Bola Cheia - 15/01/2018

BOLA CHEIA
 
BOLA CHEIA para José Carlos Peres, novo Presidente do Santos, que caso se acerte com Robinho exigirá em contrato uma clausula "de barreira" que rescindiria o contrato com o clube caso o jogador seja condenado culpado até a instância final na acusação de violência sexual e em consequência preso, caso a Italia tenha acordo de extradição com países do Mercosul. Poderia ser preso numa das viagens da Libertadores deste ano.
 
BOLA CHEIA para os árbitros de São Paulo e Rio Grande do Sul que, conforme o Apito Nacional, preparam possiveis represálias ás suas Federações caso não venham a ter aumento em suas taxas de arbitragem. Começando a ler a notícia imaginavamos cumprimentar a categoria pela atitude, e é claro, imaginando-a ser dos árbitros de futebol. Mais um pouco de leitura e "caímos do cavalo" pois tratava-se notícia relativa aos árbitros de Volei. Parabéns então a eles, e no futebol nada muda pela falta de coragem...
 
BOLA CHEIA para o Corinthians que inicia o ano vencendo (nas penalidades) ao PSV Eindhoven após empate de 1x1 no tempo normal. Se olharmos como pré temporada e simples treinamento, perfeito e tudo bem, mas não se pode chamar de Torneio da Flórida, ou de competição internacional. É na verdade um amistosão onde vale de tudo. O Timão, por exemplo, atuou com duas equipes na partida, sendo uma no primeiro e outra no segundo tempo, e o Atlético Mineiro não mandou nenhum titular e disputará com seus reservas. É vendida para 144 países para transmissão e informa que o torneio é disputado por grandes equipes do futebol mundial...
 
BOLA CHEIA para o jovem Caique França, goleiro do Corinthians, e que atuou na partida conta o PSV na Florida. Mostrou grandes qualidades, postura e segurança, foi responsavel por pelo menos duas defesas de grande porte e defendeu penalidade máxima que deu a vitória á sua equipe. Está muito bem servido o Timão com mais este jovem goleiro, que junta-se á Cassio e Walter, mas por ser o terceiro da posição terá poucas chances de jogar.
 
BOLA CHEIA para a FPF que está implantando o sistema de acesso e descenso para seus árbitros, propiciando assim que cada um se aplique cada vez mais para subir ou não descer de seu nível. No inicio dos anos 90 algo identico foi praticado, mas com recursos inferiores aos que agora serão utilizados e no nosso entendimento melhorou as arbitragens na ocasião. Com os recursos e equipe de analistas hoje disponíveis tem tudo para dar certo já que, na época, somente se tinha as informações dos representantes nas partidas.
 
 
"TODOS GOSTAM DE SOMBRA, MAS POUCOS PLANTAM ÁRVORES"

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440