BOLA CHEIA - 01/10/2018

BOLA CHEIA
 
BOLA CHEIA para Marta Vieira da Silva, alagoana de Dois Riachos onde nasceu em 19 de fevereiro de 1986, que acaba de ser eleita na FIFA  pela sexta vez a The Best do futebol feminino. Reverenciada mundialmente precisava ser muito mais reconhecida em seu país. Até é reconhecida mas muito pouco pelo que representa para nosso país e nosso futebol. Valeu Marta...
 
 
BOLA CHEIA, acreditem, para a Conmebol que anulou o Cartão Vermelho recebido por Dedé e o liberou para a segunda partida contra o Boca. Depois da lambança feita pela arbitragem, era o minimo que a entidade poderia fazer.De qualquer forma, parabéns á Conmebol.
 
 
BOLA CHEIA para Corinthians e Cruzeiro, legitimos finalistas da Copa do Brasil eliminando, em tese, Flamengo e Palmeiras tidos como eventuais favoritos. Mas em Itaquera a força da camisa e da torcida do Timão deixaram mais uma vez "um cheirinho" ruim para o Mengão. Jogo dificil, vitoria suada, mas merecimento total na vitória por 2x1. Em Belo Horizonte um jogo de pouca qualidade, alguma emoção somente nos acréscimos, empate justo de 1x1, com o Palmeiras não reeditando suas boas atuações fora de casa. Primeiro tempo com disputas de meio campo, um chute a gol do Cruzeiro aos 27 minutos (1x0) e um chute a gol do Palmeiras aos 37 minutos com defesa de Fabio. E pelo menos nesta oportunidade duas boas atuações de Ricardo Marques Ribeiro e Wagner Nascimento Magalhães que em nada interferiram nos resultados finais e consequentes classificações do Mosqueteiro e da Raposa.
 
 
BOLA CHEIA foi em vida Luiz Carlos Fabrini, narrador esportivo da Rede Vida de Televisão. Aos 84 anos, em São José do Rio Preto faleceu semana passada. Um verdadeiro ser humano, reto, decente e grande Amigo. Que Deus o tenha...
 
 
BOLA CHEIA para o Palmeiras que vencendo ao Cruzeiro por 3x1 (ambas equipes alternativas) sentiu o gostinho de liderar o Campeonato Brasileiro pelo menos até o final da tarde, aguardando resultado do São Paulo. Nesta oportunidade foi uma equipe bastante equilibrada, não entrou em "pilha" adversária, teve tranquilidade para decidir mesmo depois da absurda arbitragem.  Jogo a principio igual, equipes procurando o gol e ligeiro desequilibrio depois da "penalidade máxima". Segunda etapa voltou ainda melhor o Verdão, dominou a partida, deu poucas chances á Raposa, fez seus gols decidindo com tranquiidade. Capitulo a parte foi a "arbitragem" de Dewson Fernando Freitas que continua "enganando" a todos. No geral foi mal, fez "vistas grossas" a varias situações de indisciplina, e o erro, repetimos, absurdo na marcação da "penalidade máxima" contra o Palmeiras. E neste lance não foi incompetente sozinho contando com o "apoio" do "poste" Lucas Paulo Terezin, e do "bandeirinha" Helcio Araujo Neves que quase colocaram tudo a perder não só no jogo como também na competição. O assistente (este não foi "bandeirinha") Heronildo Freitas da Silva foi bem na anulação de gol de Deyverson, e o "enganador" acertou  em penalidade máxima para o Palmeiras.
 
 
"DIZEM QUE QUANDO É PARA DAR CERTO ATÉ OS VENTOS SOPRAM A FAVOR"
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440