BOLA CHEIA - 05/03/2018

BOLA CHEIA
 
E eis que finalmente podemos dar uma BOLA CHEIA ao São Paulo que, pela Copa do Brasil não teve maiores dificuldades para vencer ao CRB por 2x0. Nada de futebol excepcional, mas um "arroz com feijão bem temperado", com os jogadores se aplicando, alguns lances de bela feitura como por exemplo a jogada do segundo gol, as mexidas de Dorival melhoraram a equipe que ficou mais leve e rapida sem Nene e Diego Souza. Seu adversário mostrou-se limitado, veio ao jogo para perder de pouco e quase nada arriscou. Seu medo de perder não lhe permitiu nem mesmo uma pequena chance de vencer. Leandro Pedro Vuaden fez boa arbitragem, mínimos e pequenos erros, disciplina muito bem controlada. Anulou na assinalação de seu Assistente a gol do São Paulo em lance de impedimento, e acertou. Marcou bem penalidade máxima para o Tricolor  que novamente Cueva desperdiçou. Em resumo um trabaho tranquilo e de boa qualidade.
 
Independentemente de por qual razão primordial, e ela claramente existiu, mas marcou o Palmeiras um resultado expressivo e por duas razões: os três pontos conseguidos e de suma importância e por, finalmente se ter uma vitória brasileira nos seis jogos iniciais da Libertadores. E qual foi a razão primordial? Um futebol de alta qualidade? Diriamos que não, mas a expulsão do jogador do Junior Barranquilla logo á oito minutos da primeira etapa facilitou as coisas para o Verdão. Mesmo assim um primeiro tempo, para nós insatisfatório, e um segundo tempo de mais técnica e controle do jogo foi o que se viu. Palmeiras 3 x 0 Junior Barranquilla "salvaram a honra" brasileira que, se não "ficar esperta" vai  sofrer muito nesta competição. Se as rodadas seguintes não nos desmentirem teremos que perceber não ser mais nosso futebol, tão superior aos demais na América do Sul. Henrique Caceres teve altos e baixos na arbitragem, expulsão correta de Gutierrez, marcou penalidade máxima contra o Palmeiras que pra nós não existiu, e deixou seguir outros dois lances de área penal (um de cada lado) onde as penalidades máximas não existiram. E assim foi o Verdão, o BOLA CHEIA da rodada.
 
BOLA CHEIA para o IFAB que em sua reunião anual aprovou totalmente (agora é regra) o Árbitro de Vídeo. Não resolverá todos os problemas para a arbitragem mas com certeza irá legitimar muito mais os resultados de jogos e campeonatos. E que quem estiver nas direções de arbitragem realizem cada vez mais estudos, orientem mais e mais àqueles que serão responsáveis nas partidas, mas com trabalho sério visando o bem do apito e não aproveitando-se desta inovação para unicamente fazer "oba-oba"...
 
Santos 1 x 1 Corinthians fizeram um grande clássico, cada um ao seu estilo mas ambos jogando excelente partida, inúmerras variáveis nos noventa minutos, e injusto seria se alguem terminasse como vencedor. Na primeira etapa muita igualdade,ataques constantes, muita dsposição das equipes. Iniciou melhor o Santos na etapa final, equilibrou-se o Corinthians até que, novamente, chegou o "apagão", mas "apagão" que não foi das equipes e sim pela enésima vez da iluminação do estádio. No retorno veio melhor o Santos, dominou a partida, encolheu-se mais o Corinthians, mas curiosamente a maior oportunidade de gol foi perdida pelo Timão. Nos minutos finais o "gol da justiça" com o Peixe empatando e de forma justa, repetimos. Houve tempo ainda para que uma pnalidade máxima não fosse marcada, e que poderia determinar a vitória peixeira. Luis Flavio Oliveira teve muito bom trabalho, e teve trabalho, mas acabou errando no minuto final (acréscimos) quando marcou fora da área uma falta penal favorável ao Peixe.
 
Mesmo jogando menos que seu adversário, mesmo em nada mudando com relação ás suas ultimas atuações, a BOLA CHEIA vai para o São Paulo pelo fato de vencer a partida e dar uma "respirada" com relação á classificação e fugir do "fantasma" do rebaixamento. Linense 1x2 São Paulo foi um resultado justo pelos gols legitimos, mas até certo ponto injusto pelo que jogou seu adversário.  que levou o gol já nos acréscimos. Vinicius Gonçalves Dias Araujo foi bem na arbitragem, ficou apenas devendo um ou outro Cartão Amarelo, mas não se comprometeu por isso. Questão interpretativa, e alguma dúvida no gol do Linense, mas pela ação de Jean (indo na bola) o entendemos com legal.
 
 
"PRESTA ATENÇÃO. AS PESSOAS MOSTRAM O TEMPO TODO QUEM REALMENTE SÃO..."
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

09390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   09390050
Work:11 3392-5440