BOLA CHEIA E BOLA MURCHA - 31/10/2016

 
BOLA CHEIA
 
BOLA CHEIA para exaltar o que foi Carlos Alberto Torres no futebol brasileiro, BOLA CHEIA para exaltar aquele que foi um verdadeiro "CAPITA"  na Seleção Brasileira Campeã Mundial em 1970, BOLA CHEIA para exaltar aquele que foi, para nós, o maior lateral direito do futebol brasileiro. Infelizmente um infarto, aos 72 anos de idade o levou de nosso convívio. Que Deus o tenha, inigualável Carlos Alberto Torres...
 
 
BOLA CHEIA para Luis Flávio Oliveira elogiado por Paulo Autuori e cuja equipe foi derrotada na partida por ele arbitrada. Atitute incomum e que só merece aplausos do Treinador do Atlético Paranaense. Aliás, para nós Luis Flávio está entre os melhores do Campeonato Brasileiro deste ano e não trouxe, como também Wagner Nascimento Magalhães não trouxe, nenhum problema á CBF em todas participações.
 
 
BOLA CHEIA para o excelente Atlético 2x2 Flamengo num grande jogo de futebol e com o resultado final fazendo justiça ás duas equipes, apesar de que, para ambas não foi bom resultado face á classificação. Primeiro tempo mais igual e melhor o Flamengo, mas segundo com maior dominio atleticano que tanto fez que conseguiu "virar" de 0x1 para 2x1, mas levando o empate nos minutos finais. Braulio da Silva Machado fez tecnicamente uma arbitragem de altíssimo nível, apesar do erro na cobrança do arremesso lateral que originou a penalidade máxima e gol do Atlético e cobrado por Otero com sua perna direita totalmente no ar. Disciplinarmente teve o jogo nas mãos mas optou por não usar Cartões Amarelos que, várias vezes se faziam necessários.
 
 
BOLA CHEIA para o Santos 1x0 Palmeiras com o peixe quebrando a série de resultados positivos do verdão,  mostrando que no seu alçapão dificilmente perde de alguém. Primeiro tempo ruim, excesso de passes longos e errados, pouca troca de passes e jogo coletivo. Segundo tempo um pouco melhor, mas mesmo assim longe do que se poderia esperar de equipes que brigam na ponta da tabela. Apesar de em nada interferir não gostamos, mais uma vez, da arbitragem de Dewson Freitas que cada vez mais se mostra "mais realista que o rei" e parecendo que no seu Livro de Regras não existe a Regra XII, deixando, para variar, de marcar inumeras infrações. È mais um absurdo do momento atual da arbitragem e o que é pior, tem quem bate palmas...
 
 
BOLA CHEIA para Ferroviária de Araraquara, Xv de Novembro de Piracicaba, São Caetano e Rio Claro equipes classificadas para as quarta de finais da Copa Paulista, relembrando que uma delas terá automaticamente vaga na Copa do Brasil 2017.
 
 
 
NA VIDA DE UM VENCEDOR NÃO EXISTEM PROBLEMAS, MAS SIM DESAFIOS...
 
 
 
 
 
BOLA MURCHA
 
bola murcha para o que vem por ai e com relação á Arena Corinthians e seu "construtor" Andrés Sanches. O bicho vai pegar e vai pegar forte e quem ja teve acesso parcial ás delações já nos garante "fortes emoções". No dia em que parcialmente a noticia vazou, estranhamente o seu amigo, o "craque" Neto detonou com seu antigo parceiro chamando-o inclusive de "intragavel". Aguardem...
 
 
bola murcha para a Ponte Preta que foi ao Recife tentar mais se aproximar do G6, mas teve que se contentar em ver o Sport fugir um pouco mais do Z4. Contagem mínima, poucas oportunidades de gol especialmente dos campineiros, muita luta, garra e determinação dos pernambucanos. Muito dispersiva a Ponte Preta na primeira etapa e dominio do Sport, saiu mais para o jogo na segunda etapa e acabou levando um contra ataque e o gol que decidiu a partida. Muito boa arbitragem de Jailson Macedo Freitas, aqui nem um pouco confuso, bastante tranquilo e com minimos erros. Sua escala era de risco pois Sport e Vitória (Bahia) "brigam" jogo a jogo para não cair e ele é árbitro baiano. Saiu-se bem, melhor assim...
 
 
bola murcha, alás anunciada antecipadamente não é mesmo, para Francisco Carlos Nascimento( o nosso Chicão das Alagoas) que foi denunciado pelo STJD e será julgado por "omitir-se no dever de prevenir ou coibir violência ou animosidade entre os atletas" podendo ser suspenso de 30 a 180 dias. Nada contra o ser humano Chicão, mas mais uma vez nos perguntamos: O que faz este moço continuar sendo prestigiado e agora apitando um GRENAL? Depois ainda se perguntam qual a razão da arbitragem estar no fundo do poço...
 
 
bola murcha para Nielson Nogueira Dias, árbitro de Pernambuco, que mal escalado no jogo do Fluminense contra o Vitória (Bahia) acabou por não permitir os três pontos para os baianos.Marcou penalidade máxima para o Fluminense, no primeiro gol, com a infração cometida bem fora da area penal, e não aplicou, como deveria no lance, o segundo  Cartão Amarelo a Vitor Ramos. Jailson Macedo o baiano apitou os pernambucanos e Nielson Nogueira o pernambucano apitou os baianos. Quem está ligado sabe que baianos e pernambucanos (Vitoria e Sport) lutam, e repetimos, mano a mano, e ponto a ponto para não serem rebaixados... Precisava isso?
 
 
bola murcha para Braulio da Silva Machado e sua assistente Neuza Ines Back, que não viram o Arremesso Lateral totalmente irregular cobrado por Otero. e que antecedeu imediatamente a penalidade máxima marcada para o Atlético contra o Flamengo. Sua perna direita está totalmente fora, sem contato com o chão e o pé na altura de seu joelho.  Aliás, nos dias atuais existem mais Arremessos Laterais com irregularidades, e ninguem "tá nem aí", ninguém cobra ninguém e resultados são mudados a partir destas irregularidades. Tanta reunião, tanto congresso, tanta teoria, e pelo que parece é só "bla-bla-bla"...
 
 
bola murcha para os comentaristas do SPORTV que continuam, e faz tempo, a dizer que a FIFA entende como bom 60% de tempo de bola rolando. quando na verdade o que se recomenda é 60 minutos de bola rolando. 60% = 54 minutos. Avisem eles aí né,  (rs) pois todos os seus comentaristas usam esta "informação"...
 
 
 
POUCAS AMIZADES SUBSISTIRIAM SE CADA UM SOUBESSE AQUILO QUE O AMIGO DIZ DE SÍ NAS SUAS COSTAS...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440