida do campeonato e venceu com méritos ao seu adversário, e um Palmeiras muito longe daquele de rodadas anteriores. Heber Roberto Lopes fez uma arbitragem sem maiores problemas, anulou bem gol do Palmeiras e na ação de seu assistente Carlos Berkenbrok, aplicou sete Cartões Amarelos e ainda ficou devendo mais alguns, além de um Vermelho que deveria ter sido recebido por Jean ao final da primeira etapa. Marcou bem penalidade maxima para o Botafogo e cometida pelo goleiro Wagner.
 
 
EM UM MUNDO ONDE A FALSIDADE DOMINA, FICA DIFICIL EXPRESSAR OS VERDADEIROS SENTIMENTOS SEM NÃO SE MACHUCAR...
 
 
 
 
 
 
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440