BOLA CHEIA E BOLA MURCHA - 13/02/2017

BOLA CHEIA
 
BOLA CHEIA para o São Paulo que, com as contratações de Lucas Pratto e Jucilei, tem a condição de se ombrear com os demais times e pode, tranquilamente, brigar por titulos em 2017. Belissimas contratações do tricolor paulista, além das boas já feitas, e por isto merece os parabéns.
 
BOLA CHEIA para o Corinthians que mandou a Caldense para casa na Copa do Brasil. Um magro 1x0 mas que garantiu o Timão na próxima fase da competição. Não foi brilhante mas jogou o suficiente, e melhor que seu adversário, para chegar á vitoria. Clube do Remo, ou Brusque, enfrentará na fase seguinte. Bom trabalho de Bruno Arleu Araujo, pequenas falhas, algumas faltas não marcadas mas não se comprometeu. Pelo nível que estamos tendo nas arbitragens até que foi muito bem.
 
BOLA CHEIA também para o Palmeiras que anunciou a contratação do colombiano Borja, vencendo inclusive ao assédio do futebol chinês sobre o jogador. Aonde vai dar isso não sabemos, mas o valor maior deste investimento coube á Crefisa e não ao clube...
 
BOLA CHEIA para o São Paulo que foi ao Maranhão, venceu ao Moto Clube pela contagem mínima classificando-se para a proxima fase da Copa do Brasil. Não foi um bom jogo tecnicamente, mas o Tricolor teve sempre o jogo em suas mãos e não correu grandes riscos depois de marcar seu gol a um minuto de partida.  Defesa desta feita melhor postada, meio de campo mais organizador apesar de excessivamente lento e frente mais incisiva que na estreia do Paulistão.  Enfrentará agora ao PSTC do Paraná. Jailson Macedo no apito, dentro de sua condição mas sem erros determinantes. Não "parlamentou" como de costume, gesticulou muito pouco e acabou tendo boa atuação.
 
BOLA CHEIA para Corinthians, São Paulo, Ponte Preta e Audax que passaram pela primeira fase da Copa do Brasil. Destes somente o Audax jogou em sua casa e com beneficio do empate se ocorresse. Infelizmente Ferroviaria e São Bento foram eliminados jogando em seus domínios, e ambos empatando por um gol e uma curiosidade: os dois levaram o gol da desclassificação aos "46 minutos" da etapa final.
 
BOLA CHEIA para a comissão de Arbitragem da FPF que, atenta ás nossas observações relacionadas com os árbitros não mais pertencentes ao quadro, e motivo de bola murcha na semana anterior, corrigiu o problema apontado imediatamente. Bom que apenas um pequeno descuido motivou o equivoco, e assim tudo segue normalmente. Foi rapida a ação de Ednilson Corona ao assunto.
 
BOLA CHEIA para a Portuguesa Desportos 1x0 Sertãozinho, mas muito mais pelo resultado e os três pontos importantes conseguidos, que pelo fraco futebol apreesentado. Uma partida igual, sem grandes emoções,  um gol fortuito acontecido nos minutos finais, e somente por uma falha defensiva. Não mostraram estas equipes grandes condições para, pelo menos neste momento, alçar voos maiores na classificação. Nada aconteceu, quer seja técnica, quer seja disciplinarmente para colocar a participação de Alexandro Darcie em maior análise e não mereceu críticas por sua atuação.
 
BOLA CHEIA para Leila Pereira e José Eduardo Lamachia, donos da Crefisa, e que foram eleitos para o Conselho Deliberativo do Palmeiras. Leila inclusive obteve a maior quantidade de votos da história do Clube. Virão qustionamentos mas o resultado mostra, claramente, a força de Mustafá Contursi.
 
BOLA CHEIA para uma excelente partida que fizeram Red Bull 2x3 Santos no Pacaembú, mas com muita polêmica que renderá inumeras reclamações na semana. Uma pena pelo futebol de alta qualidade que jogaram, mas "estragados" por decisões (que foram dificeis, mas erradas) da arbitragem. Copete, ja "amarelado" mata contra ataque, lance para amarelo, o árbitro faz "vistas grossas" quando a expulsão deveria acontecer; em "lance de TV" Rodrigão estava impedido em gol do Santos validado; gol de Nixon também irregular e por impedimento; no minuto final o gol santista (Depois de falta marcada inexistente sobre Lucas Lima) é marcado com o braço ja invalidando o lance, a bola se entra ou não passa a ser irrelevante, mas o gol é confirmado, e Rafael Gomes Felix da Silva, Danilo Simon Manis e Fabricio Porfirio de Moura roubam a cena. E somente estamos na segunda rodada do Paulistão...
 
BOLA CHEIA para o São Paulo 5x2 Ponte Preta com o tricolor jogando uma partida de qualidade,  especialmente de seu meio para frente. Lançamentos precisos dos meias para os finalizadores transformaram uma partida de inicio dificil em goleada, e merecidamente. É uma equipe que com a entrada dos reforços recém contratados estará brigando com Palmeiras e Santos até o final do Paulistão. Thiago Duarte Peixoto fez uma excelente arbitragem e diga-se que técnica, disciplinar e fisicamente. Sempre em cima das jogadas, mostrando presença, e uma arbitragem sem a minima contestação numa rodada em que seus companheiros de quadro tiveram varios problemas. A postura física junto ás jogadas,  inibindo ou mostrando comando ele teve de sobra na partida, e num detalhe que é uma das deficiências de nossa arbitragem no Paulistão.
 
 
"QUEM INTERFERE NO DESTINO DOS OUTROS, NUNCA ENCONTRARA O SEU"
 
  
 
 
BOLA MURCHA
 
BOLA MURCHA para Felipe Confusão, ops, Felipe Melo que já colocou as manguinhas de fora na estréia pelo Paulistão. Uma coisa é defender com raça e brio suas cores e outra é querer  ser "o xerifão, ou o justiceiro" do jogo. Se algo não for feito os palmeirenses irão lamentar, e muito, sua vinda. Com outro árbitro, e não um mediador, teria ido para o chuveiro mais cedo.
 
BOLA MURCHA para o Departamento Profissional do Corinthians que, por muito pouco, não foi responsável pela eliminação da equipe da Copa do Brasil. Moisés tinha suspensão á cumprir, a Comissão Técnica não foi informada e o jogador viajou escalado para jogar. Somente no ultimo momento o erro foi descoberto e Marciel foi improvisado no setor mesmo sem ter treinado com a equipe. Existe quem afirme que o clube foi avisado por alguém da CBF, coisa não comum nestas situações.
 
BOLA MURCHA na Série A3 no que diz respeito á Treinadores: Jogadas apenas três rodadas quatro deles já receberam o bilhete azul: Nesta semana Rogério Delgado foi "deixado" pelo Flamengo e antes dele já se foram Carlinhos Alves no Paulista, Sergio Santos no Catanduvense e João Martins na Matonense. Já na Série A2 quem dançou no meio da semana foi Vilson Tadei no Oeste, que dizem ser de Itápolis, mas não tem "residência fixa"...
 
BOLA MURCHA para o Rio Preto 1x2 Guarani e com o Jacaré não conseguindo vencer em quatro rodadas da A2 e já "rondando" o descenso. O Guarani fez o necessário, aproveitou-se da fragilidade Riopretense e voltou para casa com os tres pontos. Vinicius Furlan conduziu bem a partida, mas teve dois destaques negativos: permitiu vários arremessos laterais irregularmente cobrados e, na nossa opinião não existiu a penalidade máxima que originou o gol dos locais. Sua proximidade do lance lhe tirou a possibilidade de visão mais aberta e foi iludido pelo atacante que se projetou ao chão.
 
BOLA MURCHA para o Corinthians 0x2 Santo André em resultado que já deve ligar o alerta no Timão apesar de ser inicio de competição. Iniciou forte e pressionando ao Santo André até os 12 minutos quando, numa escapada de contra ataque acaba levando o primeiro gol, e este gol encheu de coragem ao visitante que chegou até a igualar as ações. Segunda etapa com o Ramalhão mais fechado defensivamente, novamente pressão corinthiana, mas agora desordenada e com inúmeras bolas alçadas sobre a área adversária sem obter sucesso. E como a noite não era alvi negra o azulão fez mais um e liquidou a fatura. Salim Fende Chaves teve jogo de difícil condução, saiu-se na maioria das situações bem, errando porém para nós em lances decisivos como na penalidade máxima marcada contra o Santo André, visto que a mão nas costas que se viu não foi, para nós, determinante. Iniciou o jogo tres minutos antes do horário determinado (coisa rara de acontecer) e anulou erroneamente a gol corinthiano.
 
BOLA MURCHA para a Ferroviária que após  derrota para o Mirassol (com nove jogadores) demitiu seu Treinador Antônio Picolli. É o primeiro neste Paulistão...
 
BOLA MURCHA para a Seleção brasileira, sub-20 que mais uma vez ficará de fora do Mundial na Coreia do Sul. Conseguiu no Sul Americano terminar em quinto, entre seis, e não se classificou.
 
BOLA MURCHA para o Palmeiras de Eduardo Batista que mais uma vez nada consegue mostrar de positivo, e que em Itu foi um arremedo de time de futebol que contratou "o mundo", destruiu o bom time que tinha tática e tecnicamente e perde sua primeira para o Ituano, pela contagem mínima, e ainda viu Prass fazer grandes defesas na primeira etapa e Fábio, goleiro adversário, ser mero espectador. Inadmissivel pela ida de Prass ir tentar o gol de empate nos minutos finais. Se é verdade que time que ganha não se mexe é bom Eduardo Batista começar a...se coçar. Raphael Claus em nada interferiu no resultado numérico.
 
 
"POSSO ESQUECER QUEM ME DEIXOU TRISTE, MAS NÃO ESQUEÇO QUEM ME DEIXOU FELIZ"

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440