Bola cheia e bola murcha - 24/10

BOLA CHEIA
 
BOLA CHEIA para o STJD que não aceitou pedido do Figueirense para anulação da partida contra o Palmeiras. É incrivel a falta de conhecimento que demonstram certos dirigentes no futebol. Já imaginaram se marcar penalidade máxima equivocadamente fosse ERRO DE DIREITO o que seria o futebol? Erros de VISÃO como também foi o Arremesso Lateral cobrado por Dudu, e com a bola quicando fora de campo, são ERROS DE FATO. Daria discussão, aí sim, e nao nos entendam preciosistas, a forma pela qual Dudu cobrou o Arremesso Lateral e totalmente de forma irregular por local de cobrança, posição dos pés, e uso das mãos. Aí sim poderia caber, dificil mas discutivel, DESCONHECIMENTO DAS REGRAS E NÃO UM SIMPLES ERRO DE VISÃO.
 
BOLA CHEIA para mineiros e gauchos classificados para as semi finais da Copa do Brasil. Atlético Mineiro, Cruzeiro, Grêmio e Internacional tem lastro, tem torcida, e tem tradição para chegar ás finais da competição.
 
BOLA CHEIA para Levir Culpi dizendo que o Fluminense lucrou com o recuo do STJD. "Gol impedido não é para ser comemorado". Entendeu que a arbitrariedade existiu, que houve informação externa e que seu clube agiu bem em tomar a posição que tomou, e a Bola Cheia é pelo fato de que acreditamos na sua sinceridade. Mas... será? Outro que se pronunciou foi Cuca que observou ter sido justa a vitória do Flamengo.
 
BOLA CHEIA para a Comissão Independente que analisa as arbitragens do Campeonato Brasileiro e que já recomendou o afastamento de Sandro Meira Ricci do restante da competição. A medida ainda não divulgada, mas já tomada e aceita pela CBF terá ainda punições mais fortes através do STJD que as vezes toma algumas medidas que convém á todos. E neste caso, agirá...
 
BOLA CHEIA para o Santos F.C. que mais uma vez leva ás fases finais do Campeonato Paulista suas equipes Sub 11, 13,15, 17 e 20, repetindo a façanha do ano passado quando, nestas mesmas categorias, chegou á final de cada uma delas. Reflexo de um bom trabalho e que somente tem ex jogadores no comando.
 
BOLA CHEIA para  Palmeiras 2x1 Sport, numa partida dificil, nervosa, "brigada" e mal arbitrada. A Bola Cheia, mais uma vez, se dá pelos tres pontos conseguidos e jamais pela má apresentação (novamente) da equipe em campo chegando mesmo durante a partida, em vários momentos, ser dominada pelo Sport. E ja passou da hora de destacarmos mais uma brilhante atuação do goleiro Jailson, sendo responsavel por muitos bons resultados, invicto desde que assumiu a meta do Verdão. O Cartão Amarelo recebido (correto) porém, o tira da partida contra o Santos. Arbitragem ruim de Ricardo Marques Ribeiro, "estrelinha" demais para nosso gosto, muito gesto e e muita pose, muita "frescura" mas pouco apito.Deixou de marcar penalidade máxima para o Sport e cometido por Mina. "parou" a partida em momentos sem infração e deixou correr em momentos com infração. Transformou juntamente com Nadine Bastos três escanteios para o Palmeiras e Tiros de Meta para o Sport. Nadine nesta ocasião errou demais na partida em lances de impedimento, arremessos laterais, tiros de canto, faltas não informadas ao árbitro, e  nós a sentimos sem a personalidade necessária para quem vai para jogos "pegados" ou mais nervosos, claramente sentindo tais situações, e a vimos algumas vezes com semblante assustado na partida.
 
BOLA CHEIA para  Corinthians que foi ao Maracanã abarrotado, não deu bola para a massa flamenguista, não deu bola para o favoritismo flamenguista, e comandou o placar nas duas vezes com 1x0 e 2x1. Sairia da partida vitorioso se Anderson Daronco, e mais especificamente Rafael da Silva Alves não validassem absurdamente o impedimento de Guerrero no primeiro gol flamenguista. Falamos em absurdamente pois o lance era tão claro que não poderia deixar de ser marcado.
 
BOLA CHEIA para o Guarani que depois de perder a primeira partida das semifinais da Série C pra o ABC, em Natal, por 4x0 e ninguem mais acreditar que chegaria á grande final, surpreende a todos e, em Campinas "enfiou" sonoros 6x0 no ABC e agora estará decidindo o titulo contra o Boa Esporte. Parabens ao Bugre.
 
 
NÂO TENHA MEDO, ARRISQUE. AS QUEDAS SÃO NECESSÁRIAS PARA VOCÊ FICAR EM PÉ...
 
 
 
 
 
 
 
 
BOLA MURCHA
 
BOLA MURCHA para o Santos que foi a Porto Alegre e não conseguiu manter a vantagem obtida na Vila belmiro na partida de ida da Copa do Brasil, acabou sendo eliminado perdendo do Internacional por 2x0. O que chamou mais atenção foi o fato de que o Peixe levou seus titulares para o jogo, e o Internacional jogou com uma equipe de reservas. Mais posse de bola santista no inicio, mas infrutifera e sem aprofundar as jogadas ou atirar a gol. Fechou-se o Internacional depois do primeiro gol, viveu até o final de contra ataques esporádicos e num deles "matou" a partida com o segundo gol. Detalhes: o Santos empatou em casa com o time reserva do Grêmio e na sequencia perdeu agora para os reservas do Internacional... Mais uma boa arbitragem de Wagner Magalhães com erros minimos e comuns ás arbitragens, nada espetacular, mas extremamente regular.
 
BOLA MURCHA para Palmeiras 1x1 Grêmio, ou melhor BOLA MURCHA para a irresponsabildade de Allione que com a equipe vencendo o jogo, tendo controle absoluto das ações, arruma uma expulsão infantil e deixa o Verdão á mercê do adversário. Primeira etapa dominada pelo Palmeiras, pelo menos tres gols perdidos, e pouco permitindo ao adversário. Segunda etapa de pouca mudança, o gol necessário foi marcado, e repetimos com controle absoluto das ações até a molecagem do gringo. E como nada teve a ver com isto o Grêmio empatou, fez o resultado que precisava, e acabou se classificando pelos seus méritos. Elmo Cunha foi um árbitro de muitas incertezas apesar de nenhuma falha determinante para resultado final, expulsão correta de Allione e demorou demais para expulsar Renato Gaucho que gesticulava em todas as situações. Falou demais com jogadores "levou Cartão Amarelo" de Douglas e afinou. Mas não interferiu no resultado numérico.
 
BOLA MURCHA para o pessimo estado do gramado do Palmeiras em sua Arena. Uma equipe que lidera uma competição com o o Campeonato Brasileiro não pode, e não deve, jogar num campo nestas condições. Lamentável W.Torre, lamentável Sociedade Esportiva Palmeiras.
 
BOLA MURCHA para o STJD que, após aceitar o pedido do Fluminense, imaginando-se assim que pelo menos o caso seria julgado, exigir da CBF a retirada dos tres pontos do Flamengo, comete mais uma palhaçada bem comum ás suas participações. Se aceitou teria de julgar e aí sim manter o resultado de campo (o mais justo), mas fazer "jogo de cena" e agora mandar devolver os pontos ao Flamengo é mais um "circo" de gente que trabalha "manuseado" pelo poder. Para agir dessa forma poderiam ter aceito também o pedido do Figueirense, fazer o costumeiro "jogo de cena" e depois a tudo cancelar.
 
BOLA MURCHA para Ricardo Marques Ribeiro e seu Assistente Pablo Almeida da Costa que conseguiram não ver penalidade maxima cometida por Mina no Palmeiras 2x1 Sport, e BOLA MURCHA também para Anderson Daronco  e  seu Assistente Rafael da Silva Alves que permitiram, e confirmaram, que Guerrero marcasse o primeiro gol flamenguista num impedimeto "descarado" e de facil observação. A curiosidade é que os beneficiados foram exatamente Palmeiras e Flamengo que disputam ponto a ponto a liderança do Campeonato Brasileiro.
 
BOLA MURCHA para Francisco Carlos Nascimento e para a Comissão de Arbitragem da CBF que o colocou para Grêmio x Internacional. Recentemente uma pesquisa mostrou ser o GRENAL o maior clássico do futebol brasileiro, e nele estar o CHICÃO DAS ALAGOAS para arbitrar e diminuir o "tamanho deste jogo". E mais uma vez deu confusão em jogo do Chicão (poucos terminam sem). Uma vez em nossas colunas já fizemos esta pergunta: Qual será o misterio para escalas do alagoano?
 
 
SE A NOSSA CORAGEM FOSSE DO TAMANHO DE NOSSA VONTADE, TUDO SERIA PERFEITO...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
                                                                 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440