BOLA CHEIA E BOLA MURCHA - 05/09

BOLA CHEIA
 
 
Bola Cheia para o Palmeiras 3x0 Botafogo abrindo sua participação na Copa do Brasil, encontrando um adversário valente e determinado que muito trabalho deu, na primeira etapa, e poderia até ter saido na frente do marcador. Mas após o intervalo as coisas mudaram, o Palmeiras avançou suas linhas passando a dominar as ações, e, curiosamente de um erro de arbitragem (lance de TV) saiu o primeiro gol e "as portas se abriram" para o resultado final que deixa o Verdão mais tranquilo quanto a classificação. Arbitragem de Dewson Freitas, muito bem desta feita, "sem inventar a regra", marcando as faltas existentes e naquela mais importante definiu como tiro direto frontal á área penal, quando seu assistente Marcio Correia Dias tentando ajudar informa que a infração fora em cima da linha da área, induzindo a erro com a marcação da penalidade máxima. Lance dificil mas que não deveria ter tido a participação do assistente, tanto pela dificuldade como para o fato que o árbitro ja havia definido como tiro direto e não penalidade máxima.
 
 
Bola Cheia para o Corinthians que foi ao Rio de Janeiro (Mesquita) e conseguiu um bom resultado na partida de ida da Copa do Brasil, empatando com o Fluminense por um gol. Partida de mais disputa que de bom futebol, muitos momentos alternantes ao longo dos noventa minutos, e após o gol de empate com o Timão "fechando a casinha" entendendo o resultado como bom neste tipo de competição. Mas de qualquer forma melhor para o Corinthians pelo fato de agora jogar a decisão em sua casa. Elmo Rezende Cunha fez bom trabalho na partida, poucos erros, gol normal do Fluminense apesar das reclamações de Cassio, gol normal do Corinthians, e finalmente alguém "depois de anos luz" marcou a infração dos seis segundos e aqui contra contra Cássio. Detalhe: Esta na partida foi a segunda infração, pois na primeira vez que Cassio reteve a bola em suas mãos, no inicio da primeira etapa, a reteve por tempo ainda maior que esta que foi marcada na segunda etapa e proxima dos 14 segundos.
 
 
Bola Cheia para Brasil 3x0 Equador num resultado, a principio, inesperado pela atual situação de nosso futebol, mas de muita expectativa pela estreía e primeira convocação de Tite. Depois de um primeiro tempo cheio de duvidas, mais preocupado em não levar o gol que fazer, voltou para a etapa final e "deu um banho" no lider das eliminatórias, acabou com um tabú de 33 anos sem vencer lá ao adversário, e nos deixou com muita esperança para a sequencia do trabalho de Tite.Não foi uma equipe brilhante, e nem poderia ter sido nesta primeira apresentação, mas foi uma equipe bem organizada, apesar de meio campo falho, e que certamente nos aponta para crescimento na competição. Bom trabalho de Enrique Caceres, do Paraguai, sem maiores problemas, marcou bem penalidade máxima sobre Gabriel Jesus, usou o Cartão certo para o goleiro no lance, e expulsou com acerto á Paredes.
 
Bola Cheia para o São Bento, Sorocaba, pelo acesso á Série C do Brasileiro. Ao vencer o Itabaiana por 2x0 no Walter Ribeiro o Bentão garantiu seu acesso para 2017.Já o Ituano não onseguiu seu intento ao ser derrotado pelo CSA pela contagem mínima.
 
 
"AQUELE QUE SENTE SAUDADES, JAMAIS VIVE SÓ"
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BOLA MURCHA
 
 
Bola Murcha para Cassio que insiste em debitar á arbitragem os seus erros de campo. Sempre tem um desculpa para tudo, nunca erra, e se diz perseguido. Será que após ver os lances continua com a mesma opinião? Parece que sim, pois nunca pediu entrevista para dizer que se enganou...
 
 
Bola Murcha para o "dopping" do palmeirense Arouca, pego no jogo contra o Internacional, e em partida que sequer atuou, ficando no banco. Detalhe curioso é que o Depto. Médico do Palmeiras afirma que o que foi ministrado não é considerado dopping, abrindo mão até mesmo de contra prova a que teria direito. Mas se não é dopping, como foi denunciado? Se não é dopping como já foi punido preventivamente por 30 dias? E se realmente não for dopping "quem paga" o tempo que o atleta ficar sem poder jogar? Ou não entendemos nada ou está tudo esquisito...
 
 
Bola Murcha para o Vasco da Gama que não consegue mais encontrar o caminho das vitórias, Depois de um primeiro turno quase perfeito já acumula a sua sexta partida consecutiva sem vencer, cinco pela Série B e uma pela Copa do Brasil. Abre o olho Vascão, pois subir é obrigação...
 
 
Bola Murcha para a Portuguesa que estará, salvo um milagre, amargando mais um rebaixamento no futebol brasileiro. Ao perder em casa para o Boa esporte ficou a apenas uma derrota do rebaixamento matemático para a Série D. E para completar o "serviço" o "nomade" Guaratinguetá confirmou sua queda e fará companhia á Lusa na Série D 2017. O que fizeram com a querida Lusa do Canindé que, a continuar desta forma, certamente em breve, deixará de existir. Lamentável...
 
 
A VIDA VAI TE ENSINAR A SER FELIZ COM AS COISAS MAIS SIMPLES...

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440