BOLA CHEIA - 03/09/2018

BOLA CHEIA
 
BOLA CHEIA para Alexi Stival pela coragem de ter "colocado o dedo na ferida" do Santos FC. logo após a partida contra o Independiente. Poucos Treinadores teriam a coragem de dizer tudo que foi dito, mostrando que o Santos necessita corrigir inumeros problemas diretivos e de organização, o que na verdade explica para todos nós qual a razão deste Clube vencedor, forte e reconhecido mundialmente, ser hoje um clube igual a muitos e inundado de problemas técnicos, financeiros e administrativos.  Parabéns Cuca por sua fala, mas interferir na confusão entre policia e torcedores foi um erro seu. O lugar do torcedor é do lado de fora do alambrado, e não invadindo o campo de jogo.
 
BOLA CHEIA para o Palmeiras que apesar da irresponsabilidade de Felipe Melo tem de merecer esta bola pela luta, pelo sacrificio, pela determinação dos demais jogadores. Perdeu o jogo mas não a classificação jogando com dez jogadores desde 3 minutos do primeiro tempo. E que nos desculpem esses jogadores que sairam de campo dizendo que "jogaram por ele", quando deveriam dizer "Felipão, repensa esse cara no time. Direção, põe esse cara a venda". Já são 23 expulsões na carreira, já tirou pela mesma razão, a seleção brasileira de uma Copa. Vão esperar pelo pior? Palmeiras 0x1 Cerro que teve 82% de posse de bola, acreditem. Parabéns áqueles que jogaram até o final e que fizeram juz a classificação. German Delfino acertou na expulsão, não teve lances polêmicos, mas sem nenhuma estrutura e personalidade para "por ordem na casa" e controlar o impeto dos jogadores. Mau árbitro.
 
 
BOLA CHEIA para o Santos que aproveitando-se do mau momento do Vasco da Gama e faturou mais três pontinhos melhorando sua posição na tabela. Inicio melhor santista, fez seu primeiro gol logo de inicio, desarticulou o Vasco da Gama e controlou bem  partida mesmo com menos posse de bola. Segunda etapa quase no mesmo padrão, mais dois gols de Gabriel (fez os tres) e tranquilidade ate o final da partida. E o Vasco da Gama mostrou-se uma equipe intranquila, errando muitos passes, e agora juntando-se aos ultimos colocados. Rodrigo Batista Raposo foi bem na arbittragem, a ninguem atrapalhou tecnica ou disciplinarmente além de boa colocação e movimentação. Muito bom trabalho.
 
 
BOLA CHEIA para o Palmeiras que desta vez, com time alternativo, nao "sofreu" demais para vencer a Chapecoense por 2x1, encostou mais nos lideres com a derrota do Flamengo e o empate de Cruzeiro e Internacional. Uma partida que não chegou a ser decepcionante mas também não foi um bom jogo. Bastante luta, empenho, mas e até pelo estado "pesado" do gramado face ás chuvas as jogadas não tinham sequencia normal e natural. Palmeiras com muitos reservas e Chapecoense muito desfalcado (7 jogadores) fizeram o que puderam para vencer mas o Verdão foi pouco melhor e venceu. Ricardo Marques Ribeiro teve arbitragem normal, poucos erros, muitos gestos desnecessários, porém se houve bem na condução da partida.
 
 
"O SUCESSO É UMA CONSEQUENCIA E NÃO UM OBJETIVO"

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440