BOLA CHEIA E BOLA MURCHA - 12/12/2016

BOLA CHEIA
 
 
BOLA CHEIA para o futebol paranaense e seus torcedores pela linda homenagem feita, aqui representados por 30.000 pessoas, exatamente no momento em que se jogaria a finalissima da Copa Sul-Americana no Estádio Couto Pereira. La estavam Coritiba, Atlético Paranaense, Parana Clube, entre outros que se irmanaram e se deram as mãos. Mais uma noite de grandes emoções...
 
 
BOLA CHEIA para o Grêmio, Campeão da Copa do Brasil 2016. Ao empatar com o Atlético Mineiro por um gol, o time gaucho acabou com "uma fila" que já durava 15 anos sem títulos nacionais. E no jogo a supremacia de posse de bola foi do Atlético Mineiro, e talvez não por superioridade, mas sim pela tatica defensiva e cuidadosa aplicada pelos gauchos, e que fizeram a aposta maior nos contra ataques. Foi mais perigoso o time mineiro, mas somente dentro dos acréscimos conseguiu seu gol, aliás um gol espetacular de Cazares de seu próprio campo e a 56 metros da meta adversária. Arbitragem tranquila, e "muito pensada" de Luis Flavio de Oliveira, com pequenos erros técnicos especialmente na primeira etapa, mas nitidamente "sem querer por fogo no jogo" omitindo-se em questões disciplinares. E as cenas do  final de partida nada tiveram a ver com sua atuação. Dissemos "muito pensada" pois  conseguiu levar uma final sem que ninguém falasse da arbitragem, mesmo fazendo algumas vistas grossas para Cartões Amarelos.
 
 
BOLA CHEIA para o Equador na final da Copa do Brasil. Não estamos equivocados não, pois quem diria que uma Copa do BRASIL fosse decidida com dois gols marcados por jogadores do EQUADOR, ou sejam: Bolaños e Cazares.
 
 
BOLA CHEIA para o São Paulo que ao empatar com o Bahia em dois gols sagrou-se bicampeão da Copa do Brasil sub20 e, para alegria de sua coletividade, apresentou pelo menos meia duzia de jogadores de elevada condição e que serão extremamente uteis ao novo treinador. E assim como nos profissionais, até aqui com arbitragem muito ruim. E no final de semana foi Campeão Paulista da mesma categoria ao vencer o Capivariano por 4x2.
 
 
BOLA CHEIA para Zé Roberto que, aos 43 anos de idade, renovou por mais um ano seu contrato com o Palmeiras. Fato relativamente anormal por sua idade elevada, mas absolutamente normal pelo que apresentou de disposição física no ultimo campeonato brasileiro, além do futebol de alta categoria.
 
BOLA CHEIA para o XV de Novembro de Jaú Campeão Paulista Sub20 da Segunda Divisão ao vencer o Diadema na finalissima por 2x0
 
 
BOLA CHEIA para o goleiro Jailson, do Palmeiras, que conseguiu um fato inédito em Campeonatos Nacionais: Foi campeão sem perder uma única partida desde que assumiu o gol do Verdão. Outros que merecem destaque são o atacante Marinho, do Vitória, grande responsável pela continuidade da equipe na elite brasileira, e para William Pottker, da Ponte Preta, um ilustre desconhecido que juntamente com Diego Souza e Fred foi o artilheiro do  Brasileirão.
 
 
NÃO VIVA PRA QUE TUA PRESENÇA SEJA NOTADA, MAS PARA QUE TUA FALTA SEJA SENTIDA...
 
 
 


BOLA MURCHA

 
 
Bola murcha para os jogadores de Grêmio e Atlético Mineiro que "sairam no tapa" no encerramento da partida final da Copa do Brasil. Nem era dia, nem era hora. Rezaram, choraram, se emocionaram antes e trocaram tapas depois... Coisa feia.
 
 
Bola murcha para a FIFA que ao divulgar vídeo relativo ao Mundial de Clubes do Japão que está por se realizar, colocou uma imagem grotesca: Destacando o ano de 2006, la aparecem o escudo vermelho do Internacional (Campeão naquele ano) e uma foto da equipe do... Corinthians.
 
 
Bola murcha para mais uma "novela" que fatalmente se iniciará no futebol brasileiro. Será mesmo que o Internacional apesar de seus dirigentes atuais, que não representam a força e a integridade deste clube, cometeriam a infantilidade de fraudar e-mails no caso Vitor Ramos? Sei não... Sei não... O cheirinho é de "arroz queimado".
 
 
Bola murcha para o Corinthians que acabou a competição sem conseguir, pelo menos, fazer a sua parte em Belo Horizonte. Um time apático, dominado pelos mineiros, uma defesa mal postada, e que nada de novo mostrou com seu novo treinador que, aliás entendemos não deverá continuar no cargo em 2017. Os 3x2 para o Cruzeiro refletiram trabquilamente quem esteve melhor na partida. Teve um gol anulado erroneamente por impedimento inexistente, teve penalidade máxima não marcada de Vilson "montando nas costas" do adversário, e que se validados em gol determinariam a realidade maior, numericamente, do que foi a superioridade da Raposa. Arbitragem de Wagner Reway teve um primeiro tempo ruim, com os detalhes apontados acima, além de mostrar insegurança nas marcações de meio campo. Participação normal nas questões discipinares.
 
 
Bola murcha para o S.C. Internacional agora integrante da Série B do Brasileiro, que caiu pelos inumeros erros cometidos por seus dirigentes, e a maior mostra é que, na eleição da semana passada o grupo de oposição foi eleito com "apenas" 94% dos votos. Graças ao Inter o Brasileirão não terá em 2017 o famoso Grenal, mas também graças á sua queda teremos o sensacional Bavi...
 
 
Bola murcha também para o São Paulo que em 2017, juntamente com o Corinthians estará na Libertadores somente por TV, e perderão muitos milhões pela incompetencia diretiva e suas equipes em 2016. Que repensem seus papéis de elevada importancia no mundo foi nosso futebol. 
 
 
"A VIDA TEM A COR QUE VOCÊ PINTA..."
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440