TORNEIO DE FUTEBOL DE CAMPO FEMININO CATEGORIA LIVRE SESC INTERLAGOS– 2017

TORNEIO DE FUTEBOL DE CAMPO FEMININO 
CATEGORIA LIVRE – 2017
REGULAMENTO - SESC INTERLAGOS
 
 
Apresentação
Motivado pelo princípio de responsabilidade social da empresa, a programação do Sesc incluí esportes e atividades culturais, promoção à saúde com ênfase à prevenção, o combate à fome e ao desperdício de alimentos por ações de parceria e educação, consciência e responsabilidade sobre o meio ambiente, turismo social, entre muitos outros.
Dentre as ações que o Sesc/SP realiza, temos a pasta de Torneios e Campeonatos cujo um dos preceitos é a de fomentar o esporte competitivo, tendo implicitamente, o caráter educativo em algumas de suas regras.
A opção pela aproximação é permeada pela certeza de que estas ações somadas a outras, desenvolvidas de acordo com sua necessidade, podem agir como elementos que despertem e estimulem a participação à prática esportiva, o intercambio esportivo e o incentivo ao respeito aos adversários e regras.
O Campeonato de Futebol de Campo Feminino - 2017 visa promover a participação, socialização e integração, através da difusão e estimulação da prática esportiva, promovendo a saúde e o bem-estar, como forma de favorecer o desenvolvimento integral das pessoas.
O Sesc Interlagos ao promover este evento, por meio de ações educativas, eventos esportivos e corporais, atividades de cultura, lazer e recreação, pretende propiciar o acesso a melhoria da qualidade de vida, das condições gerais da saúde e da capacitação para o exercício da cidadania, desenvolvendo lideranças, como uma estratégia de aprimoramento das relações institucionais do Sesc e facilitação da multiplicação de atividades e programas de esporte e lazer, assim como, a divulgação das propostas e atividades junto às empresas relacionadas à  área fim da instituição.
 
Histórico do Sesc 
O Sesc – Serviço Social do Comércio foi criado em 13 de setembro de 1946, com a finalidade de  promover o bem-estar social do trabalhador no comércio e serviços e de suas famílias. É uma instituição de caráter privado, sem fins lucrativos e de âmbito nacional, criada por iniciativa do empresariado do comércio e serviços, que o mantém e administra.
 
Objetivo 
Promoção do bem-estar social, do desenvolvimento cultural e da melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores desses setores, de suas famílias e da comunidade em geral.
 
Missão
Inserir e integrar pessoas e grupos de diferentes idades e estratos sociais ao universo esportivo. O Sesc desenvolve assim uma ação de educação informal e permanente que procura valorizar as pessoas ao estimular a autonomia pessoal, a interação e o contato com expressões e modos diversos de pensar e agir.
 
Objetivos da instituição
o   Estreitar as relações do Sesc com as empresas do comércio, bens, serviços e turismo;
o   Apresentar às empresas as atividades e programas que o Sesc desenvolve exclusivamente para os trabalhadores do comércio e serviços e que contribuem para o bem-estar no cotidiano e, em especial, no ambiente de trabalho;
o   Difundir propostas que visam à sensibilização para a importância da prática esportiva e das atividades físicas dos cidadãos.
o   Promover ações que propiciem a melhoria da qualidade de vida, das condições gerais de saúde e da capacitação para o exercício da cidadania, por meio de atividades físicas e esportivas orientadas.
 
Regulamento Geral
 
I. Da Participação / Inscrição 
 
Artigo 1º - A modalidade será o Futebol de Campo, no naipe feminino e categoria Livre, com jogos realizados na unidade Interlagos.
 
Artigo 2º - Com a abertura dos portões da unidade Sesc Interlagos, não será exigido nenhum tipo de entrada para a unidade, porém ressaltamos a cobrança do estacionamento. O estacionamento tem entrada pela Portaria de Veículos (P3) com valor de R$12,00 (Doze reais) para Credencial Plena e R$24,00 (Vinte e quatro reais) para os demais. Estão isentos desses valores, ônibus e vans, com entrada pela Portaria de Serviços (P1) desde que sejam enviadas as placas antecipadamente (até às 14h da sexta-feira anterior ao jogo).
 
Artigo 3º - As inscrições para o Campeonato de Futebol de Campo Feminino – Cat. Sub16 e Livre serão realizadas até 28/02/2017 junto aos organizadores do Sesc Interlagos, com envio da Ficha de Inscrição preenchida com todas as informações para o email: esportes@interlagos.sescsp.org.br
Paragrafo 1º - Para Categoria Livre, somente para atletas nascidos até 2000;
Parágrafo 2º - As jogadoras menores de idade deverão apresentar autorização enviada junto à ficha de inscrição, preenchida e assinada pelos pais ou responsáveis antes do primeiro jogo.
 
Artigo 4º - Cada equipe poderá inscrever até 30 jogadoras, 01 técnico e 01 auxiliar, totalizando 32 nomes, sendo que Técnico e Auxiliar Técnico podem também ser inscritos como atletas, desde que respeitado o número limite de jogadores e não acumulação de função nas partidas.
Paragrafo 1º - A inclusão de atletas poderá ser feito até a 3ª Rodada, ou seja, na Fase de Classificação;
 
Artigo 5º - Serão permitido alterações na ficha de inscrição até a data limite de 02/04/2017 às 10h.
 
Artigo 6º - Em 05/03/2017 acontecerá o Congresso Técnico seguido do Torneio Início, sendo obrigatória a presença de todas as equipes inscritas. Nessa reunião técnica acontecerá o sorteio das equipes nas chaves, serão apresentadas as regras do torneio e serão solucionadas possíveis dúvidas dos representantes das equipes, dando prosseguimento ao Torneio Início, que acontecerá com 01 (um) jogo de abertura por equipe.
 
II. Dos Jogos 
 
Artigo 7º - Os jogos serão realizados sempre aos domingos nos meses de Março (12 e 19), Abril (02, 09 e 30), das 10h às 13h. As partidas serão disputadas no Campo de Futebol do Sesc Interlagos. 
Parágrafo 1º - As datas e horários previstos podem sofrer alterações conforme as condições climáticas e necessidades da programação do Sesc Interlagos, sem a possibilidade de trocas por pedidos de equipes;
 
Artigo 8º - Todas as jogadoras inscritas deverão apresentar à comissão organizadora e mesa de arbitragem, um dos seguintes documentos: RG Original, Passaporte, Carteira de Motorista Original e Carteira de Trabalho, com antecedência de 10 minutos antes do início da partida. Poderão permanecer no banco de reservas somente o técnico e os atletas suplentes, desde que uniformizados e relacionados em súmula, e com documentação em ordem. O técnico deverá estar com uniforme diferenciado dos atletas da equipe.
 
Artigo 9º - Cada equipe terá direito a um pedido de tempo por período de jogo, mas não obrigatório.
 
Artigo 10º - Haverá tolerância de 15 minutos, somente para o 1º jogo da rodada (horário das 9h30).
 
Artigo 11º - O não comparecimento da equipe na disputa de um dos jogos, não implicará em eliminação, apenas será caracterizado o W.O. O resultado anotado será de 3 x 0 para a equipe vencedora.
 
III. Do Uniforme 
 
Artigo 12º - As equipes deverão estar em campo devidamente uniformizadas (camisa, calção e meias), ou seja, além de respeitadas as cores, deverão manter entre si igualdade nos trajes. É obrigatório o uso de (par) caneleiras.
Parágrafo 1: É expressamente proibida a utilização de tênis com travas de alumínio. E também, a utilização de acessórios, principalmente os pérfuro-cortantes, tais como: brincos, piercings, correntes, colares, pulseiras e anéis.
 
Artigo 13º - Em caso de igualdade de uniforme realizar-se-á sorteio para verificar a equipe que deverá efetuar a troca de uniforme, em um prazo de 10 (dez) minutos. Aconselhamos as equipes a trazerem 02 (dois) jogos de uniforme ou um jogo de coletes numerados.
 
IV. Do Sistema de Disputa 
 
Artigo 14º - Todas as participantes deverão ter conhecimento prévio deste Regulamento;
 
Artigo 15º - O sistema de disputa está atrelado a quantidade de times inscritos. Ressalto que teremos para a Categoria Livre, um máximo de 8 equipes.
 
Artigo 16º - Os jogos serão norteados pelas regras oficiais, adotadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), exceto inscrever um total de 32 jogadoras e o formato de substituição, que será a substituição volante. Ou seja, os atletas poderão ser substituídos livremente e realizem a substituição dentro da área demarcada de 3m da linha central do campo. E, por fim, a duração das partidas serão dois tempos de 30 minutos com 5 minutos de intervalo para a Categoria Livre;
Parágrafo único: A penalidade para a atleta/jogadora que realizar a substituição fora da área demarcada será de um cartão amarelo. Caso haja algum incidente em que ocorra lesão, o árbitro paralisará o jogo e a atleta/jogadora machucada não necessitará sair pela área demarcada.
 
V. Dos Critérios de Desempate 
 
Artigo 17º - Fica definido que na fase de classificação, nos grupos, cada vitória valerá 03 pontos, empate 1 ponto, derrota 0 pontos e derrota por WO -1 ponto. Em caso de empates por pontos, seguirá o seguinte critério:
1º Menor número de cartões vermelhos;
2º Menor número de cartões amarelos;
3º Saldo de Gols;
4º Gols Marcados;
5º Confronto Direto;
6º Sorteio.
 
Artigo 18º - Em caso de empate no tempo regulamentar de jogo, independente da Fase do Campeonato, o vencedor será definido por uma série de cinco penalidades máximas. Caso persista o empate, as penalidades serão alternadas até que se estabeleça o vencedor.
 
VI. Da Premiação e Pontuação 
 
Artigo 19º - Fica instituída a seguinte premiação: troféu e medalhas para as equipes 1º, 2º e 3º colocadas.
 
VII. Das Medidas Disciplinares 
 
Artigo 20º - Estará suspenso o jogador que receber:
a) 2 cartões amarelos – 1 partida;
b) 1 Cartão vermelho – 1 a 3 partidas ou eliminação do torneio conforme avaliação da Comissão Organizadora;
c) o jogador que receber 1 cartão amarelo e em um jogo posterior for expulso por receber 2 cartões amarelos durante o jogo, somará 3 cartões amarelos no total. Este jogador deverá cumprir 1 partida de suspensão automática e ainda terá 1 cartão amarelo de saldo não computando então o cartão vermelho.
Parágrafo único – Os cartões serão zerados após a Fase de Classificação.
 
Artigo 21º - W.O, equipes que desistirem ou abandonarem o campo durante uma partida, serão considerados perdedores, independente do resultado no momento da paralisação.
 
Artigo 22º - Jogadores e equipes envolvidas em ocorrências não condizentes com o espírito da competição (atitudes antidesportivas) ou que atrapalhem o bom andamento do torneio (brigas, agressões, tumultos) serão desclassificados.
 
Artigo 23º - Caso ocorra algum incidente na rodada final do torneio, a(s) equipe(s) responsável (is) poderá (ão) perder o direito à premiação.
 
Artigo 24º - As equipes, jogadores, e/ou torcedores que provocarem distúrbios/brigas, danos materiais ou ofensas morais nas dependências do Sesc poderão sofrer penalidades de suspensão ou eliminação dos jogos, bem como de indenização ao dano provocado.
Parágrafo único – Esta penalidade poderá ser aplicada ao(s) atleta(s) infrator (es) ou equipe(s), independentemente da indenização ao dano provocado.
 
Artigo 25º - O Sesc não possui gandula, desta forma toda bola no visual deve ser buscada pelas jogadoras, somente no caso da bola ser "isolada" é que a bola reserva será reposta pela mesa de arbitragem.É facultativo que qualquer equipe disponha, em qualquer momento do jogo, reservas (com coletes) ou torcedores para agilizar a reposição de bola, desde que este não atrapalhe o andamento da partida. A reposição de bola é opcional.
 
VIII. Dos Recursos e Reclamações:
 
Artigo 26º - A equipe terá o direito de, através do responsável indicado na ficha de inscrição, impetrar qualquer tipo de reclamação ou recurso junto à Comissão Organizadora até o final da rodada em questão:
a) Recebido o recurso, a Comissão Organizadora determinará ao impetrado, o prazo e o tipo de documentação necessária para o julgamento do recurso;
b) Não caberá recurso contra decisões da equipe de arbitragem e Comissão Organizadora;
c) Todo recurso é válido somente para o jogo em questão e a decisão não terá efeito retroativo.
 
Artigo 27º - O Sesc não se responsabiliza por acidentes ocorridos com participantes, ou por estes ocasionados a terceiros não só antes, como durante e depois das competições. (O Sesc mantém médico e ambulância de plantão na unidade).
 
Artigo 28º - A torcida é de responsabilidade da equipe, toda solicitação necessária será direcionada aos membros da comissão técnica que serão responsabilizados pelas consequências de atos e atitudes inadequadas.
 
Observação: Fica liberado o uso de instrumentos musicais por parte da torcida, desde que estejam nas “encostas” ao redor do Campo Oficial e não prejudiquem a arbitragem do jogo. Fica vedado a entrada de bebidas alcoólicas (exceto cerveja em lata) nas dependências do Sesc Interlagos.
 
Artigo 29º - O canal oficial de comunicação da Comissão Organizadora junto às equipes será o email e os boletins informativos serão enviados aos representantes das equipes.
 
Casos Omissos: serão resolvidos pela Comissão Organizadora do Campeonato de Futebol Feminino – Cat. Livre. 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440