BOLA CHEIA - 19/03/2018

BOLA CHEIA
 
E o São Paulo parece que vem reencontrando seu melhor caminho, e curiosamente após a saida de Dorival Junior. Seria ele mesmo o problema  ou os "meninos" agora resolveram jogar? Classificou-se com folga para seguir na Copa do Brasil, fez 3x0 no CRB e poderia ter sido mais. BOLA CHEIA para o tricolor e o futebol é tão dinamico e surprendente que o resultado pode lhe dar alento e brigar pelo Paulistão. Marcelo de Lima Henrique teve erros e acertos, mas aliviou demais nas questões disciplinares.
 
Mesmo sem jogar um grande futebol, e enfrentando uma equipe que não queria marcar gols, preferindo jogar para não sofrer, BOLA CHEIA para o Corinthians que venceu ao limitado Lara, da Venezuela, por 2x0. Não estranhem a expressão "não queria marcar gols", mas na pratica enquanto o 0x0 prevalecia os venezuelanos não tinham nenhuma peocupação ofensiva, trocando passes no seu meio campo, não agredindo, e Cassio assistia ao jogo em posição privilegiada, mas com seu time "esquecendo" também de jogar e pressionar os venezuelanos. Vieram os gols na segunda etapa e aconteceu o que todos esperavam, ou seja, vitória do Timão. O árbitro Raul Orozco, da Bolivia, teve como pecado capital a não marcação de penalidade máxima, para o Corinthians, e sobre Balbuena.
 
Otimo resultado quem conseguiu foi o Flamengo que no Equador derrotou ao Emelec por 2x1, com gols de Vinicius Junior e de belas feituras. Quebrou ainda uma série de 16 partidas sem derrota de seu adversário, que de quebra foi beneficiado pela arbitragem do paraguaio Mario Dias de Vivar, que omitiu-se em "jogada de volei" dentro de sua area penal.
 
Com os uruguaios tentando amedrontar os garotos do Santos nos primeiros quinze minutos, batendo a vontade, mas sem conseguir seu proposito, a "molecada" fez com Eduardo Sasha voltando a marcar e Rodrygo mostrando ser diferenciado, uma grande partida de futebol. Seis Cartões Amarelos em 18 minutos de jogo mostraram a que vieram os adversários, mas como dissemos a "molecada" foi para cima. E esta partida pode ter derrubado um conceito de que "para jogar Libertadores precisa-se ter jogador cascudo" e experiente face ao noviciado dos santistas. Gostamos tambem da arbitragem de Ulises Mereles aplicando oito Cartões Amarelos e um Cartão Vermelho com correção, segurando o impeto uruguaio nos minutos iniciais. Expulsou a Gabigol também de forma correta ainda no primeiro tempo, anulou um gol do Nacional e outro do Santos, na açao do Assistente Carlos Caceres, e acertou ao marcar penalidade a favor do Peixe.
 
Depois de aprovado na reunião do IFAB de 3 de março, no dia l6 a FIFA confirmou que o Arbitro de Video será utilizado na Copa do Mundo da Russia. Aguardava-se somente a decisão do Conselho da FIFA, e esta acabou acontecendo favoravelmente. BOLA CHEIA...
 
Praticamente garantindo classificação para sequencia do Paulistão, volta de Novo Horizonte o Verdão com uma vitoria de porte, contra um adversário que exigiu pelo menos duas defesas portentosas de Jailson, e um gol salvo em cima da linha de meta por Vitor Luis. Diferentemente seu zagueiro Toni cometeu uma penalidade máxima infantil em Borja, que originou o primeiro gol, e seu goleiro Oliveira "entregou o ouro" no segundo, "matando" as chances do Tigre. Novoriontino 0x3 Palmeiras dão assim uma situação de tranquilidade para o jogo de volta ao BOLA CHEIA Verdão. Desta feita  arbitragem de Flavio Rodrigues de Souza nos agradou em cheio (ou quase em cheio). Foi discreto em suas ações, marcou faltas que não vinha marcando em outras oportunidades, em algumas não marcadas o fez bem pela observação das vantagens. Marcos Rocha e Felipe Melo (duas faltas claras cada um) "passaram batido". Marcou com acerto a penalidade máxima sobre Borja, um momento de mau posicionamento e uma bolada nas pernas, mas no geral teve o jogo em suas mãos; puniu com Cartões Amarelos corretamente e agora sim mereceu nossos elogios deixando os jogadores serem os "artistas".  Um impedimento na ação de Luiz Alberto Andrini foi incorretamente marcado, e em lance com chances de gol.
 
BOLA CHEIA para Vitor Carmona Metestaine pelo acerto que "derrubou" analistas quando do primeiro gol do Bragantino contra o Corinthians. Bem colocado e atento percebeu jogador do Corinthians próximo ao quario de circulo, e mesmo sem participar do lance dando condição ao atacante. Parabéns pelo acerto...
 
 
"A ARTE DE VENCER SE APRENDE NAS DERROTAS..."

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro

09390050

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua Luís Mariani, 46, Sala 8 Centro
Mauá,SP   09390050
Work:11 3392-5440