bola murcha - 13/08/2018

bola murcha
 
bola murcha para Edilson, o Capetinha, preso pela terceira vez por não pagamento de pensão alimentícia, e, pela quarta vez "vai em cana" por um atraso de 110 mil reais. Edu Manga ex-Palmeiras também teve semana passada o mesmo destino, foi preso em Itu e encaminhado á cadeia pública de Pilar do Sul.
 
 
bola murcha para o Santos que mais uma vez não consegue vencer no Brasileiro. Desta feita jogando no Ceará conseguiu, a duras penas, um magro empate que muito não lhe adianta na classificação. Bem melhor o Ceará na partida, finalizou a gol muito mais que o Peixe, e este novamente foi salvo pelo goleiro Vanderlei. Marcelo de Lima Henrique esteve bem até os quinze minutos finais,  caiu fisicamente e andou cometendo erros mas que não influenciaram no marcador.
 
 
bola murcha para o Corinthians que foi ao Chile, nada jogou, foi basicamente dominado no jogo todo pelo Colo Colo, e se jogou algo foi nos 15 minutos iniciais e nada mais. Para se ter ideia do que foi a partida, Cassio foi o melhor jogador em campo e o goleiro do Colo Colo não fez uma unica defesa. Não foi um jogo bem jogado, tivemos mais "pegas" que futebol, "um caminhão"  de Cartões Amarelos e um Vermelho, correto, para Gabriel na segunda etapa. Ao final o 1x0 para o Colo Colo não foi tão desastroso para o Timão que agora decide em casa. Vilmar Roldan teve muitos erros mas teve postura, levou o jogo "no nome", duas penalidades maximas reclamadas para os locais e que para nós a primeira não existiu (bola na mão) e a segunda deveria ter sido marcada (mão na bola). Entretanto foi ele pessimamente nas interpretações de bola na mão/mão na bola não tendo nas varias situações critérios retos.
 
 
bola murcha para o Santos que completou, contra o Atlético Mineiro, a "inédita" marca de dois meses sem vencer uma partida. Santos 1 x 3 Atlético foi mais um insucesso, agora de Cuca que ainda não con seguiu vencer  com o Peixe. Inicio de jogo com muitas faltas, equilibrio entre as equipes e a seguir maior ação atleticana. Na segunda etapa melhor o Galo que com dois gols de Ricardo Oliveira "matou" o debilitado Santos e o mandou de volta ao Z4. Rodrigo Dalonso esteve bem tecnicmente mas com um erro capital: não marcou penalidade maxima para o Santos sobre Gabriel e novamente (ja haviamos observado anteriormente) é muito passivo com relação a aplicação de Cartões Amarelos, preferindo advertir verbalmente, o que faz os atletas abusarem das faltas.
 
 
bola murcha para o Corinthians (time reserva) que jogando uma primeira etapa que "engoliu" a Chapecoense, poderia ter marcado mais gols e não o fez, acabou sendo "engolido" pelos catarinenses na segunda etapa e voltando para casa com a derrota por 2x1. Tanto os paulistas na primeira como os catarinenses na segunda etapa poderiam ter marcado mais gols pelo predominio exercido, mas a Chapecoense acabou conseguindo o gol da vitória ja dentro dos acrescimos. Grazianni Maciel não nos agradou com sua arbitragem, entremeou acertos com erros de interpretação, mas foi omisso e sem personalidade quando deveria ter expulsado Cassio e somente aplicou Cartão Amarelo. Numa Serie A erro desse porte nao pode nunca ser cometido e quando o é, indica falta de condição do árbitro ou por desconhecimento ou por omissão e falta de personalidade.
 
 
"UM PAI TEM A SABEDORIA DE UM MESTRE E A SINCERIDDDE DE UM AMIGO"     
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440