bola murcha - 05/11/2018

bola murcha
 
bola murcha pra Diogo Vitor, do Santos FC., punido por dois anos por uso de cocaina. O jogador de apenas 21 anos de idade foi pego na partida contra o Botafogo pelo Campeonato Paulista. O jogador de apenas 21 anos de idade foi pego na partida contra o Botafogo pelo Campeonato Paulista. Lamentável...
 
bola murcha para o Palmeiras que não conseguiu passar pelo Boca Juniors ficando fora da final da Libertadores. Na verdade caiu mesmo na primeira partida em Buenos Aires, ficando em situação dificil para ser revertida. Equipe copeira, "tem camisa forte" teve todos os meritos a equipe argentina que se preocupava apenas com esta competição, diferentemente de Palmeiras e Grêmio que "jogavam todo dia". Torcedor ainda acreditava, lotou o estádio, vibrou com gol marcado logo no inicio, frustrou-se com a invalidação através do AV, corretamente, e mais ainda a seguir com o primeiro gol do Boca. Balançou até o final da primeira etapa, mas voltou na segunda diferente e em quinze minutos "virou o jogo" enlouquecendo o torcedor, e até mesmo com Borja perdendo segundos após o terceiro gol. Mas não era destino vencer e, novamente o "Maledetto", opa, o Benedetto que havia acabado de entrar enterra as esperanças verdes, e para nós com falha do goleiro Weverson, mal colocado e caindo atrasado na bola. Nada a contestar, mereceu o Boca pois foi equipe mais equilibrada, restando ao Verdão salvar o ano no Brasileirão que agora virou obrigação. Arbitrou Wilmar Roldan com uma primeira etapa de erros, novamente com "muita pose". Melhorou muito na etapa final, marcou bem penalidade maxima sobre Dudu e somente a se questionar não ter ido ao AV verificar bola na mão ou mão na bola de zagueiro Perez do Boca ainda na primeira etapa, e ainda reiniciar com Tiro de Meta quando seria Tiro de Canto. É para nós um dos equivocos do AV pois entendemos que o "de vídeo" não pode e não deve decidir pelo "de campo". Se sim ou se não, é o árbitro central que tem de ter a decisão final, mas com seus olhos e não com os de terceiros.  Curiosamente, se assim podemos dizer, no dia anterior o Grêmio foi vitima do "mesmo mal" em gol do River Plate.
 
bola murcha para mais um boleiro "em cana" por não pagar pensão alimentícia. Desta vez foi Gil, ex Corinthians e Juventus no final da carreira, que foi detido em Araçatuba e conduzido á prisão em Penapolis.
 
bola murcha para a Conmebol que não aceitou o recurso do Grêmio, manteve o River Plate na final da Libertadores, e apenas puniu Gallardo com mais 4 jogos e como gostam muito de dinheiro, mais 50.000 dolares de multa. É verdadeiramente uma entidade ridícula e sem nenhuma credibilidade.
 
bola murcha para a confusão estabelecida ao final de Palmeiras x Santos. Como diz Felipão falta uma "chavinha" em Deyverson, e nós achamos bem mais: faltam vários "parafusos", mas os jogadores do Santos armarem confusão ao final da partida pela dancinha que ele fez não faz nenhum sentido. Nesta ele comemorou e sem ofender ninguém e a tudo assistimos. Depois os jogadores vem afirmar que no futebol não pode comemorar, pois tudo a Regra proibe, que o futebol está ficando "chato", etc. etc.  Quem viu Cesar Maluco, Edmundo, Paulo Nunes e outros achou que nesta Deyverson foi um santo...
 
bola murcha para Leandro Pedro Vuaden que deixou de marcar penalidadde máxima, clarissima, sobre Roger e em Botafogo 1x0 Corinthians. Não assistimos a partida como um todo, vimos este momento, e a não marcação é incompreensível. Daniel Soder era o "poste" proximo do lance e também "se mancou".  Em tese alterou o resultado da partida.
 
bola murcha para o "poste" Eduardo Cordeiro que, em Internacional 2x1 Atlético Paraná induziu ao bom Rodrigo D.Alonso Ferreira para marcação da penalidade máxima, ja nos acrescimos, contra os paranaenses e que deu a vitoria aos gauchos. Os gestos feitos pelo "poste" e de maneira insistente em nenhum momento se vêem nas imagens. Se algo ocorreu não foi de maneira nenhuma o empurrão (com as duas mãos) cujos gestos do "poste" indicavam. Detalhe: Rodrigo D.Alonso não marcou e mandava o jogo seguir...
 
 
"VOCÊ FAZ SUAS ESCOLHAS, E SUAS ESCOLHAS FAZEM VOCÊ..."
 

Fale Conosco

Segunda a Sexta - 09:00 as 18:00
Sáb. e Dom. - 07:30 as 13:30
11 3392-5440
aagsp@aagsp.com.br
Obrigado por sua visita
Volte Sempre
  

Associação de Árbitros da Grande São Paulo

Rua do Bosque, 1904

01136001

11 3392-5440

photo AAGSP - Associação de Árbitros da Grande SP
Work:
Rua do Bosque, 1904
Mauá,SP   01136001
Work:11 3392-5440