BOLA CHEIA 29/01


BOLA CHEIA
 
Mesmo sendo desclassificada nas seni-finais pelo Flamengo, BOLA CHEIA para a Portuguesa Desportos na Copinha. Perdeu, mas orgulhou seu torcedor, perdeu e por ele foi aplaudido no final. Parabéns á Lusinha que relembrou tempos passados.
 
Com muita dificudade o Corinthians foi BOLA CHEIA no Pacaembu ao vencer a boa Ferroviaria por 2x1 conseguindo assim sua segunda vitoria no Paulistão. Jogo difícil, Ferrinha dificultando as coisas para o Timão e obrigando ao Treinador corinthiano colocar tres de seus titulares que estavam no banco de suplentes. Iniciou melhor o Corinthians, devagarinho a Ferroviaria foi se encorpando, marcando bem e retendo mais a bola.  ate marcar seu gol. Ja na segunda etapa um inicio fulminante o alvi negro e logo de cara empatou com Balbuena. Não se entregou a Ferroviaria, teve gol anulado, mas não conseguiu evitar mais um gol corinthiano próximo do final. Adriano Assis Miranda teve bom comportamento na partida, mas na ação de seu Assistente Mauro Andre de Freitas anulou (equivocadamente) a gol dos interioranos por impedimento.  que existia no primeiro lançamento e sem a bola chegar no atacante, mas o zagueiro Pedro Henrique tenta jogar, toca a bola, e esta vai ao atacante habilitando-o como posição legal. Aquí erro grave não somente do Assistente, pois o Árbitro teria obrigação deixar seguir o lance se estivesse atento e não "preso" á assinalação errada.
 
E BOLA CHEIA também foi, finalmente o São Paulo que foi a Mirassol vencer os locais por 2x0, com dificuldades, mas de forma merecida. Dominou a primeira etapa totalmente mas não fez gol, voltou melhor na etapa final, por 20 minutos o Mirassol tambem se ergueu, mas proximo do final o Tricolor acabou marcando seus dois gols. Arbitrou Vinicius Furlan e o fez de maneira satisfatória, teve minimos erros em regiões de meio campo, não se comprometeu, e interpretou bem o lance mais dificil da partida. Petros sofreu penalti mas, antes disso controla a bola com a mão para finalizar. Furlan definiu bem o toque de mão.
 
Um verdadeiro espetaculo proporcionaram São Paulo e Flamengo, além do publico que lotou o Pacaembu (33.275 torcedores) na final da Copa são Paulo de Juniores. Venceu o Flamengo, mas a BOLA CHEIA vai para as duas equipes que jogaram uma grande partida e onde os "dois mereceriam vencer", aliás vencerm pelo futebol jogado, pela garra e determinação e pela disciplina respeitada. Um gol logo nos primeiros minutos, e mantido até o último, decidiu a Copinha, mas com o São Paulo jogando muito e somente não conseguindo o gol. Foi o Urubu uma equipe que teve um sistema defensivo perfeito, um goleiro de qualidade, e através destes detalhes levou o resultado até o final e sagrou-se Tetra Campeão da competição. Parabéns Flamengo, Parabéns São Paulo, Parabéns arbitragem.
Lucas Canetto Belloti foi para nós, na arbitragem, uma grata surpresa e a manter as caracteristicas apresentadas nesta decisão será em breve um dos árbitros de ponta da FPF. Posiciona-se e movimenta-se bem, tem tranquilidade para decidir, usa seus cartões com segurança, (cartão amarelo para o goleiro do Flamengo, por "cera" ainda no primeiro tempo demonstra equilibrio no controle das ações), enfim foi o árbitro que uma final merece. Teve um momento de desequilibrio por conta de uma bola ao chão e seus efeitos, deu uma "balançada" na sequencia, mas não se perdeu, concluindo seu trabalho sem contestações.
 
Mesmo ás duras penas, e não jogando grande futebol, o Palmeiras manteve sua invencibilidade no Paulistão ao vencer o RB BRASIL por 2x1. Jogo dificil para o Verdão, primeira etapa com o Touro Loco procurando dominar as ações. Segunda etapa pouco mudou, RB na frente do marcador e Palmeiras pressionando até conseguir o empate com Thiago Santos em posição irregular. O time campineiro teve ainda uma penalidade máxima desperdiçada com defesa de Jailson, até que com a expulsão de Rodrigo Andrade aos 35 minutos foi para cima o Verdão, pressionou e acabou conseguindo o gol da vitória. José Claudio Rocha Filho não teve para nós uma arbitragem de destaque, acertando porém nos Cartões Amarelos e Vermelho aplicados. Por indicação de Eduardo Vequi Marciano marcou penalidade máxima para o RB, mas que inexistiu, não nos convencendo nesta "intromissão". Daniel Paulo Zioli errou na segunda etapa, em momento importante, assinalando impedimento de Dudu.
 
num clássico sem grandes emoções o Corinthians foi a BOLA CHEIA por vencer o São Paulo em 2x1 dominando as ações iniciais e marcando seu gol logo no primeiro minuto de jogo,  tomando conta da partida. Na sequencia melhorou o Tricolor, fez o empate e agrediu um pouco mais ao Timão que se recompôs e foi buscar seu segundo gol, novamente com Balbuena. Segunda etapa ruim, muitas trocas de bola e pouca efetividade das duas equipes que demonstraram claramente não estarem ainda nas suas condições ideais, tecnica e fisicamente. Arbitragem de Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (46 anos) sem contestação. Destacamos a idade pois a principio não teria sua inscrição aceita em 2018 após um decisão totalmente equivocada da FPF que continuou a limitar em 45 anos QUANDO O MUNDO acabou com este limite. Curioso é que "o velinho" já sai de cara arbitrando o primeiro clássico, quando se dizia que a manutenção dos 45 anos tinha como justificativa a "renovação" do quadro. Parabéns ao Marcelo que demonstrou dentro do campo no Brasileirão, e agora no Paulistão que ter experiencia no apito é meio caminho andado...
 
Naquela que foi para nós a melhor apresentação do Verdão no ano, nenhuma chance teve o Bragantino e foi derrotado por 2x0. Muita disposição, todos marcando e atacando, um esquema moderno com Lucas Lima jogando (novamente) muito e Felipe Melo mostrando que sabe das coisas. Um time que se doou, tabelou, lançou, enfim jogou ótimo futebol e sem ninguém querendo ser "estrela". Primeiro tempo de dois terços dominados pelo Palmeiras, leve crescimento do Massa Bruta nos minutos finais, mas insuficiente para sequer assustar o Verdão. Dominou também a segunda etapa e aí sairam os dois gols, e novamente com o dedo do Treinador. Vinicius Gonçalves Dias Araujo teve arbitragem "perfeita" e com uma 'malandragem": Tiro de Meta para o Palmeiras, deu Tiro de Canto para o Bragantino, autoriza a cobrança e... Falta para a defesa.
 
 
"É BEM MELHOR PENSAR SEM FALAR, DO QUE FALAR SEM PENSAR"
 
Leia mais
  1. BOLA CHEIA - 21/05/2018
  2. BOLA CHEIA - 14/05/2018
  3. BOLA CHEIA - 07/05/2018
  4. BOLA CHEIA - 23/04/2018
  5. BOLA CHEIA - 16/04/2018
  6. BOLA CHEIA - 09/04/2018
  7. BOLA CHEIA - 09/04/2018
  8. BOLA CHEIA - 02/04/2018
  9. BOLA CHEIA - 26/03/2018
  10. BOLA CHEIA - 19/03/2018
  11. BOLA CHEIA - 12/03/2018
  12. BOLA CHEIA - 05/03/2018
  13. BOLA CHEIA - 26/02/2018
  14. BOLA CHEIA - 19/02/2018
  15. BOLA CHEIA - 14/02/2018
  16. BOLA CHEIA - 05/02/2018
  17. BOLA CHEIA - 22/01/2018
  18. BOLA CHEIA 15/01/2018
  19. BOLA CHEIA 21/12/2017
  20. BOLA CHEIA 04/12
  21. Bola cheia 27/11
  22. BOLA CHEIA 20/11
  23. BOLA CHEIA 13/11
  24. BOLA CHEIA 06/11
  25. BOLA CHEIA 30/10
  26. BOLA CHEIA 23/10
  27. BOLA CHEIA 16/10
  28. BOLA CHEIA 11/10
  29. BOLA CHEIA 02/10
  30. BOLA CHEIA 25/09
  31. BOLA CHEIA - 18/09/2017
  32. BOLA CHEIA - 11/09/2017
  33. BOLA CHEIA 28/08
  34. BOLA CHEIA - 21/08/2017
  35. BOLA CHEIA - 14/08/2017
  36. BOLA CHEIA - 07/08/2017
  37. BOLA CHEIA - 31/07/2017
  38. BOLA CHEIA - 24/07/2017
  39. BOLA CHEIA - 17/07/2017
  40. BOLA CHEIA - 10/07/2017
  41. BOLA CHEIA - 03/07/2017
  42. BOLA CHEIA - 26/06/2017
  43. BOLA CHEIA - 19/06/2017
  44. BOLA CHEIA - 12/06/2017
  45. BOLA CHEIA - 05/06/2017
  46. BOLA CHEIA - 29/05/2017
  47. BOLA CHEIA - 22/05/2017
  48. BOLA CHEIA - 15/05/2017
  49. BOLA CHEIA 07/05
  50. BOLA CHEIA 01/05
Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Próximo

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

9390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   9390050
Work:11 3392-5440