BOLA CHEIA E BOLA MURCHA - 26/09

BOLA CHEIA
 
Bola Cheia para o Corinthians 1x0 Fluminense em resultado que classificou o Timão para a sequencia da Copa do Brasil, não por uma apresentação perfeita, não por ter "voltado a ser Timão", mas por ter passado de fase em momento muito ruim da equipe. Melhor o Corinthians mas curiosamente com o Fluminense tendo muito mais lances de gol, muitas contestações, erros e acertos de uma arbitragem das mais polêmicas e uma infeliz declaração do Presidente do Timão ao final da partida: " É melhor ter um Apito Amigo que um Apito Inimigo". E o apito roubou a cena do jogo com Rodolpho Toski Marques fazendo lambanças incríveis e seus assistentes em tudo acertando. Tres gols anulados do Fluminense e todos eles acertadamente, duas vezes por Ivan Carlos Bohn e uma por Buno Boschilia. Mas o "artista principal" foi o árbitro que deixou de marcar inumeras faltas, inclusive duas penalidades máximas claras para os cariocas (Ombro a ombro é quando os jogadores estão "colados" na disputa pela bola e não á distancia sem a disputa pela bola, como na primeira) e (jogador com a bola dominada na "cara do gol" não se joga para cavar penalti, como na segunda); fez vistas grossas numa falta para Cartão de Fagner em Marcos Jr, curiosamente acontecida fora de campo, mas expulsou Marquinhos do Flu por reclamação, acertando, mas mostrando a falta de critérios. Não é a primeira vez que vimos má arbitragem deste paranaense que, corre bonitinho, quer mostrar autoridade, é todo estiloso, mas falta o principal: apito e coragem.
 
Bola Cheia para o Juventude 1x0 São Paulo jogo em que o tricolor paulista deu adeus á Copa do Brasil. Jogo com predominio defensivo na primeira etapa, equipes tentando esporadicamente o gol, mas muita igualdade. Quando acordou ai sim o São Paulo dominou completamente seu adversário, prensou ao Juventude na sua área defensiva, mas abusou demais das bolas alçadas quase sempre rebatidas pela defesa gaucha. Numa delas conseguiu seu gol (impedido por TV) mas necessitava de mais um gol que acabou não conseguindo. Muito boa arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro que anulou bem a gol do Juventude na ação de Sidimar Meurer, esteve bem tecnica e disciplinarmente, acresceu corretamente seis minutos ao final. Uma bola na mão de defensor local não entendemos como penalidade máxima, e ele não marcou, mas ja vimos outros marcarem em situações iguais. No gol do São Paulo, em lance de TV Rodrigo Caio estava impedido, porém pela dificuldade apesar do erro, não se pode condenar ao assistente.
 
Bola Cheia para o Palmeras 2x1 Coritiba resultado que garantiu o Verdão, já no sábado, mais uma rodada como lider da competição.Jogo truncado na primeira etapa, pouco tempo de bola rolando, muitas faltas, Palmeiras com dominio total mas sem efetividade nas conclusões. Diferentemente "foi para cima" na segunda etapa e já, com 11 minutos, abriu 2x0 no marcador. Assenhorou-se ainda mais das ações, controlou o jogo a  sua vontade, somente tomando um gol, em falha de Jailson, próximo do final. Caio Max Vieira, do Rio Grande do Norte,  errou em não marcação de faltas e parecendo "ansioso demais para acertar", correndo desordenadamente e sempre se posicionando mal, além de permitir arremessos laterais irregulares e fora do local de saida de bola. Bem melhor na etapa final, foi mais tranquilo em sua movimentação e errou menos. Segurou cartões na primeira etapa e mostrou os necessários na segunda, acabou por levar a partida a bom termo até seu final.
 
Bola Cheia para a Portuguesa Santista e o Desportivo Brasil que ascendem á Serie A3 em 2017.Na rodada decisiva a Lusinha empatou com o Taboão da Serra por 1 gol e o Desportivo Brasil venceu ao Xv de Jau, num jogaço, por 4x3.
 
Bola Cheia para o Sport 1x0 Santos numa partida muito agradavel de ser assistida, repleta de chances de gol, com os pernambucanos indo ao ataque desde o inicio, marcando rapidamente seu gol, mas ai dando uma recuada e chamando o Santos para cima de sí. Segunda etapa ainda melhor, sem gols mas com outras oportunidades e a vitoria poderia ter sorrido para qualquer uma das equipes. Elmo Cunha ate que conduziu bem a partida mas teve, para nós, um erro determinante ao não marcar penalidade máxima para o peixe, e mais uma vez mostrando a  bagunça que é nosso futebol quando se trata de bola na mão ou mão na bola. Pareceu-nos correta a expulsão de Elano por constantes reclamações.
 
Bola Cheia, e muito cheia para o Flamengo que, perdendo até 39 minutos da segunda etapa "virou" para cima do Cruzeiro, fez 2x1 e não deixou o Palmeiras "escapar" na liderança. Aliás são duas equipes que pelo momento que atravessam costuma-se dizer que estão com "jeito" de campeão. O problema é que para ser o campeão só existe... uma vaga.
 
 
"VENCER POR MEIOS QUE NÃO ACREDITO ME TRAZEM RESULTADOS QUE EU NÃO PRECISO"
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BOLA MURCHA
 
E quando a fase está ruim nada acontece para ajudar: Finalista do Campeonato Brasileiro Sub20, o Corinthians foi ao Rio de Janeiro e empatou a primeira partida (1x1) contra o Botafogo, num resultado que lhe dava vantagens quando da decisão na Arena Corinthians. Semana passada "a zica" se pronunciou e a equipe perdeu a finalissima por 2x0 em Itaquera e viu 12.000 torcedores se revoltarem mais uma vez. Botafogo Campeão Brasileiro Sub20 2016. A Bruxa anda solta no Timão...
 
Bola Murcha para o Palmeiras que foi á Paraiba com uma equipe totalmente reserva, mas mesmo assim superior ao adversário e não conseguiu resultado positivo sendo derrotado por 1x0. Faltou maior determinação, jogadores trocando bolas exageradamente, pouca "fome" de gol e acabou na segunda etapa levando o castigo e sendo sufocada até o final. Acaba classificado pelos 3x0 do primeiro jogo, mas aqui não convenceu. Jailson Freitas foi aquele mesmo "bonachão" de sempre, não comprometeu tecnicamente, falhou a nosso ver em questões disciplinares pois poderia ter expulsado Gabriel, do Palmeiras, na primeira etapa. Um erro determinante do assistente Jucimar dos Santos Dias, que para sua felicidade teve o gol desperdiçado por Barrios que não estava impedido quando se sua marcação.
 
Bola Murcha para Rodolpho Toski Marques que, indiretamente, e em tese tirou do Fluminense a chance de classificação na Arena Corinthians: Duas penalidades máximas indiscutiveis deixaram de ser marcadas pelo homem de preto. E lá em São Januário foi a vez do mau árbitro Jean Pierre Gonçalves (um bom reserva) interferir diretamente no resultado de Vasco x Santos. Poucas vezes vimos Eurico Miranda com razão...
 
Bola Murcha para Roberto Andrade "presidente" do Corinthians e sua infeliz declaração após jogo contra o Fluminense: 'É MELHOR TER UM APITO AMIGO, QUE UM APITO INIMIGO, NÃO É MESMO?" Atitude ridicula, indigna para um "presidente" e do tipo que leva a violencia para os estádios.
 
Bola Murcha para Ricardo Gomes, que dificilmente "pisa na bola" nas entrevistas sendo sempre muito correto em suas exposições, mas dizer que o São Paulo "deu espetáculo" no jogo contra o Juventude foi...demais. E para completar, o "time que deu espetaculo" perdeu mais uma no domingo: Vitória 2x0 São Paulo.
 
Bola Murcha, novamente, para o Corinthians 0x1 Fluminense na Arena de Itaquera. Andam feias as coisas para o Timão e sua casa momentaneamente tem feito a alegria dos visitantes. Jogo de baixo nivel técnico mas com o Corinthians pressionando mais e o goleiro Julio Cesar do Flu fazendo a diferença. E mais uma vez, agora no finalzinho leva o gol e sai derrotado, dando adeus pelo menos á chance de titulo. Anderson Daronco vinha bem no geral mas "no azar de arbitragem" não viu, ou não entendeu como, a penalidade máxima cometida por Marquinhos Gabriel em Marcos Junior, E no gol do Fluminense Gum (participando) está (lance de TV) á frente da zaga Corintiana e na ação de Eli Nepomuceno de Andrade Junior que não marcou o impedimento.
 
Bola Murcha para a permissividade de determinados  momentos da competição: O Palmeiras não vai enfrentar ao América em Minas Gerais. Conseguiu "com uns trocados" comprar  o mando do adversário e jogará em Londrina. É legal, sim, mas não deveria ser permitido em alguns momentos do campeonato pelo prejuizo que proporciona aos adversários que brigam por posições. Diferente é a situação do Flamengo que já iniciou sua participação com mandos por todo Brasil.
 
 
MELHOR LUTAR POR ALGO, DO QUE VIVER PARA NADA...
 
 
 
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       
 
 
 
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440