ISSO NENHUM VIDEO RESOLVE..

ISSO NENHUM VÍDEO RESOLVE...
 
Depois da arbitragem de Santos x Ponte Preta que não teve lances para decisão tecnológica e unica e exclusivamente comportamental, ou seja, árbitro despreparado, ou inexperiente, ou mal orientado na carreira, é bom que quem dirige comece a se preocupar muito mais com a formação e orientação, e não esquecendo o vídeo cujo uso aprovamos, mas melhor preparando psicologicamente, melhor preparando nas técnicas de arbitragem, melhor preparando enfim naquelas coisas necessárias ao árbitro e que não são textuais na regra do jogo. Aqui o problema foi menor pois era um jovem árbitro e ainda ávido por "rodagem" que fatalmente lhe trará melhor condição se quem dirige "esquecer" destes pequenos detalhes o que não deveria, aliás.

Mas eis que dias depois vem um Palmeiras x Penarol, arbitrado por um FIFA, e se já é um FIFA obrigatoriamente deve ter maiores e melhores condições que aquele de Santos x Ponte Preta e, pasmem, conseguiu nos aspectos acima enfocados ser muito pior que o jovem do Paulistão. Técnicas de arbitragem, nenhuma; dominio amplo sobre o comportamento dos jogadores, nenhum; postura para inibir anti jogo e pratica de cera, nenhuma; mas não é um FIFA e já listado para Copa do Mundo 2018?

As duas historinhas  servem para mostrar , claramente, que ou falta qualidade aos árbitros lançados em sendo jovens, ou falta merito e qualidade para se chegar á FIFA, mas na verdade o que mais falta é melhor formação, melhor orientação, melhor didatica para instrução, mais visão de o que é formar e orientar para a função.

Ter sido um bom árbitro não garante que venha a ser um bom orientador pois nenhum foi árbitro completo e dificilmente alguem será. Um é bom tecnicamente, outro é bom disciplinarmente, e um terceiro ainda é aquele bom de comando, mesmo que ruim de tecnica ou disciplina. Mas até ter sido um mau árbitro tambem poderá faze-lo bom orientador.

A visão de que falamos é de quem, de fora, a isto tudo observa, "faz" copias de Dulcidio, Romualdo e Wright (apenas exemplos) e aplica na formação e na orientação e instrução, se é que me entenderam.

As duas arbitragens aqui enfocadas me fizeram escrever este texto pois mostraram a mim, mais uma vez, e quem me acompanha conhece esta minha opinião, que o problema maior está aqui e acolá na seleção, formação, instrução e orientação dos homens do apito.

Nenhum ÁRBITRO DE VÍDEO salvaria estas duas arbitragens, apesar de necessários, mas que com melhor formação e orientação aliando-se a esta tecnologia somente seria o complemento da quase perfeição...

Somente não valeria lançar "amigos" por serem amigos; FIFAs por questões politicas, ou quaisquer outras coisas deixando a necessária qualidade de lado. Seja você, de que estado for, faça uma análise de quem e de como foram, por característica, aqueles que hoje formam ou orientam os árbitros de seus campeonatos e veja se os atuais não são quase que "cópias fiéis" porém num tempo em que a tecnologia, diferentemente daqueles tempos, tudo mostra e... tudo entrega. Os árbitros sabem a que me refiro e por isso as tecnicas de formação e orientação não podem mais ser as do "século passado".

Os "monstros sagrados do apito" em seus tempos erraram tanto ou mais que hoje se erra, mas virava "discussão de botequim" e ninguém tinha razão. A maneira de se formar e orientar nesses tempos era uma, e as pessoas esqueceram que com a evolução tecnológica a formação e orientação deveria ter novos conceitos, orientações e instruções e especialmente nas questões comportamentais e de técnicas para arbitrar.
 
Gustavo Caetano Rogério
Abril 2017

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440