COPA CANINDÉ - 2018

Sport Club Corinthians Paulista
 
Departamento de Futebol Associativo – Canindé




 
 
 ndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internos
 
 
 

 
Regulamento 2018



DA ORGANIZAÇÃO DA DIRETORIA
 
Art. 1 - A organização dos Campeonatos Internos entre associados do Futebol deCampo, bem como todos os eventos que dizem respeito ao Departamento, tais como Jogos Noturnos, Jogos Interclubes de Seleções dos Associados, Partidas Amistosas entre Associados em horários pré-determinados, Festividades relativas ao setor, entre outras, ficará a cargo da Diretoria que será formada por 2 (dois) integrantes de cada turma, indicados ou eleitos.
 
 
Art. 2 – A Comissão referida no Artigo 1°, deste regulamento, será composta por 1(um) assessor Geral, assessores Adjuntos e Colaboradores que poderão ser convidados por esta diretoria, para atuarem nas diversas áreas, tais como: secretaria geral, disciplinar, marketing e eventos, arbitragem, coordenação de jogos amistosos entre associados, entre outras.
 
 
Art. 3 – A indicação do Assessor Geral será de competência exclusiva do Diretor deEsportes Terrestres.
 
 
Art. 4 – A Comissão Organizadora formada pela Diretoria, será soberana para dirimir,deferir, julgar, homologar e estabelecer conceitos sobre todos os fatos e eventos ocorridos no âmbito do Departamento de Futebol dos Associados e ainda quando julgar necessário, a prerrogativa de acionar o Departamento Jurídico do Clube “ad referendum” de 1 (um) Assessor Geral.
 
 
Art. 5 – Este Regulamento inclui o REGIMENTO INTERNO DA“COPA CANINDÉ 2018” COPA DE FUTEBOL ASSOCIATIVO ENTRE TURMAS.
 
 
DA INSTITUIÇÃO
 
“COPA CANINDÉ 2018”
 
Art. 6 – Fica Instituída a décima terceira edição do Campeonato Interno de Turmas doFutebol Associativo do Sport Club Corinthians Paulista, que será regido pelas cláusulas e condições que seguem:


 
DA ORGANIZAÇÃO DO CAMPEONATO
 
Art. 7 – A Organização da“COPA CANINDÉ 2018” ficará a cargo da Diretoria deFutebol Associativo, a qual se encarregará da realização do Campeonato.
 
 
Art. 8 - A Diretoria criará uma Comissão Disciplinar, que será composta por seusassessores.
 
 
Art. 9 – A Diretoria de Futebol Associativo será soberana para resolver, dirimir, deferir,julgar, homologar e proclamar resultados. É facultada à Diretoria, independentemente dos casos exarados em súmula, mas sem os poderes de alterar o resultado naquela registrado, determinar com base em elementos por ela mesma “Diretoria” considerada comprobatória, sanções disciplinares não sugeridas ou anotadas no aludido documento.
 
 
Art. 10 – A Comissão decidirá, também por votação, os casos omissos nesteRegulamento, levando-se em consideração o Estatuto Social do Sport Club Corinthians Paulista, o Regulamento da Federação Paulista de Futebol, o Código Brasileiro de Justiça Desportiva e outros dispositivos legais que possam embasar a matéria que for julgada.
 
 
Art. 11 – O Campeonato terá início no dia 05 de maio de 2018 e ressalvadas asrestrições do presente Regulamento, todos os jogos serão regidos pelas Leis e Regulamentos da Federação Paulista de Futebol, Código Brasileiro de Justiça Desportiva e se alguma modificação acontecer, esta deverá ser aprovada pela Comissão Organizadora, lavrada em ata e fixada no quadro de avisos do Departamento e/ou publicadas no site do clube.
 
 
Art.12 – As reuniões realizadas pelo Departamento de Futebol Associativo,envolvendo discussões, decisões, pareceres etc., relacionadas à COPA CANINDÉ 2018, deverão ser registradas em atas e afixadas no quadro de avisos paraconhecimento geral e/ou publicadas no site http://dfacanindesccp.com.br/


 
DAS INSCRIÇÕES DOS ATLETAS
 
Art. 13 – A participação naCOPA CANINDÉ 2018 é permitida somente a sóciosremidos e patrimoniais do clube, com idade superior a 18 (dezoito) anos de idade completos ou a serem completados no ano de 2018. O atleta deverá estar cadastrado junto ao departamento há mais de 10 dias antes do início do campeonato e só poderá jogar pela equipe da turma em que tiver sido inscrito pela primeira vez.
 
Art. 14 – Será cobrada uma taxa de inscrição no valor de R$ 1.100,00 (Um mil e cemreais) por equipe, que terá a finalidade de cobrir despesas com o campeonato, sujeitando-se o atleta e equipe inscrita às regras estabelecidas no presente Regulamento, inclusive suas penalidades, quando for o caso.
 
  • – A inscrição das equipes deverão ser feitos, até o dia 24 de abril de 2018.
 
  • – Caso uma turma não tenha atletas suficientes para formação de uma equipe, esta poderá fazer uma fusão com no máximo mais uma turma que se encontre na mesma condição.
 
Art. 15 – Somente serão aceitas inscrições de sócios adimplentes com manutençãodo clube e que apresentarem um Atestado Médico válido para a pratica de Futebol e caso o atleta possua Convênio Médico deverá informar na sua ficha de inscrição. Os atletas serão divididos em quatro categorias: Esporte (nascidos entre 1986 e 2000) [entre 18 e 32 anos], Veterano (1974 e 1985) [entre 33 e 44 anos], Máster (1961 e 1973) [entre 45 e 57 anos] e Sênior nascidos antes de 1961 [mais de 57 anos].
 
  • – A Comissão Organizadora, a fim de completar alguma posição em cada equipe, poderá incluir atleta além dos aludidos limites. Cada atleta poderá participar de uma equipe e somente na categoria de sua faixa etária ou de faixa etária mais jovem e nunca o inverso.
 
  • – Para atletas nascidos antes de 1961 (inclusive), denominada Categoria Sênior, haverá um campeonato em paralelo no formato “INTEGRAÇÃO”. Os atletas dessa categoria não poderão trocar de categoria.
 
Art. 16 – Os dados a seguir deverão constar obrigatoriamente da ficha de inscrição daequipe:
 
I – Nome completo, nº da matrícula no clube e data de nascimento.


 
 
Art. 17 – O participante será responsável pela veracidade das informações prestadase pela autenticidade dos documentos apresentados, sobretudo, pelo Atestado Médico que o autorize à prática de futebol.
 
Art. 18 – Ao participar do campeonato, o atleta automaticamente autoriza o uso desua imagem pelo S. C. Corinthians Paulista, seja para fotografias impressas, site do clube na Internet e/ou transmissões televisivas.
 
Art. 19 – A Comissão Organizadora se reserva o direito de rejeitar inscrições de atletasque em campeonatos anteriores tenham se comportado de forma inconveniente, quer na parte disciplinar ou respeito ao compromisso assumido como integrante de uma equipe (p.ex: desistência s/ justificativa prévia, excesso de faltas, etc.).
 
 
DAS EQUIPES
 
Art. 20 – Cada equipe poderá inscrever até 20 (vinte) atletas e a cada partidaapresentar um técnico ou representante legal, na qual deverá apresentar a carteirinha do clube ou documento oficial com foto que ficará responsável pela apresentação da equipe em campo no horário determinado na tabela para as partidas. Somente o técnico ou responsável poderá permanecer no local de jogo juntamente com os atletas inscritos para a partida, árbitro e auxiliares, mesários e assessores. Em caso do Técnico ou Representante Legal for um atleta da mesma equipe acumulando funções
 
  • houver alguma penalidade como suspensão, a penalidade será aplicada para o atleta e o mesmo terá que cumprir a penalidade determinada pelo regulamento e ou pela comissão disciplinar. Não será permitido o técnico ou representante ser expulso em uma partida e atuar como jogador na outra partida e vice versa. Em caso de expulsão do técnico ou representante, a equipe não poderá substituir e deverá seguir sem técnico durante o restante do jogo sendo que para a próxima partida poderá eleger um substituto.
 
 
DOS FARDAMENTOS
 
Art. 21 – Cada turma deverá dispor de uniforme para seus atletas. O atleta que nãose apresentar uniformizado completamente (camisa, calção e meias) igual aos demais jogadores de seu time, não poderá participar da partida. Caso o mesmo venha a participar, a equipe perderá os pontos ganhos na ocasião para o adversário.
 
Parágrafo único – Obrigatório o uso de coletes nos atletas que estiverem no bancode suplentes.

 
 
DAS PARTIDAS
 
Art. 22 – As partidas serão disputadas aos sábados, domingos e nas noites de quarta-feira, quinta-feira e sexta feira de acordo com a tabela do campeonato, e terão a duração de 80 minutos cada, sendo dois tempos de 40 minutos (mais acréscimo do árbitro) com 10 minutos de intervalo.
 
 
Art. 23 – Os atletas/equipes deverão apresentar-se munidos dacarteira social do clube e/ou documento oficial com foto para conferência da súmula antes do iníciode suas respectivas partidas, devidamente uniformizadas com calções, meias e camisas numeradas.
 
 
  • – Serão cumpridos rigorosamente os horários determinados na tabela, implicando para a equipe que não comparecer com no mínimo 7 jogadores devidamente uniformizados e regularizados com suas carteirinhas ou documentos oficiais com foto junto a mesa da comissão de arbitragem poderá perder a partida por W.O., ou seja, após o apito do juiz para o início da partida no horário determinado a equipe que não estiver com no mínimo 7 jogadores será decretado a perda da partida pelo critério de W.O., com vitória pelo placar de 3x0 para a equipe adversária além da perda de 1 (um) ponto na tabela de classificação do turno que estiver sendo disputado.
 
 
  • – Os horários de início das partidas serão rigorosamente cumpridos, sendo que somente o primeiro jogo do domingo que iniciar-se às 8h00 terá tolerância de 15 minutos, as demais partidas mesmo durante a semana a noite, deverão seguir rigorosamente os horários estabelecidos pela tabela do campeonato e em caso de descumprimento aplica-se o artigo 23 item I. Após o apito do juiz nenhum atleta poderá adentrar mais no campo e participar da partida.
 
  • – Os atletas que por ventura não estiverem munidos dos documentos citados acima, não poderão participar da partida, salvo no caso de furto ou roubo, hipótese em que deverá ser apresentado o respectivo Boletim de Ocorrência Policial.
 
IV– A apresentação do mesmo Boletim de Ocorrência Policial será aceita uma única vez durante todo o campeonato, devendo o atleta providenciar uma nova carteirinha na secretaria do clube.


 
 
DA FÓRMULA DE DISPUTA
 
Art. 24 FASE CLASSIFICATÓRIA PARA SEMIFINAIS E FINAIS:
 
 
 
  • – SÉNIOR: Grupo único composto por 4 equipes que jogarãoentre si em turno único, totalizando 3 partidas para cada equipe, classificando-se para a final as duas melhores colocadas ao final da fase classificatória. A final será disputada, conforme tabela, em jogo único.
 
 
II – MÁSTER: Torneio de oito equipes, divididas em dois gruposde quatro equipes cada, que jogarão entre si no respectivo grupo. As duas melhores equipes de cada Chave disputarão a Semifinal em Jogo Único
 
1ª equipe da Chave A x 2ª equipe da Chave B e 1ª equipe da Chave B x 2ª equipe da Chave A
ndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internosndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internosndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internosndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internos
O cruzamento entre as 04 equipes classificadas para Semifinal ocorrerá da seguinte maneira:
 
A 1ª equipe da Chave A e 1ª equipe da Chave B levam a vantagem de jogar pelo empate na Semifinal;
 
Os dois vencedores da Semifinal disputarão a Final em Jogo Único.
 
 
  • – VETERANO: Torneio de doze equipes, divididas em quatrogrupos de três equipes cada, que jogarão entre si no respectivo grupo. A melhor equipe de cada Chave disputará a Semifinal em Jogo Único. 1ª equipe joga contra 4ª equipe com mais pontos
 
2ª equipe joga contra 3ª equipe com mais pontos.
ndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internosndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internos
 
O cruzamento entre as 04 equipes classificadas dependerá da quantidade de pontos de cada equipe, sendo que as duas equipes que somarem mais pontos na Fase de Grupos levam a vantagem de jogar pelo empate na Semifinal.
 
Os dois vencedores da Semifinal disputarão a Final em Jogo Único.
 
 
IV– ESPORTE: Grupo único composto por 4 equipes que jogarãoentre si em turno único, totalizando 3 partidas para cada equipe, classificando-se para a final as duas melhores colocadas ao final da fase classificatória. A final será disputada, conforme tabela, em jogo único.
ndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internosndash, entre, Departamento, Regulamento, Futebol, Paulista, todos, associados, Canindé, Corinthians, Associativo, Sport, ORGANIZAÇÃO, deCampo, organização, DIRETORIA, Campeonatos, Internos


 
 
 
 
Art. 25 FINAL:
 
Será disputada em jogo único, sem vantagem de empate para qualquer equipe. Caso a partida termine empatada no tempo normal, o desempate se dará na disputa de pênaltis, com 5 cobranças alternadas para cada equipe. Persistindo o empate, serão cobradas penalidades alternadas até que todos os jogadores que estavam em campo no encerramento do jogo tenham cobrado. Na persistência do empate, volta a cobrar o primeiro cobrador de cada equipe e assim sucessivamente, até o desempate.
 
 
DAS SUBSTITUIÇÕES
 
Art. 26 – Fica determinado o que segue:
 
  • – Todos os atletas uniformizados deverão jogar no mínimo 10 minutos corridos ou alternados em cada partida nas somente na categorias Sênior. (Exceto lesão proveniente da partida)
 
I-b -- Para as demais categorias “Esporte, Veterano e Master” Nãoserá obrigatório a utilização de todos os atletas que estarão no banco de reservas. Ficará a critério do Técnico ou representante legal as substituições da equipe, respeitando sempre o limite máximo de 12 substituições.
 
  • – As substituições devem ser efetuadas apenas na frente na mesa de anotações;
 
  • – É obrigatório no momento da substituição o atleta substituto entregar o colete ao atleta substituído, fora das linhas demarcatórias do campo.
 
IV– Fica estabelecido em 12 (doze) o número máximo de substituições, que serão controladas pelos assessores da partida.


 
 
CRITÉRIO DE DESEMPATE
 
Art. 27 – No caso de empate em número de pontos entre duas ou mais equipes nafase classificatória de qualquer turno, serão seguidos os seguintes critérios para desempate:
 
1° Critério: Número de vitórias;
 
2° Critério: Saldo de gols;
 
3° Critério: Maior número de gols marcados;
 
4° Critério: Menor número de gols sofridos;
 
5° Critério: Confronto direto;
 
6° Critério: Menor número de cartões vermelhos; 7°
 
Critério: Menor número de cartões amarelos; 8°
 
Critério: Sorteio.
 
 
 
DA DISCIPLINA
 
Art. 28 - A“COPA CANINDÉ 2018”, será realizada com o principal objetivo deproporcionar união e lazer entre e para os Associados do Sport Club Corinthians Paulista, e por esse prisma deve ser considerado. Por conseguinte, durante os jogos a disciplina deve ser colocada sempre acima dos resultados e das paixões pessoais.
 
 
Art. 29 – Em hipótese alguma será admitida a alegação do desconhecimento dopresente Regulamento, seja por parte dos Organizadores, seja por parte dos Atletas e Colaboradores.
 
 
Art. 30 - A Diretoria criará uma Comissão Disciplinar para julgar os atletas eparticipantes da “COPA CANINDÉ 2018”, que cometerem infrações ao presente regulamento e às leis esportivas, aplicando-lhes as penalidades cabíveis nos limites regulamentares, quando for o caso.
 
 
Art. 31 – O julgamento será feito com base em relatório disciplinar, elaborado pelaDiretoria de acordo com elementos contidos nas súmulas dos jogos, e em relatórios verbais ou escritos dos representantes e dos membros da própria diretoria o qual conterá o relato minucioso dos fatos ocorridos, datas dos mesmos, pessoas envolvidas, sua participação efetiva dos fatos e outras menções e apontamentos que se fizerem necessários, aplicando-se eventual pena nos termos do presente regulamento e subsidiariamente de acordo com as normas gerais que regem os desportos, baixadas por entidades esportivas oficiais.


 
 
 
Art. 32 – Qualquer pessoa maior e capaz poderá servir como defensor do atleta queestiver à mercê de aplicação de penalidade. Quando não existirem defensores, estes poderão ser indicados pela Comissão Disciplinar. Fica vedado a participação do envolvido durante o julgamento por parte da comissão disciplinar, mesmo que o reo seja um membro da diretoria, assessor ou da própria comissão disciplinar.
 
.
 
 
Art. 33 – A súmula e o relatório do árbitro, auxiliares e representantes ou aquele quelhe faça as vezes, gozarão da presunção relativa de veracidade e servirão de base para a formulação da denúncia ou como meio de prova, não constituindo verdade absoluta.
 
 
 
Art. 34 – A Comissão Disciplinar se reunirá sempre que necessário no mesmo dia dareunião de Diretoria, sendo proibida a presença de pessoas que não fazem parte da mesma.
 
 
RECURSOS
 
Art. 35 – Das decisões da Comissão caberá recurso pelo atleta ou técnico no prazode até 48 horas após o julgamento da comissão disciplinar e passado as 48 horas não caberá mais nenhum tipo de recurso. O Atleta ou técnico deverá fazer por e-mail e enviar ao departamento do Canindé que analisará e se pronunciará se procedente ou não. Este recurso por sua vez não terá efeito suspensivo e o atleta ou técnico estarão suspenso até que se tenha o veredito.
 
 
  • – Não caberá recurso quando a decisão for tomada pela Comissão de Ética do Clube.
 
 
  • – É punível toda infração disciplinar, tipificada no presente Regulamento.
 
 
 
 
INFRAÇÃO DISCIPLINAR
 
Art. 36 – Infração disciplinar, para os efeitos deste Regulamento é toda ação ouomissão anti-desportiva, típica e culpável.


 
 
DAS ESPÉCIES DE PENALIDADES
 
Art. 37 – As infrações disciplinares previstas neste Regulamento correspondem àsseguintes penalidades:
 
 
  • – ADVERTÊNCIA
 
 
  • – SUSPENSÃO POR PARTIDA(S): será(ão) cumprida(s) na mesma competição, torneio ou campeonato em que se verificou a infração, ou ainda nos próximos campeonatos organizados pelo Departamento Canindé, de acordo com o número de partidas a qual o atleta foi suspendido.
 
 
  • – SUSPENSÃO POR PRAZO: a suspensão por prazo priva o punido de participar de quaisquer competições organizadas pelo Departamento, pelo prazo estipulado pela Comissão Disciplinar.
 
III.a – As suspensões por prazo serão determinadas a critério da Comissão Disciplinar e consistirão em:
 
 
1 – Suspensão a ser cumprida dentro do próprio campeonato ;
 
 
2 – Suspensão a ser cumprida dentro do próprio campeonato e também em mais 1 campeonato realizado pelo Departamento Canindé
 
 
3 – Suspensão a ser cumprida dentro do próprio campeonato e também em mais 2 campeonatos realizados pelo Departamento Canindé;
 
III.b – As suspensões por prazo serão aplicadas a critério único e exclusivo da Comissão Disciplinar, por votação de seus membros em voto fechado e compreenderão de 1 dia à 3 anos no máximo.
 
 
IV     – ELIMINAÇÃO: a eliminação priva o punido de quaisquer atividades na respectiva modalidade e a critério da Comissão terá o caso encaminhado ao Departamento Jurídico do clube.


 
 
DA APLICAÇÃO DA PENALIDADE
 
  • – 3 (TRÊS) CARTÕES AMARELOS: Suspensão por Partida;
 
 
II– CARTÃO VERMELHO: Suspensão Automática.
 
 
  • – SUSPENSÃO PREVENTIVA: Caberá suspensão preventiva por prazo não superiores a 60 (sessenta dias) quando a gravidade do ato ou fato infracional a justifique e desde que requerido pela Comissão Disciplinar.
 
 
IV     – DESLIGAMENTO DO CAMPEONATO:
 
 
  1. O atleta que faltar em duas partidas seguidas de sua equipe, mesmo justificadas, poderá, a critério de sua equipe, ser eliminado da competição.
 
 
  1. Também poderá ser eliminado no caso de falta grave, tanto disciplinar ou mesmo técnica, através das informações colhidas em súmulas e outros que se fizerem necessários.
 
 
DAS CIRCUNSTÂNCIAS
 
Art. 38– Na fixação das penalidades entre limites mínimos e máximos será considerado a gravidade da infração, a sua maior ou menor extensão, os meios empregados, os motivos determinantes, os antecedentes do infrator no clube e as circunstancias agravantes e atenuantes.
 
DAS CIRCUNSTÂNCIAS ATENUANTES
 
Art. 39 – As circunstâncias atenuantes serão consideradas com base nos seguintescritérios:
 
 
  • – Ser o infrator primário, considerado como antecedentes apenas as ocorrências verificadas no curso de cada campeonato ou atividade do Departamento em cada ano;


 
 
  • – Ser a infração simples revide a agressão física ou a ofensa moral, cometida sobre influência de violenta emoção provocada por ato injusto do ofendido;
 
 
  • – Ter o infrator confessado espontaneamente autoria da infração, até então ignorada ou atribuída a terceiros inocentes;
 
 
IV     – Ser de somenos importância sua cooperação na infração;
 
 
  • – Ter sido a infração cometida em desafronta a grave ofensa moral;

 
 
VI

 
 
– Outras circunstâncias que, a critério da Comissão Disciplina, se revelem suscetíveis de abrandamento da punição, e razão da sua natureza e condições psicológicas do agente no momento da infração;
 

 
VII

 
 
– As atenuantes não poderão reduzir a pena a menos de 2/3 (dois terços) do fixado neste Regulamento.
 

 
 
 
DAS INFRAÇÕES CONTRA PESSOAS
 
Art. 40 – As ofensas morais praticadas contra companheiros de equipe ou adversários,ou contra membros da Diretoria, árbitros, auxiliares, pessoas ligadas ao Campeonato, ou associados, por fatos ligados à competição, durante ou após o término das partidas, sofrerão as seguintes penalidades:
 
PENA: O atleta poderá ser penalizado com advertência ou suspensãode 01 (uma) a 03 (três) partidas.
 
 
Art. 41 – Manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra atos ou contra osmembros da Diretoria, colaboradores, árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los.
 
 
PENA: O atleta poderá ser penalizado com advertência ou suspensãode 01 (uma) a 03 (três) partidas.


 
 
Art. 42 – Atribuir fato inverídico a membros da Diretoria, colaboradores, associados edirigentes do clube.
 
 
PENA: O atleta poderá ser penalizado com advertência ou suspensãode 01 (uma) a 03 (três) partidas.
 
 
Art. 43 – A agressão física contra o árbitro e seus auxiliares, ou contra membros daDiretoria, pessoas ligadas ao Campeonato, ou associados, funcionários do clube, por fatos ligados a competição, durante ou após o término das partidas, sofrerão as seguintes penalidades:
 
 
PENA: Eliminação do atleta da competição em andamento além desuspensão por prazo de acordo com o disposto no Art.37. As equipes também poderão ser eliminadas da competição em caso de briga generalizada em julgamento que ficará a critério da comissão disciplinar.
 
 
DAS INFRAÇÕES RELATIVAS À COMPETIÇÃO
 
Art. 44 – Serão consideradas como infrações:
 
 
  • - Impedir o prosseguimento ou dar causa à suspensão da partida ou do campeonato;
 
 
PENA:perda dos pontos, suspensão dos responsáveis e reversão dos pontos à equipe prejudicada.
 
  • – Incluir em sua equipe atleta que não tenha condições legais de jogo;
 
 
PENA: perda dos pontos e suspensão dos responsáveis ereversão dos pontos à equipe prejudicada.
 
 
  • – Incitar ou incentivar atleta a praticar jogada violenta ou antidesportiva, ou ainda, a não participar do jogo ou abandonar o campo;
 
 
PENA: Suspensão de 01 (uma) a 03 (três) partidas.


 
 
 
IV     – Provocar atraso voluntário, por ato ou omissão, ao início ou reinício da partida;
 
PENA:  advertência  ou  suspensão  de  01  (uma)  a  03  (três)
 
partidas.
 
  • – Invadir local destinado ao árbitro e auxiliar, à diretoria e atletas, ou ainda, adentrar no campo durante a partida, intervalo, ou mesmo após o término da mesma sem a necessária autorização dos membros dirigentes;
 
PENA: advertência ou suspensão por 01 (uma) a 03 (três)partidas, para quaisquer pessoas inscritas no campeonato e/ou técnico, mesmo que não haja interesse direto na partida.
 
VI– Abandonar o campo antes do final da partida;
 
PENA: advertência ou suspensão de 01 (uma) a 03 (três)partidas por atleta.
 
Parágrafo único: Na hipótese do abandono de campo resultar no término compulsório da partida por falta de “quorum”, a equipe será considerada perdedora pelo placar de um a zero, mesmo na hipótese de estar empatando ou vencendo. Caso esteja perdendo a partida, o placar contrário será acrescido de um gol.
 
 
VII    – Em caso de não comparecimento das duas equipes, ou recusa de ambas em iniciar ou reiniciar a partida, serão ambas consideradas perdedoras pelo placar de um a zero, além da perda de 1 (um) ponto na tabela de classificação do turno que estiver sendo disputado.
 
VIII   – Abandonar a disputa do Campeonato, após o seu início, sem motivo justificado, poderá o atleta a ficar impedido de participar dos próximos campeonatos.


 
 
DAS INFRAÇÕES DOS ATLETAS
 
Art. 45 – Serão consideradas como infrações:
 
  • – Praticar jogada violentas, ato desleal ou hostil contra adversários ou companheiros de equipe durante a partida.
 
  • – Reclamar por gestos ou palavras, contra as decisões da arbitragem ou desrespeitar o árbitro e seus auxiliares, contra atletas adversários ou da mesma equipe, ou ainda, contra a Diretoria ou Colaboradores, inclusive após ter sido encerrada a partida.
 
III        – Participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida.
 
IV     – Assumir atitude contrária à disciplina ou a moral desportiva, em relação a componente de sua equipe, equipe adversária ou de espectador.
 
 
  • – Abandonar o campo ou banco de reservas, sem ordem do árbitro ou dos representantes da Diretoria. VI – Permanecer no banco de reservas sem condições regulamentares de jogo ou sem estar devidamente uniformizado.
 
VII – Adentrar atrasado em campo, a fim de retardar o início da partida.
 
PENA: Para as infrações descritas nos itens I a VII, advertênciaou suspensão de 01 (uma) a 03 (três) partidas.
 
Parágrafo Primeiro: No item V do presente artigo, a equipe nãosofrerá punição, somente o atleta envolvido.
 
Parágrafo Segundo: Se da jogada violenta, desleal ou hostilresultar lesão ao adversário, que o impossibilite de prosseguir normalmente na partida, ou que lhe acarrete danos físicos por algum tempo que o façam ausentar-se das partidas de sua equipe, a pena será aplicada em dobro, ou pelo mesmo período em que o atleta atingido, em função de lesão, levar para se recuperar.
 
Art. 46 – Danificar dependências, instalações e materiais ou objetos do Clube ou doDepartamento.


 
 
PENA: Suspensão, até reparação do dano causado ou, nomínimo 01 (uma) partida, sendo extensiva a todas as atividades do Departamento, além de eventuais sanções estatutárias cabíveis a serem adotadas pelo Departamento Jurídico do clube.
 
Parágrafo Primeiro: As penalidades estabelecidas nos artigos45 e 46 serão aplicadas a critério da Comissão, independentemente de o atleta ter sido advertido pelo árbitro.
 
Art.47 – Todos os assuntos pertinentes ao campeonato serão discutidossemanalmente em reunião do Departamento, sendo que:
 
I  – É proibida a participação de pessoas que não fazem parte da Diretoria, Comissão Disciplinar ou Colaboradores, salvo aquelas pessoas convidadas por algum Diretor, ou pessoas envolvidas diretamente em questões disciplinar.
 
II – Somente os assessores terão direito a voto.
 
 
DAS INFRAÇÕES DAS TORCIDAS
 
Art. 48 – Serão consideradas como infrações:
 
  • – Invadir o campo, jogar objeto nos atletas, jogar objeto no campo, na torcida adversaria ou em companheiros.
 
II – Conflitos entre torcedores nas imediações dos campos.
 
III - Uso de qualquer objeto pirotécnico (Sinalizadores, rojão, bombas de fumaça ou estrondo, fogos de artifícios, etc.), Armas Brancas, Armas de Fogo.
 
 
PENA: Para as infrações cometidas individualmente descritasneste artigo, eliminação do infrator do campeonato e para infrações cometidas coletivamente eliminação da(s) turma(s) do campeonato, sem prejuízo das penalidades previstas no Art.
 
37.
 
I – Na hipótese de se tratar de sócio não participante docampeonato, a comissão disciplinar encaminhará o caso para a comissão de ética do clube.


 
 
 
 
 
CASOS OMISSOS
 
Art. 49 – Os casos omissos neste regulamento serão julgados pela ComissãoDisciplinar.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Aprovado em 24/04/2018

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440