bola murcha - 04/06/2018

bola murcha
 
Perder para o Cruzeiro em BH não é e nunca será uma desonra para qualquer equipe, mas perder para o Cruzeiro com medo de jogar na primeira etapa, trocando bolas entre seus zagueiros na intermediaria, e mostrando medo do adversário (que tambem não jogava bem) é coisa de time pequeno. E o Palmeiras foi pequeno mais uma vez, perdeu a segunda seguida, e para quem não assistiu a partida anote aí: Lucas Lima novamente foi titular e para confirmar a teimosia, novamente foi substituido no intervalo pois mais uma vez jogava mal. E sabem o que mais? O famoso Deiverson entrou novamente, e nem pegou na bola. Cruzeiro 1x0 Palmeiras não tem nada de anormal. Chutou a gol uma unica vez  e marcou seu gol. Mas, e no Palmeiras o que está existindo de anormal? É mesmo Roger Machado quem escala esse time? Arbitragem confusa de Braulio da Silva Machado, marcou 44 faltas, aplicou 9 Cartões Amarelos mas nem por isso teve o controle disciplinar do jogo devido a falta de critério, tanto nas faltas como nos cartões aplicados. Gesticula, dialoga demais, e não se impõe pela presença e por esta razão "picota o jogo demais" e depois se esconde atrás dos Cartões.
 
bola murcha, mais uma vez, para o Santos que após perder mais uma, no Paraná, entrou definitivamente na zona do rebaixamento. Atlético 2x0 Santos foi resultado totalmente justo e somente não teve mais gols graças á atuação (mais uma vez) do goleiro Vanderley. Cada vez mais dificil a situação do Peixe e por consequencia de seu Treinador Jair Ventura. Sem muitas condições financeiras e com a "garotada" não produzindo o que imaginavam, alguns milagres precisarão acontecer para salvar a equipe da incomoda posição na tabela. Savio Pereira Sampaio não comprometeu mas ainda não é arbitro "pronto" para uma Série A. Tem mais problemas de tecnicas de arbitragem do que, efetivamente, de suas tomadas de decisão. Na ação do assistente Daniel Henrique Andrade anulou com correção a gol santista marcado por Gabriel em impedimento.
 
Gente...  Coisinha ruim mesmo é o Sr. Bruno Arleu Araujo que apitou a Atletico Mineiro x Chapecoense. Para ele não existe defesa em dois tempos punivel, pois Jandrei a cometeu por quatro vezes na partida (duas acintosas) e o juizão, nem aí. (Dava um "tapa" na bola, ganhava tempo e depois voltava a recolher com as mãos).  Fabio Santos cometeu penalidade máxima (sem disputar a bola) somente chutando por trás ao adversário que tinha o gol aberto á frente do goleiro e não foi expulso. Jandrei simulou contusões por seis vezes e a "figura" mandou entrar em todas o medico e o massagista sem "dar uma dura" no goleirão que já estava "amarelado" e claramente ganhava tempo. Seis segundos então, é regra que não existe( e aqui não é somente para ele). O mesmo Jandrei fazia a defesa, jogava-se no chão ganhando pelo menos quatro segundos cada vez, levantava-se usando mais seis segundos e repunha a bola em jogo. E para completar, uma penalidade máxima (mão na bola) indiscutivel deixou de ser marcada para o Galo e já nos acréscimos. Uma arbitragem lamentável e onde as duas equipes reclamaram ao final da partida.
 
Apesar de enfrentar o lider do Brasileirão fora de casa ao que parece a saida de Carille fez "virar o fio" no Timão. Quarto jogo sob o comando de Osmar Loss e terceira derrota de uma equipe que ultimamente estava desacostumada a estas situações. A nova derrota para o Flamengo pela contagem minima não foi nenhum desastre pelo jogo em sí e onde até poderia ter tido resultado melhor. Primeira etapa dominio flamenguista até os 30 minutos e a partir dai (após saida de Jadson contundido) melhorou e encurralou ao Mengao, faltando somente o gol. Já na etapa final mais equilibrio, porém com os cariocas mais incisivos e com maiores chances de gol e este acabou saindo determinando a vitoria do lider. Anderson Daronco teve jogo tranquilo para arbitrar, algumas pequenas falhas, omitiu-se em alguns Cartões Amarelos, levou uma bolada nas pernas e por má colocação momentânea, encerrando a partida num momento até certo ponto incomum, mas protegido pela regra.
 
bola murcha para Anderson Daronco que ao aplicar Cartão Amarelo para Diego, do Flamengo, recebeu deste e aos berros, um Cartão Vermelho. Detalhe: recebeu Cartão Vermelho, se mancou, nada fez e de quebra "continuou apitando"...  rs
 
 
"SE VOCÊ ENCONTRAR UM CAMINHO SEM OBSTACULOS, ELE PROVAVELMENTE NÃO  LEVA A LUGAR NENHUM"
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440