CUNHA - CAMPEONATO DE FUTSAL/VERÃO 2017- 1 ºDIVISÃO

REGULAMENTO
 
CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL/VERÃO 2017-1ºDIVISÃO
 
A Diretoria de Esportes do Município de Cunha – SP estabelece para a 1ª Divisão do CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL/VERÃO 2017 o seguinte REGULAMENTO:

I – DOS OBJETIVOS

Artigo 1– O CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL/VERÃO 2017 da 1ª divisão tem como objetivo promover pela modalidade descrita:
a)    Conhecer e respeitar o FUTSAL e suas regras acrescentadas neste regulamento;
b)    Adotar uma atitude cooperativa e solidária, sem discriminarmos colegas pelo desempenho e/ou razões sociais, sexuais e culturais;
c)    Estimular o trabalho em equipe, promovendo maior integração entre os envolvidos, ajuda mútua, respeito a individualidade e aos limites de cada um;
d)    Dar oportunidade para o aparecimento de novos talentos na modalidade.

II – DA ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO

Artigo 2– Compete a Diretoria de Esportes:
a)    Coordenar funções e providenciar no sentido da execução dos jogos de acordo com este regulamento;
b)    Organizar e dirigir as cerimônias dos jogos;
c)    Contratar a equipe de arbitragem;
d)    Elaborar, observar e fazer cumprir a tabela de jogos;
e)    Providenciar o material e instalação para as competições;
f)     Aplicar as penalidades quando necessário aos atletas, equipes e dirigentes de acordo com o presente regulamento;
g)    Providenciar e distribuir as premiações.

Artigo 3
– A Diretoria de Esportes não se responsabilizará por nenhum acidente que possa vir a ocorrer com atletas, dirigentes ou terceiros, antes, durante e depois de cada partida dentro ou fora do ginásio municipal de esportes;

Artigo 4
– A Diretoria de Esportes juntamente com a COMISSÃO DISCIPLINAR PERMANENTE DO MUNICÍPIO DE CUNHA-SP decidirão os casos omissos a este regulamento.

Artigo 5
– Em caso de denuncia de alguma irregularidade a Organização do Campeonato terá um prazo de até 02 (duas) horas antes da próxima partida da equipe ou atleta envolvido, para tomar uma decisão.

Artigo 6
– A análise do recurso da equipe prejudicada será feito junto com a COMISSÃO DISCIPLINAR PERMANENTE DO MUNICÍPIO DE CUNHA-SP

Artigo 7
– Atletas e/ou equipes relatadas ou punidas serão notificadas pela Diretoria de Esportes.

III – DAS INSCRIÇÕES


Artigo 8
– A relação nominal (Ficha de Inscrição) do Campeonato Municipal de Futsal de Verão de 2017 da 1ª Divisão deverá ser de acordo com os padrões entregues pela Diretoria de Esportes.

Artigo 9
– Na relação nominal deverá constar o nome completo do atleta, data de nascimento e número do RG do mesmo.

Artigo 10
– OS responsáveis pelas equipes deverão entregar junto com a Ficha de Inscrição uma cópia (xerox) do RG de cada atleta inscrito na equipe.

Artigo 11
– Cada equipe deverá inscrever no mínimo 08 (oito) e no máximo 12 (doze) atletas.

Artigo 12
– Cada equipe poderá inscrever até 02 (dois) atletas não naturais da cidade de Cunha entre os relacionados para a disputa da competição.

Parágrafo Único
– Serão considerados atletas de Cunha, somente aqueles que nasceram no município de Cunha, além daqueles que residem na cidade de Cunha pelo menos nos últimos três meses (antes da data do início da competição), com a apresentação de algum documento que comprove a moradia na cidade.

Artigo 13
– Quando constar o nome de algum atleta em mais de uma equipe, prevalecerá a inscrição da equipe em que ele, atleta atuar primeiro.

Parágrafo Único
– A assinatura do atleta será feito pelo menos, minutos antes do início da partida da sua equipe na competição, na mesa do anotador.

Artigo 14
– O atleta terá até a última partida da sua equipe na Fase de Classificação para registrar a sua assinatura na disputa do campeonato. Caso algum atleta inscrito na ficha de Inscrição não compareça até a última partida da sua
equipe na Fase de Classificação, o mesmo será excluído da competição, e sua equipe não poderá inscrever outro atleta em seu lugar.

Artigo 15
– Não serão permitidas inclusões de atletas na relação nominal após a entrega das Fichas de Inscrição das equipes, no dia da reunião para a realização do sorteio dos confrontos da 1ª divisão do Campeonato Municipal de Verão de 2017.

Artigo 16
– O Diretor Técnico deverá ser responsável por apenas uma única equipe na competição, o mesmo deverá optar pela 1ª ou 2ª divisão para ser inscrito.

Artigo 17
– Nenhum Diretor Técnico poderá ser inscrito como atleta em qualquer equipe de ambas as divisões (1ª e 2ª) do Campeonato Municipal de Futsal de Verão de 2017.

Artigo 18
– Nenhum Diretor Técnico ou atleta poderá ser inscrito como massagista de ambas as divisões (1ª e 2ª) do Campeonato Municipal de Futsal de Verão de 2017.

Artigo 19
– A Comissão Técnica deverá ser formada por um Diretor Técnico e um Massagista.

Artigo 20
– Os atletas inscritos na 1ª Divisão do Campeonato Municipal de Inverno de 2016 poderão jogar em qualquer outra equipe da 1ª ou 2ª divisão do Campeonato Municipal de Futsal de Verão de 2017.

Artigo 21
– Os atletas inscritos na 2ª Divisão do Campeonato Municipal de Inverno de 2016 poderão jogar em qualquer outra equipe da 1ª ou 2ª divisão do Campeonato Municipal de Futsal de Verão de 2017, exceto aqueles atletas que juntamente com sua equipe foram rebaixadas para SELETIVA.

Artigo 22
– Os atletas que foram rebaixados para a 2ª divisão do Campeonato Municipal de Futsal de Verão de 2017 poderão jogar em qualquer outra equipe da 2ª divisão.

Artigo 23
- Os atletas que foram rebaixadas da 2ª divisão do Campeonato Municipal de Futsal de Inverno de 2016 para a Seletiva, só poderão ser inscrito para o próximo Campeonato Municipal de futsal depois de ser inscrito na disputa da SELETIVA.

Artigo 24
– Os atletas inscritos no CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE VERÃO DE 2017 DA 1ª DIVISÃO, não poderão participar do CAMPEONATO INFANTIL E/OU MIRIM.

Artigo 25
– O atleta que participar do CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE VERÃO DE 2017 não poderá participar da COPA MASTER DE FUTSAL, exceto os goleiros.

Artigo 26
– A equipe que por ventura pedir para ser excluída da competição por qualquer motivo, através de ofício ou não, estará junto com seus atletas automaticamente eliminados da competição e rebaixados para a SELETIVA.

IV – DAS FORMAS DE DISPUTA


Artigo 27
– A 1ª DIVISÃO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE VERÃO DE 2017 será disputada por 06 (seis) equipes:

1 – CAMPOS NOVOS – DAKI FUTSAL;


2 – FUSAC FUTSAL;


3 – JASMA FUTSAL;


4 – OLARIA FUTSAL;


5 – SADOMA;


6 – BARCELONA F.C.


Artigo 28
- 1ª DIVISÃO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE VERÃO DE 2017 terá 03 (três fases):

a)    Na primeira fase, fase de classificação, as 06 (seis) equipes jogarão entre si em turno único, classificando para a próxima fase as 04 (quatro) equipes melhores colocadas.
b)    Na segunda fase, fase semifinal, as equipes serão divididas em 02 (dois) grupos, onde o 1º COLOCADO jogará contra o 4º COLOCADO e o 2º COLOCADO jogará contra o 3º COLOCADO. As 02 (duas) equipes vencedoras passarão para a próxima fase.
c)    Na terceira fase, fase final, as duas equipes vencedoras da segunda fase decidirão o campeonato.

Artigo 29
– A equipe que ficar na última colocação na fase de classificação será rebaixada para a 2ª DIVISÃO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE INVERNO DE 2017

Artigo 30
– As equipes classificadas em 1º e 2º lugares ao término da fase de classificação, jogarão com a vantagem do empate na fase semifinal.

Artigo 31
– Na fase final da competição, em caso de empate no tempo normal, haverá prorrogação de 02 (dois) tempos de 05 (cinco) minutos cada, sendo que a equipe melhor classificada na primeira fase jogará com a vantagem do empate na prorrogação para ficar com o título da 1ª DIVISÃO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE VERÃO DE 2017.

Artigo 32
– Em caso de empate entre as equipes na Fase de Classificação serão usados os seguintes critérios:

a)    Maior número de vitórias;
b)    Melhor Saldo de gols;
c)    Maior número de gols marcados;
d)    Menor número de gols sofridos;
e)    Confronto Direto (somente entre duas equipes)
f)     Sorteio.

V – DOS ATLETAS E EQUIPES PARTICIPANTES


Artigo 33
- O CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE VERÃO DE 2017 é destinado às equipes concebidas e legalizadas, sendo consideradas conhecedoras deste regulamento.

Artigo 34
– As equipes e atletas participantes reconhecem, concordam e se comprometem a catar a aplicação das medidas disciplinares conforme as disposições previstas neste regulamento, para questões referentes a competição.

Artigo 35
– São condições fundamentais para que o atleta participe da competição:

a)    Estar devidamente inscrito;
b)    Satisfazer todas as exigências do presente regulamento;
c)    As equipes deverão comparecer para os seus jogos devidamente uniformizadas (conforme regra 4 e seus artigos do Livro de Regra Oficial da CBFS).

Artigo 36
– Os membros da comissão técnica não poderão permanecer no banco de reservas usando camisas sem mangas, sandálias ou chinelos;

Artigo 37
– Os membros da comissão técnica e atletas punidos, não poderão em hipótese alguma fazer parte da equipe até o cumprimento final das penas que foram impostas.

Artigo 38
– As equipes e atletas deverão acatar aos horários e datas marcadas pela tabela, admitindo aceitar, se necessárias possíveis modificações na tabela, em qualquer fase.

Artigo 39
– O prazo para apresentação de recursos será até as 10 (dez) horas do primeiro dia útil após o término do jogo acompanhado de provas. Este documento deverá estar assinado pelo representante da equipe. Constatada a irregularidade da equipe ou do atleta, esses poderão ser desclassificados e/ou sofrerem penalidades de acordo com este regulamento.

Artigo 40
– O responsável pela equipe deverá procurar a organização da competição para saber o resultado do recurso antes do seu próximo jogo.

Artigo 41
– A equipe será responsável pela idoneidade dos documentos apresentados.

Artigo 42
– A equipe que tiver atleta menor de 18 (dezoito) anos de idade, será responsável pelo mesmo durante a competição.

VI – DOS JOGOS


Artigo 43
– Em caso de coincidência nas cores dos uniformes das equipes, a troca de uniformes deverá ser feita pela equipe mandante do jogo. (MANDANTE X VISITANTE);

Artigo 44
– Toda equipe deverá apresentar-se com no mínimo 03 (três) atletas para iniciar a partida. – De acordo com a regra 3 item 1 do Livro de Regras da CBFS 2016

Artigo 45
– Em todas as partidas os jogadores e membros da comissão técnica, que forem relacionados em súmula, antes do início da partida, podem chegar a qualquer momento e participar da mesma, Os jogadores e membros da comissão téccnica, que não forem relacionados antes do início, não poderão participar da partida.

Artigo 46
– Se uma equipe não se apresentar no horário marcado na tabela ou não tiver número de atletas suficientes para iniciar a partida será considerado WxO, com o placar de 1x0, para a equipe adversária e a equipe infratora será eliminada da competição juntamente com seus atletas de acordo com este regulamento.

Artigo 47
– Fica estabelecido o horário da tabela para a seqüência dos jogos, não havendo mais 15 (quinze) minutos de tolerância.

Artigo 48
– Em caso de WxO, as equipes infratoras serão rebaixadas juntamente com os seus atletas para a SELETIVA.

Artigo 49
– Será configurado WxO:

a)    Deixar de comparecer para disputar qualquer partida da competição;
b)    Desistir oficialmente da competição durante a mesma;
c)    Comparecer no local da partida e recusar-se a jogar, ou continuar uma partida já iniciada

Artigo 50
– Configurando WxO, todos os resultados (anteriores e posteriores) de todas as partidas da equipe infratora dentro da competição será considerada 1x0 para a equipe adversária, sendo o gol facultado para o capitão da equipe para efeito de estatística. Nas partidas já realizadas somente serão computados os gols par efeito de estatística de artilharia e defesa menos vazada.

Artigo 51
– Se uma partida for suspensa por motivos de chuva, falta de energia elétrica ou qualquer outro motivo que não for ato disciplinar, a partida será realizada em outra data estipulada pela organização, mantendo-se o resultado e o tempo restante para o término da partida.

Artigo 52
– Se o árbitro tiver de encerrar uma partida após seu início por insuficiência de atletas por motivos de contusão e/ou expulsão, a equipe será penalizada com a perda dos pontos se tiver vencendo ou empatando e o resultado será de 1x0 para a equipe adversária, e se a equipe adversária estiver vencendo a partida será mantido o resultado.

Artigo 53
– Contagem de pontos:

- Vitória          03 pontos
- Empate        01 ponto
- Derrota        00 ponto
 
VII – DOS CARTÕES E PENALIDADES

Artigo 54
– Toda punição será de acordo com o relatório da arbitragem e aplicada conforme manda este regulamento.

Artigo 55
– O arbitro é considerado em sua função desde a sua escalação até o término do seu relatório.

Artigo 56
– O atleta que receber 01 (um) cartão vermelho estará automaticamente suspenso da próxima partida.

Artigo 57
– O atleta que for expulso antes, durante ou após a partida estará sujeito a relatório de arbitragem.

Artigo 58
– Todo atleta inscrito irregularmente na Ficha de Inscrição será automaticamente excluído da competição.

Artigo 59
– Atletas irregulares que atuarem em alguma partida da competição, a equipe do mesmo será punida com as perdas dos pontos das partidas em que o atleta irregular atuou.

Parágrafo Único
– A confirmação da participação do atleta irregular em alguma partida da sua equipe na competição se efetuará através da presença do mesmo registrado na súmula do jogo.

Artigo 60
– O atleta ou membro da comissão técnica que agredir ou tentar agredir fisicamente (socos, tapas, chutes, cusparada, etc...) a algum membro da arbitragem, membros da organização, atletas da equipe adversária ou até mesmo da
própria equipe se relatado o mesmo estará sujeito a cumprir de 90 (noventa) a720 (setecentos e vinte) dias de suspensão.

Parágrafo Único
– Caso o mesmo seja reincidente poderá cumprir uma suspensão de 365 (trezentos e sessenta e cinco) a 720 (setecentos e vinte) dias, sem poder participar de qualquer competição das modalidades FUTSAL e FUTEBOL organizadas pela DIRETORIA DE ESPORTES.

Artigo 61
– O atleta ou membro da comissão técnica que for apenado a cumprir suspensão nas modalidades FUTSAL e FUTEBOL, organizadas pela DIRETORIA DE ESPORTES, só poderá voltar após o cumprimento de sua punição.

Artigo 62
– Todos os recursos e relatórios serão examinados pela COMISSÃO DISCIPLINAR PERMANENTE DO MUNICÍPIO DE CUNHA-SP, que aplicará as penas de acordo com o relatório da arbitragem e este regulamento.

Artigo 63
– Casos omissos a este regulamento serão julgados pela COMISSÃO DISCIPLINAR PERMANENTE DO MUNICÍPIO DE CUNHA-SP.

VIII – DAS PREMIAÇÕES


Artigo 64
– Serão oferecidos troféus e medalhas para as equipes campeãs e vice campeãs, troféus para artilheiros e melhores defesas.

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440